Julgamento dos réus acusados de mandar matar F. Gomes é adiado novamente

Mais uma vez o julgamento popular dos réus do processo da morte do jornalista Francisco Gomes de Medeiros (F. Gomes), foi adiado. É a segunda vez que o júri é adiado depois de ter sido desaforado de Caicó para Natal. A primeira vez estava previsto para no dia 5 de julho, ser julgado, o ex-pastor Gilson Neudo. Quando chegou o processo de Lailson Lopes, a magistrada resolveu unificar os dois e fazer num dia só, remarcando para o dia 19. Agora, fez um novo adiamento.

Desta vez a juíza que está presidindo o processo, Eliana Alves Marinho, informa no despacho que “em vista da certidão, dando conta da impossibilidade de comparecimento do advogado dativo do acusado Lailson Lopes (Aneziano Ramos), à sessão de julgamento que se encontra aprazada para o dia 19/07/17, em razão de possuir outras audiências na mesma data que foram anteriormente marcadas, determino o seu adiamento para o dia 26 de julho do corrente ano, às 08hs“.

No júri em destaque, sentarão no banco dos réus, Gilson Neudo Soares do Amaral e o Lailson Lopes. Ambos foram denunciados pelo Ministério Público como sendo mandantes do crime juntamente com o advogado Rivaldo Dantas de Farias, sendo que este último está pronunciado para ser julgado, mas, ainda falta aprazar a data.

O autor material e confesso do crime, o sãofernandense, João Francisco dos Santos (Dão), está condenado pela morte de F. Gomes e atualmente cumpre pena no Presídio Federal.

O julgamento popular de Lailson Lopes e de Gilson Neudo, vai acontecer em Natal, no Fórum Miguel Seabra Fagundes.



Caso F. Gomes: Juíza decide julgar Gilson Neudo no mesmo dia que Lailson Lopes

A juíza da Vara Criminal de Natal, Eliana Alves Marinho, decidiu nesta segunda-feira (03), adiar o julgamento popular do ex-pastor evangélico, Gilson Neudo Soares do Amaral, que seria realizado na próxima quarta-feira (05), para o dia 19 de julho. Nesta mesma data e sessão, também será julgado o outro réu do mesmo processo, o comerciante Lailson Lopes (Gordo da Rodoviária).

A magistrada afirma na decisão que somente agora (dia 03) é que chegou às suas mãos, o processo tendo como réu Lailson Lopes, cujo julgamento foi anulado, e, posteriormente, entendeu o TJRN por também desaforar o referido a fim de resguardar a imparcialidade dos jurados. “Assim, encontrando-se ambos os processos, (o de Gilson Neudo e o de Lailson Lopes) em condições de serem julgados, e, tratando-se do mesmo fato, determino, em atenção aos princípios da celeridade e da economia processual, a unificação dos processos, para que sejam os réus submetidos ao Tribunal do júri, conjuntamente“, destacou a juíza.

A nova data para o julgado, agora, dos dois réus, é 19 de julho de 2017, às 08hs no plenário do Tribunal do Júri do Fórum Miguel Seabra Fagundes em Natal.



Caso F. Gomes: Júri de Gilson Neudo acontecerá dia 5 de julho em Natal

Julgamento de Gilson Neudo acontecerá no Fórum Miguel Seabra Fagundes em Natal – (Foto: Rosivan Amaral)

O ex-pastor evangélico, Gilson Neudo Soares do Amaral, vai ser julgado no próximo dia 5 de jul, às 08hs no Fórum Miguel Seabra Fagundes no Bairro de Lagoa Nova em Natal, como réu  no processo da morte do jornalista Francisco Gomes de Medeiros (F. Gomes).

O júri ocorrerá em Natal porque a defesa de Gilson Neudo, patrocinada pelo defensor público Serjano Marcos Torquato Valle, ingressou com pedido de desaforamento que foi julgado procedente pelo Tribunal de Justiça.

O promotor Augusto Flavio de Araújo Azevedo, vai atuar na acusação. A juíza Eliana Alves Marinho presidirá a sessão de julgamento. O processo agora, está tramitando na 1ª Vara Criminal de Natal.

O ex-pastor Gilson Neudo Soares do Amaral, foi apontado pela Polícia Civil como partícipe da morte do jornalista. O Ministério Público o denunciou como sendo um dos autores intelectuais do crime.