TST decide julgar dissídio da greve dos trabalhadores dos Correios

Tribunal Superior do Trabalho vai decidir sobre discídio na greve dos Correios – (Foto: Google Maps via ABr)

Após fracasso nas tentativas prévias de conciliação, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) decidiu hoje (27) julgar o dissídio coletivo da greve dos trabalhadores dos Correios. Parte dos funcionários da estatal entraram em greve no dia 17 de agosto diante da aprovação do novo acordo coletivo.

No início da noite, o ministro Luiz Philippe Vieira de Mello Filho determinou que o caso seja levado para julgamento após receber as manifestações das partes sobre a proposta feita para encerrar a greve. Mais cedo, durante audiência de conciliação, o ministro propôs a manutenção das 79 cláusulas do acordo coletivo assinado no ano passado, mantendo os atuais benefícios concedidos aos funcionários, mas sem reajuste nas cláusulas econômicas.

Continue lendo

Governo apresenta forma de pagamento para cumprimento do piso nacional do magistério

Governo apresenta forma de pagamento em reunião com servidores da educação – (FOTO: Demis Roussos)

O Governo do RN antecipou para esta terça-feira (03) a rodada de negociação com a categoria de servidores representada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do RN (Sinte-RN), conforme solicitado pelo grupo. O Estado apresentou a proposta quanto à forma de pagamento do reajuste do Piso Nacional do Magistério, fixado em 12,84% em janeiro deste ano pelo Ministério da Educação (MEC). Conforme já foi comunicado anteriormente, o reajuste deste valor está assegurado e o governo propõe que seja pago em três parcelas de 4,11%, nos meses de junho, setembro e dezembro de 2020 para os professores ativos; e em agosto, outubro e dezembro, para os aposentados.

Continue lendo

Greve reduz atividades do Itep no RN; paralisação é por tempo indeterminado

Agora RN – A greve dos servidores do Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep/RN), iniciada na quarta-feira, 11, reduziu o número de serviços executados pelo órgão, no estado. A paralisação é por tempo indeterminado.

De acordo com o Itep, as atividades internas da instituição não estão em funcionamento. Isso se refere aos exames de balística, perícia veicular e exame de corpo delito. Este último, só está sendo realizado em ocorrências com acompanhamento da autoridade policial. As atividades internas, que englobam os peritos de plantão, como local de crime e necropsia, seguem normalizadas.

Continue lendo

Servidores do DETRAN/RN anunciam greve para próxima segunda-feira

Da Tribuna do Norte – Os servidores do DETRAN/RN anunciaram que irão entrar em greve a partir da próxima segunda-feira (9). A decisão foi tomada em assembleia da categoria realizada na manhã da quarta-feira (4) na sede estadual do Departamento.

De acordo com representantes dos trabalhadores, entre as principais cobranças estão a revogação do decreto 29007, que retira a autonomia financeira da autarquia, a realização de concurso público, o reajuste salarial, além do pagamento das três folhas em atraso devidas aos aposentados e pensionistas da categoria.

O diretor de imprensa do Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta do RN (SINAI-RN), Alexandre Guedes, afirmou que as negociações iniciaram no início do ano durante a Campanha Salarial, mas que até agora não avançaram, embora audiências tenham sido realizadas. “Fica difícil, nestas condições, a categoria suportar as adversidades que está enfrentando”, afirmou o sindicalista.


Médicos com vínculo na Sesap também decretam greve

Os médicos vinculados a Secretaria Estadual de Saúde decidiram, em assembleia, acompanhar o movimento geral dos trabalhadores do Estado e decretou GREVE por tempo indeterminado a partir desta quinta-feira (27).

A mobilização é uma forma de protesto pelos atrasos dos 13º salários de 2017 e 2018, dos salários de novembro – para os aposentados que recebem acima de cinco mil reais -, além das produtividades, para os médicos que atuam nos hospitais.

Existe a expectativa de que os atrasados sejam pagos nesta sexta-feira (28), com os recursos bloqueados pela Justiça Estadual, que garantiu através de acordo, a utilização de 200 milhões de reais com gastos em saúde. Porém, o movimento acontece pela profunda insatisfação dos profissionais com relação à situação que estão passando desde o ano de 2017.

Serão paralisados os procedimentos eletivos, e reduzidos os outros atendimentos, mediante disponibilidade de espaço físico e das equipes.

O Sinmed orienta:

  1. Procedimentos eletivos devem ser suspensos.
  2. Escalas de emergência devem ser reduzidas, mantendo-se o atendimento em sequência, com os profissionais se revezando por horários ou expedientes.
  3. Os sobreavisos deverão reduzir suas passagens diárias no hospital.
  4. Os profissionais devem estar disponíveis para situações emergenciais extraordinárias.
  5. Havendo o pagamento dia 28, finda a motivação da paralisação, volta-se ao atendimento normal.

Servidores do Detran do Rio Grande do Norte entram em greve

Os servidores do Detran/RN entraram em greve nas primeiras horas desta quarta-feira (12), de acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta (Sinai). De acordo com o sindicato, todos os serviços do Departamento de Trânsito estão sendo afetados pela paralisação. A direção do órgão recomenda a utilização do atendimento ao público na unidade do Natal Shopping.

“Mais de 90% dos trabalhadores aderiram ao movimento, apenas os que têm relação com a direção que não o fizeram”, afirmou o diretor de Formação Política do Sinai e funcionário do Detran, Alexandre Guedes.

A categoria exige que o governo cumpra integralmente a lei do PCCR (Plano de Cargos, Carreira e Remuneração), bem como faça as devidas incorporações salariais, implante as promoções que deve e cumpra os processos já vencidos relativos aos aposentados do Órgão.

Continue lendo


Bancários do RN aprovam indicativo de greve para a próxima sexta-feira (24)

Os bancários do RN decidiram em assembleia na noite desta segunda-feira (20) aprovar um indicativo de greve para a próxima sexta-feira (24). A data não é confirmada pois pode ser alterada após a negociação que ocorre nesta terça-feira (21) entre a Fenaban e a Contraf CUT.

A data-base da categoria é 1º de setembro e, este ano, está sujeita a nova Legislação Trabalhista que diz que após o término da validade do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), que no caso será em 31 de agosto, a categoria perde todos os direitos adquiridos. Por isso a mobilização da categoria teve que ser antecipada. A pauta de reivindicações foi entregue em 13 de junho e desde então a Fenaban marca reuniões infrutíferas com pouca ou nenhuma proposta.

Os bancários reivindicam: reajuste de 22%; recomposição das perdas salariais acumuladas; isonomia; PLR linear; a defesa dos bancos públicos; mais contratações; plano de saúde com preço justo e rede conveniada satisfatória; fim do assédio moral; fim das metas; estabilidade no emprego; fim das demissões imotivadas; segurança nas agências e nos postos de atendimento; revogação da Reforma Trabalhista e a continuidade da luta contra a Reforma da Previdência.

*Tribuna do Norte


Greve dos caminhoneiros afetou aulas da UFRN em Caicó

Gláucia Lima destaca em seu Blog que escolas e universidades são afetadas pela greve dos caminhoneiros, que chegou ao quarto dia nesta quinta-feira, 24. Isto porque a falta de combustível está levando à redução da circulação tanto de ônibus escolares quanto de transporte público, dificultou a chegada de estudantes, professores e funcionários aos estabelecimentos e várias cidades do Brasil.

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Ceres Caicó,  chegou a emitir  comunicado orientando que os professores avaliassem com bom senso a possibilidade da suspensão das aulas e, se for o caso, a remarcação de avaliações.

“À Comunidade Acadêmica do CERES, Mais uma vez, entramos em contato com a Comunidade acadêmica do CERES para tratar da realização de aulas neste período de bloqueio de estradas, falta de combustível e outros transtornos que podem impedir o acesso de discentes e docentes aos campi de Caicó e Currais Novos. Assim, orientamos os docentes que avaliem com bom senso a possibilidade da suspensão das aulas e, se for o caso, a remarcação de avaliações e comuniquem imediatamente aos alunos pelo SIGAA.

Atenciosamente,

A Direção do CERES/UFRN”