Bombeiros salvam cinco banhistas na Praia do Meio em Natal

Guarda-vidas atuam nas praias do RN

Os guarda-vidas do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBMRN), realizaram, neste domingo (25), o resgate de cinco banhistas na Praia do Meio, na capital do Estado. Foi por volta das 12h que os guardas vidas receberam a informação que três pessoas estavam se afogando. Ao chegar ao local, outras duas pessoas que entraram no mar para tentar salvar as três, acabaram também necessitando de resgate.

Já na praia, os bombeiros realizaram o atendimento pré-hospitalar em todas as vítimas e foram liberadas sem nenhuma gravidade.

SALVAMENTOS

Somente de janeiro a agosto de 2019, o CBMRN já realizou 69 salvamentos aquáticos nas praias próximas a capital. As praias que registraram o maior número de resgates foram Búzios, Meio, e do Forte.



Grupamento de Busca e Salvamento realiza mais de 30 mil atendimentos em 2017

Guarda-vidas estão em locais estratégicos do litoral potiguar

O Grupamento de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (GBS-CBMRN), realizou, em 2017, um total de 30.023 atendimentos à população, nos mais variados tipos de ocorrências, como resgate de vítimas, atendimento pré-hospitalar, advertências, orientações, busca de cadáveres, auxílio ao público, resgate de animais, entre outros. O trabalho preventivo tem ganhado um destaque especial da Corporação, de modo a evitar a ocorrências de sinistros.

Buscando prevenir acidentes no litoral, os bombeiros intensificaram ações de orientações e advertências, em que o guarda-vida aborda diretamente o banhista para falar sobre os riscos de afogamento e das condutas de segurança pertinente ao local do banho. Em 2017, os bombeiros militares realizaram 23.946 abordagens de orientação e 5.893 de advertência ao longo do litoral do Rio Grande do Norte.

O relatório estatístico do Corpo de Bombeiros aponta que ao longo do ano passado foram realizados ainda 98 salvamentos aquáticos, principalmente nas praias da Redinha (26), do Meio (24) e de Búzios (13). Nesse período foi registrado sete casos de afogamento seguido de morte, sendo um na Praia do Meio, dois na Praia do Forte, dois em Camurupim, um no Rio Potengi e um no município de Santa Maria. Trinta e dois cadáveres foram encontrados em meio líquido pelos militares da Corporação, sem a confirmação do motivo do óbito.