Hospitais de Caicó e Currais Novos recebem ampliação de leitos de UTI

A população do Seridó potiguar receberá do Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), a ampliação do número de leitos de UTI nos hospitais regionais de Caicó e Currais Novos. Nesta terça-feira (06), o secretário de Saúde, George Antunes, visitou as obras das duas unidades. Em Caicó, o hospital salta de cinco para 10 leitos. A expectativa da Sesap é que a inauguração oficial aconteça até o final do mês. Já Currais Novos, o acréscimo é de seis leitos, passando de quatro para 10, com previsão de conclusão de obras para abril.

Continue lendo



RIO GRANDE DO NORTE: Acelerador Linear chegará a três hospitais do estado

Hospitais do RN terão aceleradores lineares

Para aumentar o acesso da população ao tratamento contra o câncer no SUS, o Governo Federal expandiu a distribuição dos aparelhos utilizados nas sessões de radioterapia, conhecidos como aceleradores lineares.  Ao todo serão entregues pelo Ministério da Saúde 140 aceleradores lineares em todo país. O Hospital da Solidariedade, em Mossoró, o Hospital Universitário Onofre Lopes e Hospital Dr. Luís Antônio em Natal estão entre os beneficiados. Cerca de 500 milhões de reais foram investidos para adquirir 100 desses aparelhos, além da realização de projetos e obras. Os outros 40 aceleradores serão adquiridos com recursos de convênios. Essa medida vai garantir a cobertura no Sistema Único de Saúde (SUS) de mais de 70 milhões de brasileiros, como explica o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Continue lendo



Secretário estadual de Saúde visita obras de hospitais de Currais Novos e Caicó

Secretário de Saúde visitou obras em hospitais no Seridó

O secretário de estado da Saúde Pública, George Antunes, visitou as obras de ampliação do Hospital Mariano Coelho, em Currais Novos, e do Hospital Regional do Seridó, em Caicó, nesta quinta-feira (18). Com a ampliação, o hospital de Currais Novos passará de 4 para 10 leitos de UTI Adulto e também de 4 para 10 leitos de UTI Neonatal.

As obras em Currais Novos encontram-se em fase de conclusão da estrutura e início do revestimento e devem ser finalizadas em março deste ano. Já as obras de ampliação da UTI do Hospital Regional do Seridó, cuja conclusão está prevista para este mês, permitirá a abertura de mais cinco leitos de UTI Adulta, contabilizando um total de 10 leitos.

Na visita, o secretário foi acompanhado pelo coordenador de Operações de Hospitais e Unidades de Referência da Sesap, Carlos Eduardo de Albuquerque, pelo coordenador administrativo, Anselmo Cortez, e pelo coordenador do Grupo Auxiliar de Engenharia e Projetos da Sesap, Alcedo Germano.



Sesap e Itep devem cadastrar funerárias para remoção de cadáveres em hospitais

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) recomendou que a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) e o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) cadastrem funerárias com registro regular para facilitar a identificação delas pelos hospitais quando houver a necessidade de remoção de cadáveres. A recomendação, expedida pela 47ª Promotoria de Justiça de Natal, foi publicada na edição desta sexta-feira (18) do Diário Oficial do Estado (DOE).

O documento é endereçado ao secretário estadual de Saúde, George Antunes de Oliveira, e ao diretor-geral do Itep, Marcos José Brandão Guimarães. O objetivo é acompanhar o cadastramento, na Sesap e no Itep, das empresas relacionadas às atividades de remoção de cadáveres, principalmente relacionados aos traslados de corpos oriundos de hospitais.

A Promotoria adverte que a não observância da recomendação implicará na adoção das medidas cabíveis. O MPRN deu prazo de 30 dias para que sejam encaminhadas informações pormenorizadas quanto à adoção das medidas administrativas para o pleno atendimento da recomendação.

Clique aqui e leia a íntegra da recomendação.



Robinson esclarece: “Meu Governo não fechará hospitais”

O governador Robinson Faria afirma veementemente que não permitirá o fechamento de hospitais regionais no seu governo e esclarece quais são as determinações da assinatura do Termo de Ajustamento de Conduta entre Governo do Estado e Ministério Público. “O TAC não determina o fechamento, mas um estudo de redefinição do perfil das unidades. Não vamos fechar“, disse.

Ele explica que, ao contrário, trabalha para recuperar e reabilitar os hospitais dentro da estratégia de regionalização do atendimento à saúde. “Estamos destinando mais de R$ 40 milhões para a reforma e reequipamento de sete hospitais regionais. Instalamos tomógrafo em Mossoró e Caicó e vamos instalar em Pau dos Ferros. Vamos investir R$ 100 milhões na construção do Hospital da Mulher em Mossoró, já em licitação. E estamos recuperando e reequipando 21 maternidades em diversos municípios. Isso tudo com recursos que conseguimos junto ao Banco Mundial“, explica o governador.

O chefe do Executivo estadual informa ainda que acabou de conseguir R$ 150 milhões junto ao Ministério da Saúde, o que vai permitir reabastecer e regularizar o funcionamento de toda a rede de saúde do Estado e implantar novos serviços como os mutirões de ortopedia e de cirurgias eletivas – e as policlínicas para agilizar exames.

O governo afirma também que o documento assinado com o Ministério Público tem por objetivo avaliar o sistema de atendimento e promover ajustes no perfil das unidades hospitalares do estado dando a elas funções que melhor couberem na sistemática do SUS. “Não haverá fechamento de hospitais“, assegura.



Em nota Sesap esclarece que TAC sugerido é para revisão em hospitais da rede estadual

A respeito do Termo de Ajustamento de Conduta assinado pelo Governo do Estado com o Ministério Público do Trabalho e o Ministério Público Estadual, esclarecemos o que TAC foi sugerido pelo MP após um minucioso estudo realizado sobre o atendimento na rede de hospitais regionais do RN, que identificou a necessidade de uma adequação à realidade financeira do Estado.

O Termo determina a elaboração de um plano de revisão dos hospitais da rede, observando-se critérios de otimização dos recursos orçamentários escassos.

Também está prevista a conversão de hospitais que não apresentam condições estruturais de atendimento pleno para Unidades de Pronto-atendimento, UBS – Unidade Básica de Saúde, Sala de Estabilização, de forma que permaneçam em funcionamento como unidades de saúde.

Trata-se, portanto, de um reordenamento para definir uma melhor aplicação e distribuição dos recursos destinados à rede e, consequentemente, por um melhor atendimento à população, com hospitais em pleno funcionamento.

O Governo do Estado trabalha para garantir o melhor atendimento a toda a população, sem desperdício de recursos.



Termo de Ajuste de Conduta é firmado para desativar sete hospitais; Um deles é no Seridó

O Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e Governo do Estado propõe uma avaliação da rede de saúde estadual e implementação de mudanças para que sejam minimizados diversos problemas encontrados nos mais variados procedimentos de investigação em trâmite. A medida segue as orientações do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) que, após auditoria operacional sobre a rede hospitalar da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), sugeriu a revisão quantitativa e qualitativa da rede de hospitais estaduais, deixando claro em seu relatório final que há a necessidade de transformação de hospitais regionais em unidades de atenção primária.

Dessa forma, o Governo do Estado tem 60 dias para elaborar um plano de revisão do quantitativo de hospitais da rede, indicando a conversão daqueles que não apresentam condições estruturais de atendimento pleno para Unidades de Pronto-atendimento, Unidade Básica de Saúde (UBS), Sala de Estabilização ou outro formato adequado. A avaliação deve se iniciar por sete unidades hospitalares que atualmente não apresentam as condições adequadas. São elas: Hospital Regional Prof. Dr. Getúlio de Oliveira Sales (Canguaretama); Hospital Regional Dr. Aguinaldo Pereira (Caraúbas), Hospital Regional (João Câmara), Hospital Regional Dr. Odilon Guedes (Acari), Hospital Regional (São Paulo do Potengi), Hospital Regional (Angicos) e Hospital Regional (Apodi). Com a transformação das unidades de saúde, a Sesap tem até 120 dias para fazer o remanejamento de pessoal, equipamentos, insumos e recursos orçamentários dos hospitais desativados de forma a assegurar a composição integral de equipes dos hospitais que permanecerão como referências da rede.

Continue lendo



Água do Itans ainda poderá ser usada para abastecer hospitais, escolas e clínicas

Eu (Sidney Silva) presenciei na tarde desta quarta-feira (17), uma conversa entre o diretor regional do Dnocs, José Eduardo e a gerente da Caern no Seridó, Rosi Gurgel. Eles tratavam sobre o uso da água do açude Itans.

O reservatório está atualmente, segundo dados da Secretaria de Recursos Hídricos do RN, com 1 milhão, 440 mil e 500 metros cúbicos de água, o equivalente a 1,76% de sua capacidade máxima. Essa água poderá, em breve, ser utilizada para abastecer hospitais, clínicas, escolas, presídio entre outras instituições de Caicó.

As comportas do Itans passaram por reforma feita pelo Dnocs. A possibilidade de uso da água do reservatório ainda aguardava o termino da obra.



Justiça Federal homologa acordo que prevê criação de 30 novos leitos de UTI no RN

Juíza Federal Gisele Maria da Silva Araújo Leite homologou acordo

A Juíza Federal Gisele Maria da Silva Araújo Leite homologou acordo firmado entre o Conselho Regional de Medicina no Rio Grande do Norte, Ministério Público e o Governo do Estado, em que o Cremern pede a criação de novos leitos de UTI no Estado.

Pelo acordo, foi definido que serão contratados 20 leitos de UTI em Natal no prazo de 30 dias. Além disso, outros dez leitos serão contratados na cidade de Mossoró, também com execução no mesmo período.

Durante a audiência também foi acordada a instalação de 20 leitos de UTI no Hospital Colônia João Machado e 10 leitos no Hospital Alfredo Mesquita, em Macaíba, que deverão estar em execução até o dia 31 de dezembro de 2018. Nesse mesmo prazo entrarão em implantação 10 leitos de UTI em São José de Mipibu, 20 leitos no Hospital da Mulher de Mossoró e 21 leitos no Hospital Tarcísio Maia, também em Mossoró. No entanto, no caso desse último o prazo será 30 de março de 2018.

O Governo do Rio Grande do Norte terá até primeiro de setembro deste ano para apresentar o projeto arquitetônico e os orçamentos das obras.



Corredômetro: Média de pacientes em macas no Hospital Walfredo Gurgel aumentou 40% em 2016

O Corredômetro-RN identificou em 2016 um aumento na média de pacientes internados em macas no Hospital Walfredo Gurgel. Enquanto em 2015 a média era de 71 pessoas, em 2016 esse número subiu para 99,5, um crescimento de 40% no segundo ano do governo Robinson Faria. Entre os pacientes que estiveram em macas nos corredores do Walfredo, a média saltou de 31 em 2015 para 58,2 em 2016, um crescimento de 87,7%.

O pior momento de 2016 foi no dia 17 de outubro, quando no Walfredo Gurgel haviam 155 pacientes em macas e o centro cirúrgico havia sido fechado por falta de leitos.

O levantamento feito pelo Sindsaúde-RN é realizado sempre às segundas-feiras, identificando os pacientes em macas nos corredores e em outros locais dos quatro maiores hospitais do estado: Walfredo Gurgel e Santa Catarina, em Natal, Deoclécio Marques, em Parnamirim, e Tarcísio Maia, em Mossoró. O mês de outubro teve uma média de 194 pacientes por semana em macas nestes hospitais.

Piora em Mossoró

O hospital Tarcísio Maia, em Mossoró, foi o que teve maior aumento na quantidade de pacientes em macas, proporcionalmente. A média dobrou: em 2015 eram 12 pessoas em macas e em 2016, o Corredômetro identificou 24 pacientes internados de forma irregular, em média. O Sindsaúde de Mossoró irá denunciar a situação do hospital durante a visita à cidade do ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), nesta quarta-feira (11).

Nos demais hospitais, Santa Catarina e Deoclécio Marques, foi possivel ver uma redução nos números. De 20 para 12 no Santa Catarina, e de 43 para 24 no Deoclécio Marques. Neste último, a redução foi provocada pela interrupção e redução de serviços e pela abertura da UPA de Parnamirim.

Governo tem até o fim do mês para apresentar plano de criação de leitos

No dia 30 de janeiro, o governo estadual terá que apresentar um plano para a criação de 60 leitos de UTI na capital e de outros 30 leitos em Caicó, Pau do Ferros e Currais Novos. O prazo foi dado pela juíza da 4º Vara da Justiça Federal, Gisele Maria da Silva Araújo Leite, após ação movida pelo Cremern. Mesmo com a criação de 60 leitos em Natal, 75 pacientes ainda permaneceriam em macas na capital.

Feita semanalmente, a contagem do Corredômetro-RN foi iniciada em junho de 2015, durante a greve dos servidores da saúde estadual, e tem como objetivo denunciar o caos na saúde e servir como fonte pública de informação. A contagem é feita de forma voluntária por servidores e diretores do Sindsaúde-RN e a coordenação e gerenciamento de informações é feita pela imprensa do sindicato. Os dados comparados são referentes aos meses de junho a novembro de 2015 e 2016.