Prefeitura quer pagar pelo menos um mês aos servidores do Hospital do Seridó

O secretário de finanças da Prefeitura de Caicó, Francisco Oliveira, repassou ao Blog Sidney Silva, informações sobre os pagamentos do servidores contratados em convênio com o Instituto Euvaldo Lodi e o do Hospital do Seridó. De acordo com ele, até a sexta-feira (15), será pago pelo menos um mês ao pessoal do Hospital.

Os contratados pelo IEL, devem receber até o dia 20 de outubro.

Todos os servidores se manifestam desde a semana passada cobrando pelos pagamentos.



Funcionários do Hospital do Seridó estão com três meses de salários atrasados

Os funcionários do Hospital do Seridó, relataram ao Blog Sidney Silva, que estão com três meses de salários atrasados, sendo, março, agosto e setembro. A informação foi confirmada por um servidor que temendo represália, não quis se identificar.

Não é a primeira vez que os funcionários do referido Hospital têm os salários atrasados na atual gestão e em outras passadas. No início do ano, eles lutaram para receber os vencimentos referentes aos últimos meses de 2016, quando era prefeito, Roberto Germano.

O médico Elísio Galvão, que atende na unidade hospitalar, sugeriu que os funcionários fizessem uma paralisação em protesto por causa dos atrasos.



Hospital do Seridó realiza eletrocardiogramas para cirurgias de catarata

Hospital do Seridó realiza eletrocardiogramas para cirurgias de catarata

Os usuários que participam do mutirão de cirurgia de catarata, promovido pela Secretaria Municipal de Saúde de Caicó, estão realizando seus exames de eletrocardiograma no Hospital do Seridó. Uma parceria da equipe de profissionais daquela instituição, cujo objetivo é adiantar o processo para a realização das cirurgias e, assim, devolver a dezenas de caicoenses o sentido da visão.

O mutirão já passa pela sua segunda etapa e alguns desses pacientes já se encaminham para a cirurgia do segundo olho. O usuário ou familiar que ainda estiver com cirurgia de catarata em atraso no sistema, deve procurar a Central de Regulação para iniciar o processo de atendimento e efetivação do procedimento.



Cirurgias não foram suspensas no Hospital do Seridó

Os serviços de cirurgias no Hospital do Seridó, estão todos funcionando normalmente. A infirmação foi repassada pelo diretor da unidade hospitalar, Gedson Santos em entrevista no programa Comando Geral da Rádio Caicó.

Assista:



Caicó: Médicos obstetras do Hospital do Seridó anunciam paralisação a partir desta segunda

Os médicos obstetras que trabalham no Hospital do Seridó em Caicó, anunciaram através de comunicado divulgado nas redes sociais de Dr. Elísio Galvão (médico que trabalha na referida unidade de saúde) que irão paralisar as atividades a partir desta segunda-feira (11) por tempo indeterminado.

O motivo alegado é a falta de pagamento da produção. O atraso, segundo os profissionais é de 3 meses. Vejam o comunicado divulgado por Dr. Elísio Galvão:

Aviso: nós médicos obstetras do Hospital do Seridó , em virtude de desde maio não recebermos da prefeitura o dinheiro da nossa produtividade, resolvemos que a partir de amanhã, dia 11/09/2017, suspendermos todas as cirurgias eletivas já marcadas e, apenas, faremos cesáreas, partos e curetagens de urgência. Queremos pedir desculpas aos atingidos, já que o senhor prefeito e a senhora secretária, jamais serão atingidos por muitos motivos. Se trabalhamos é porque precisamos. Importante, aos prefeitos das outras cidades, que arranjem lugar para suas mulheres parirem. Em 25 anos de médico em Caicó, nunca tinha visto tanta sacanagem com nossa classe. Sabemos que o senhor prefeito faz isso porque nada em dinheiro e pode ir a Natal ou Brasília se tratar, até porque tudo tem diária. Palavra de homem não ficou para todo mundo. Meus amigos por favor compartilhem está mensagem para chegar a todos os prefeitos, principalmente para o de Caicó que pensa que governar é como brincar de boneca. Por favor nos ajude compartilhando. São 6 meses sem pagar. (Dr. Elísio galvao ,dra. Inez guerra , Dr. Vitor , Dr. paulo brito e Dr. jares Queiroz)“.



Médicos que fazem cirurgias eletivas no Hospital do Seridó ameaçam parar

Os médicos que fazem cirurgias eletivas no Hospital do Seridó em Caicó, poderão paralisar suas atividades nos próximos dias por causa da falta de pagamento da produção. A informação foi confirmada por uma fonte do Blog Sidney Silva na manhã desta segunda-feira (21). Nesta semana deve acontecer uma reunião entre os profissionais para tratar sobre o assunto.

Os repasses financeiros para os médicos estariam atrasados há cerca de 3 meses. Na mesma situação, ou seja, com os salários atrasados, estão os funcionários da referida unidade de saúde.

Porém, um detalhe chama atenção. O repasse financeiro para pagamento de produção de Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar dos Municípios que pactuam com Caicó e do Ministério da Saúde, não está atrasado.

Em Janeiro, Caicó recebeu: R$ 958.494,38

Em Fevereiro: R$ 1.077.834,38

Em Março: R$ 1.398.096,06

Em Abril: R$ 1.329.905,05

Em Maio: R$ 1.008.264,38

Em Junho: R$ 1.144.169,03

Em Julho: R$ 1.203.701,91

Em Agosto: R$ 1.022.537,44

A Secretária de Saúde de Caicó, Sandra Brilhante, disse ao repórter Willacy Dantas, que a informação do atraso no pagamento não procede. Disse ainda que o que está atrasado, é o pagamento das AIHs (Autorização de Internamento Hospitalar), mas, a questão será resolvida o quanto antes.



Hospital do Seridó recebe mamógrafo doado pela UFRN

Mamógrafo foi doado pela UFRN para o Hospital do Seridó

O hospital do Seridó ganhou um mamógrafo que já está na unidade. O equipamento foi doado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte e é proveniente da Maternidade Escola Januário Cicco em Natal, mas está em plenas condições de funcionamento.

O anúncio da chegada do mamógrafo foi feito pelo prefeito Batata em suas redes sociais.

Recentemente ficou decidido em reunião no Ministério Público que o Município de Caicó detém a partir de agora, o controle integral do Hospital do Seridó.



“Não tenho mais estrutura”, diz médica de acompanhou criança que morreu no Hospital do Seridó

A médica pediatra, Jane Cristina Medeiros, que atendeu o garoto Rian Túlio de Medeiros Bezerra, de 6 anos, que morreu na manhã desta quarta-feira (03), no Hospital do Seridó, com complicações respiratórias, usou as redes sociais para fazer uma desabafo.

Ela afirma:

“Eu era a médica do bebê de 6 anos que morreu hoje. Nem sei se a mãe dele irá ver isso. Não tive coragem de ir ao velório. Nem gostaria de vê-la nesse momento porque não iria conseguir. Mas gostaria de pedir desculpas. Por não ter sido capaz de curar seu filho. Por não conseguir uma vaga pra ele em uma UTI pediátrica quando ele precisou. Por ser somente uma pediatra do interior e não uma super-heroína como vemos na TV, onde o médico sabe fazer absolutamente tudo. Desculpa mesmo. Sei que isso não é suficiente e não consegui dizer isso pessoalmente a você porque eu iria chorar. E detesto chorar na frente das pessoas porque minhas lágrimas são só minhas. E ninguém tem nada a ver com isso. E sei que o face não é lugar pra isso, mas não tenho com quem falar e gostaria de expressar em palavras o meu pesar. Sei que meu pesar jamais se comparará ao seu. Mas gostaria de expressá-lo para que talvez eu consiga me perdoar de não ter conseguido. E prosseguir tentando confiar que nada acontece nessa terra sem o conhecimento de Deus. Só não queria ter sido o instrumento para acompanhar a realização da Sua vontade. Que o senhor e nossos irmãos desencarnados deem forças a essa mãe e esse pai. Acho que não consigo mais lidar com crianças com doenças graves. Não tenho mais estrutura”.



Com complicações respiratórias, criança morre no Hospital do Seridó em Caicó

Criança morre com complicações respiratórias no Hospital do Seridó em Caicó

Na manhã desta quarta-feira (03), morreu em um dos leitos do Hospital do Seridó, o garoto Rian Túlio de Medeiros Bezerra, de 6 anos. Ele era natural de Caicó e tinha Síndrome de Down. Sua morte, segundo apurado na unidade de saúde, foi em decorrência de insuficiência respiratória.

O garoto deu entrada no Hospital há cerca de 7 dias com sinais de gripe e o quadro de saúde se agravou. Nos últimos dias, ele precisava ser encaminhado para uma Unidade de Terapia Intensiva, mas, os médicos não conseguiram, nem em Natal, nem em Mossoró, nem em Patos. Na manhã desta quarta, ele morreu.

O Hospital do Seridó, ainda não tem um diretor administrativo nomeado pela Prefeitura que é a instituição responsável pela unidade. Assim, não se tem a quem recorrer para saber de como está funcionando a referida casa de saúde.

Na semana passada, duas crianças foram encaminhadas para Natal com complicações respiratórias, sendo que uma delas passou 9 horas dentro de uma ambulância do Samu esperando para ser removida para Natal. Se no Hospital existisse uma UTI para recebê-lo, nada disso teria acontecido.



Caicó: Criança passsa 9 horas em ambulância do Samu antes de ser conduzida para Natal

Ambulância do Samu conduziu criança para a cidade de Natal – (Foto: Willacy Dantas)

Uma criança de 1 ano e 7 meses foi transferida na manhã desta quinta-feira (27) para Natal em uma ambulância do Serviço Móvel de Urgência – Samu, depois de ficar cerca de 9 horas no interior da UTI Móvel do órgão na frente do Hospital do Seridó em Caicó.

O garoto, Ítalo Daniel da Silva de Medeiros, foi levado para o Hospital Regional por volta das 20 horas da noite de quarta-feira (26) tendo convulsões. Na urgência, ele foi atendido pelos médicos Belísio Neto e Deibi Dantas. Ambos acionaram o Samu para fazer a remoção do mesmo para Natal, inclusive, os procedimentos de regulação foram feitos. Quando os profissionais do Samu chegaram e avaliaram o quadro, informaram que não iriam fazer o transporte da criança. Os médicos do Regional sugeriram que eles (os médicos do Samu) seguissem para o Hospital do Seridó com o objetivo de ter um parecer do médico pediatra de plantão. Chegando lá, decidiram não encaminhar a criança de imediato para Natal por causa de sua situação instável. E, ficaram com o paciente no interior da unidade porque o Hospital do Seridó não tem UTI Pediátrica.

Na manhã desta quinta-feira, os profissionais do Samu decidiram conduzir a criança para Natal, segundo informações, depois que seu quadro clínico teve uma leve melhora.

A falta de estrutura no Hospital do Seridó fez com a unidade fosse usada para manter a criança estável. Ela estava com apenas um dos pulmões funcionando.

O Samu pediu apoio do Helicóptero Potiguar I para fazer a remoção da criança para Natal, mas, foi negado.



Prefeito quer implantar plantão pediátrico 24 horas no Hospital do Seridó

Prefeito quer implantar plantão pediátrico 24 horas no Hospital do Seridó

Mesmo dizendo que ainda vai anunciar com mais detalhes, já foi comentado nas redes sociais por pessoas próximas do prefeito Batata a informação de que está para ser implantado no Hospital do Seridó, o plantão pediátrico 24 horas.

Com isso, às mães não precisarão ir no Hospital Regional para depois seguir para o Hospital do Seridó com a criança precisando de atendimento médico.

O prefeito ainda não teria anunciado como fará para ter uma escala de plantão pediátrico na unidade, mas, disse que está tratando da questão em reuniões e em breve deve fazer o anúncio.

Em uma entrevista concedida esta semana, Robson Araújo Batata, confirmou que o Hospital do Seridó vai receber nos próximos meses, um mamógrafo e um raio-x.

A central de ambulâncias que está funcionando atualmente no Hospital Thiago Dias, deve passar para o Hospital do Seridó. O deputado Vivaldo Costa, garantiu emenda parlamentar para a aquisição de ambulâncias para Caicó. Segundo, o prefeito Batata, os veículos serão utilizados no Seridó.



Hospital do Seridó passa a ser administrado pela Prefeitura de Caicó

Hospital do Seridó passa a ser administrado pelo Município; decisão saiu em reunião nesta quarta-feira – (Foto: Geraldo Oliveira)

Marcos Dantas destaca em seu Blog que após reunião nesta quarta-feira (08) na sede do Ministério Público de Caicó, ficou decidido que o Município passará a ter o controle absoluto pelo Hospital do Seridó. Da reunião, participaram representantes do Município, da Fundação Carlindo Dantas, de conselhos e movimentos sociais

A própria promotora Iara Pinheiro reconheceu que o Hospital do Seridó não tem mais condições de ser administrado pela Junta Interventora, já que seu prazo de vigência foi extinto. Na reunião foi apresentada uma carta de renúncia pela Fundação Carlindo Dantas, de que não tem mais interesse em comandar o Hospital.

Com o controle passando para o Município, em um prazo de até dois anos será realizado um concurso público, para preencher todo o quadro de funcionários ali existente.



Judas Tadeu: “Eu não vou ser diretor clínico do Hospital do Seridó”

Médico Judas Tadeu nega que vá ser diretor clínico do Hospital do Seridó

Quem entrou em contato com o Blog Sidney Silva na tarde deste domingo (19), foi o médico Judas Tadeu, que disputou o pleito eleitoral na campanha passada em Caicó. Ele disse que não procede a informação de que ele poderá assumir a direção clínica do Hospital do Seridó, como está sendo comentado nas redes sociais e em blogs.

Eu não vou ser diretor clínico do Hospital do Seridó. A Fundação não volta pra lá. O próprio deputado Vivaldo Costa, disse reiteradas vezes que não volta e que o Hospital deve ser assumido pelo Município, até porque, ele (o Hospital) pertence ao Município“, disse ele.

A informação surgiu, principalmente, depois que a médica Verônica Alcântara, que ligada ao senador José Agripino Maia, do DEM, deixou o cargo em questão. Ela assumiu a direção clínica do HS enquanto Roberto Germano foi prefeito de Caicó, inclusive, o DEM, apoio a sua candidatura a reeleição, sem êxito.

O médico Judas Tadeu, é filiado ao Pros e é ligado ao Deputado Estadual Vivaldo Costa. Na semana passada, na Rádio Caicó, ele fez uma defesa dos funcionários do Hospital do Seridó, que estão com três meses de salários atrasados, inclusive, encargos trabalhistas. “O Hospital, mesmo sendo administrado pela Junta Interventora, deixou os salários dos funcionários atrasar. Os repasses oriundos da Prefeitura sessaram em determinado momento e isso prejudicou os servidores da unidade. Isso tudo é lamentável“, comentou.



Funcionários do Hospital do Seridó continuam com salários atrasados

Os funcionários do Hospital do Seridó que atualmente é administrado por uma Junta Interventor, permanecem com os salários atrasados.

Na semana passada, alguns decidiram conversar com o prefeito Batata para pedir a solução do problema, mas, até agora, nada foi resolvido.

Os funcionários que já ameaçaram começar uma greve geral, estão com os meses de novembro e dezembro de 2016, em atraso.



Funcionários do Hospital do Seridó não receberam salários de novembro e dezembro

Os funcionários do Hospital do Seridó, que atualmente é gerido por uma Junta Interventora, designada por decisão judicial, estão com os salários de novembro e dezembro de 2016, atrasados.

A reclamação é generalizada nos corredores da unidade hospitalar por parte dos funcionários.

A responsabilidade pelo repasse financeiro para o pagamento dos funcionários do Hospital, é da Prefeitura Municipal de Caicó.