Pesquisa diz que 95% dos internautas navegam na web enquanto veem TV

Assistir à TV e navegar na internet ao mesmo tempo tornou-se um hábito de praticamente todas as pessoas com acesso à web. Segundo pesquisa do Instituto Ibope Conecta, divulgada hoje (15), 95% dos brasileiros na rede mundial de computadores têm essa prática como parte do cotidiano. Em 2015, quando houve levantamento semelhante, o índice era de 88%.

Esse hábito se dá principalmente pelo celular. Dos entrevistados, 81% afirmaram usar um dispositivo móvel quando navegam e ficam ligados na TV. Na edição anterior do estudo, o índice era de 65%. Já o computador de mesa perdeu espaço. O percentual de pessoas que dividem a atenção entre esse equipamento e a televisão caiu de 28% para 16% na comparação entre as duas pesquisas.

Mas o que fazem as pessoas enquanto assistem TV? Segundo o levantamento, a maioria acessa redes sociais (53%), como Facebook, WhatsApp e Instagram. Uma parcela menor (44%) aproveita para navegar passando o tempo durante os comerciais. Além destes, 34% disseram usar o tempo para resolver outras coisas e 9% relataram usar a web para interagir com a transmissão.

A pesquisa foi realizada em abril e entrevistou 2 mil brasileiros que acessam a internet. A amostra abrangeu pessoas das classes A, B, C e D de todas as regiões do Brasil.



IBGE aponta que Brasil tem 116 milhões de pessoas conectadas à internet

Milhões de pessoas estão conectadas no Brasil

Em 2016, mais de 116 milhões de brasileiros se conectaram à internet, o que representa mais de 64% da população com mais de 10 anos. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (21) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e constam na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad C).

Segundo a pesquisa, o celular continua a ser o principal aparelho para acessar a internet no Brasil. Em 2016, o eletrônico era usado por 94,6% dos internautas, à frente de computadores (63,7%), tablets (16,4%) e televisões (11,3%).

Segundo o IBGE, 77,1% dos brasileiros possuíam algum celular. A proporção de mulheres conectadas foi maior que a de homens: 65,5% delas tinham acesso, enquanto, o índice entre eles era de 63,8%.

Considerando a faixa etária, os indivíduos com idade entre 18 e 24 anos apresentavam a maior taxa de conexão: 85% deles estavam online. Já os brasileiros com mais de 60 anos apresentavam o menor índice, de 25%.

As regiões Nordeste e Norte eram as únicas a apresentar taxas de indivíduos conectados inferiores à média brasileira, de 52,3% e 54,3%, respectivamente.



Caicó: Donos de provedores de internet terão que elevar fiação existente no percurso dos blocos

Os donos de provedores de internet da cidade de Caicó, participaram de reunião na Prefeitura na tarde desta quarta-feira (08), convocados pela Gestão para tratar sobre elevação dos cabos de fibra ótica ou de redes de internet que estejam posicionados nos postes no percurso por onde vão passar os blocos Ala Ursa do Poço de Sant’Ana e o Treme-Treme.

A ideia da Prefeita é pedir que os dos de provedores, elevem a fiação para um ponto mais alto do que está atualmente.

Os postes pertencem e são usados pela Consern, mas, os empresários do ramo de internet alugam para passarem sua fiação.