iPhone 13 deve estrear 1 TB de armazenamento

O futuro iPhone 13 pode ser o primeiro celular da Apple com gigantesco armazenamento de 1 TB. A informação faz parte de um relatório da consultoria Wedbush, que acredita que essa opção de alta capacidade pode aparecer nos modelos Pro e Pro Max deste ano, reforçando opinião que já tinha aparecido num estudo veiculado em fevereiro.

Por ora não há qualquer confirmação oficial. Ainda assim, a firma acredita que o lançamento do iPhone 13 se dará na terceira semana de setembro.

A Wedbush é uma consultoria de mercado com analistas que monitoram as cadeias de fornecedores de marcas como a Apple. Eles detectaram uma crescente demanda por módulos de 1 TB de espaço, sinalizando possível adoção dessa nova faixa de capacidade em futuros iPhones.

Não fica claro o impacto da decisão nos modelos mais baratos, com menor capacidade: hoje, iPhones 12 Pro e Pro Max podem ser encontrados com 128 GB, 256 GB ou 512 GB. Além disso, os analistas também não emitem juízo a respeito do iPhone 13 convencional.

iPhones não oferecem possibilidade de expansão do espaço para dados, ao contrário de boa parte do mercado Android. A Apple disponibiliza, no entanto, planos de iCloud com armazenamento online que começam em R$ 3,50 por mês com 50 GB e chegam a R$ 34,90 por mês com 2 TB.

Outra aposta dos analistas é de que toda a linha 13 ao menos repita o sucesso dos iPhone 12 no mercado. Segundo a consultoria, a cadeia de fornecedores da Apple se prepara para atender uma demanda de 90 a 100 milhões de unidades comercializadas para os novos iPhones, ponto de partida superior ao iPhone 12, cujas estimativas presumiam um volume na casa das 80 milhões de unidades.

Fonte: TechTudo


Apple admite reduzir a velocidade do iPhone propositalmente

Apple admite reduzir velocidade de iPhones

A Apple, empresa que fabrica o iPhone, admitiu nesta semana que reduz, propositalmente, o desempenho dos smartphones mais antigos, como os modelos 6 e 6S, para compensar o processo de danificação das baterias. A marca admitiu a prática após uma suspeita ter sido levantada na rede social Reddit. No tópico de discussão, o usuário identificado como TeckFire, que estava insatisfeito com o desempenho do seu iPhone 6s, relatou ter realizado testes trocando a bateria do aparelho. Assim, ele teria descoberto que o telefone se tornava mais rápido, e apresentava melhor resultado em softwares de análise de desempenho.

Ao admitir a redução na velocidade dos aparelhos, por meio de atualizações no sistema operacional, a Apple justificou a medida alegando que “as baterias de íon de lítio, presente nos aparelhos, se tornam menos capazes de suprir picos de corrente elétrica quando em condições de frio, baixo nível de carga ou conforme ficam mais velhas”. Isso, segundo a empresa, “pode resultar no desligamento inesperado do dispositivo para proteger seus componentes eletrônicos”.

A atitude da Apple deixou diversos consumidores furiosos. Segundo o site 9 to 5 Mac, ao menos dois processos contra a empresa já foram registrados nos Estados Unidos por conta do mau desempenho dos iPhones.