Caicó: Lojas de produtos não essenciais PODEM ABRIR para vender delivery e take-away

Comercio não essencial pode reabrir

O Decreto Municipal Nº 780, DE 05 DE JUNHO DE 2020, trás novas medidas para tentar conter a circulação de pessoas na cidade de Caicó.

Os estabelecimentos que comercializam produtos não essenciais como roupas, brinquedos, bijuterias, calçados, entre outros, podem abrir suas portas, porém com restrições.

O artigo 5º do decreto diz que as atividades comerciais não enquadradas como serviços essenciais estão autorizadas a funcionar apenas nas modalidades delivery e “take-away”, devendo serem tomadas as devidas recomendações de higienização de seus ambientes e dos objetos entregues aos clientes.

O Parágrafo Único do mesmo decreto ainda diz que fica proibida a aglomeração de clientes em frente aos estabelecimentos comerciais, sendo recomendada a entrega do produto na porta da loja, previamente agendada.


Delegado diz que dupla pretendia fazer outro arrombamento no comercio de Caicó

O delegado Leonardo Germano, titular da DP Municipal de Caicó, disse em entrevista à imprensa paraibana, por ocasião da operação que recuperou produtos furtados no comercio caicoense, que a dupla presa identificada como ÍCARO DA SILVA e THIAGO DE BRITO MOREIRA, ambos com 25 anos de idade, estavam planejando fazer um terceiro arrombamento.

O delegado ainda disse que eles achavam que sendo de outro estado não iriam ser descoberto.

Confira trecho da entrevista concedida pelo delegado, que esteve na Paraíba acompanhado de uma equipe de policiais civis de Caicó para dar cumprimento aos mandados.


Polícia Civil recupera em Campina Grande/PB produtos roubados em duas lojas de Caicó

Material roubado em lojas foi recuperado em Campina Grande – (Foto: Divulgação Polícia Civil)

Uma equipe de policiais civis de Caicó, sob a coordenação do Delegado Leonardo Germano, cumpriu mandados de busca e apreensão na cidade de Campina Grande/PB na tarde desta quarta-feira (22), e conseguiu recuperar parte do material furtado das lojas Shalck e Carmen Steffens, ambas localizadas em Caicó.

Os mandados foram cumpridos em ação conjunta com a Polícia Civil da Paraíba, tendo sido recuperados vários objetos furtados de lojas das cidades de Caicó e Campina Grande, além de vultosa soma em dinheiro oriundo provavelmente da venda de material ilícito.

A Polícia Civil já trabalhava na investigação dos arrombamentos das lojas em Caicó quando, na madrugada da terça-feira (21), uma abordagem bem sucedida da Polícia Militar deteve ICARO DA SILVA e THIAGO DE BRITO MOREIRA, ambos com 25 anos de idade. Os dois estavam em um veículo trafegando na contramão da Avenida Cel. Martiniano, quando foram detidos. A Polícia já tinha a informação de que esse mesmo veículo teria sido utilizado em outros crimes.

Com base nas informações colhidas, tanto por Policiais Civis, quanto por Militares, além de imagens de câmeras de segurança dos locais alvo das ações criminosas, o Delegado Leonardo Germano pediu a prisão preventiva dos acusados, tendo o pedido sido acatado pelo juiz da segunda Vara desta Comarca, o qual também concedeu os mandados de busca.

Os investigados atuavam em cidades da Paraíba e do Rio Grande do Norte e já foram conduzidos para o sistema prisional, onde estão à disposição da Justiça.

As investigações continuam para tentar comprovar a participação do bando em outros crimes, bem como a participação de mais pessoas envolvidas.

O Delegado Cristiano Santana, da Delegacia de Roubos e Furtos de Campina Grande, confirmou que também já investigava esse grupo criminoso pela prática de crimes naquela cidade e acredita que as diligências levarão à prisão do líder do grupo, que já foi identificado.

O material recuperado estava em uma residência na cidade de Campina Grande e uma mulher foi presa em flagrante.

Material apreendido em residência na cidade de Campina Grande