Após denúncia ao MPRN, acusado de matar advogado em Caraúbas é preso no Acre

Um trabalho conjunto entre os Ministérios Públicos do Rio Grande do Norte e do Acre resultou na prisão do foragido de Justiça Luiz Lobo Neto, acusado de ter sido um dos executores do advogado Antonino Benevides Filho. O crime foi cometido em Caraúbas, cidade da região Oeste potiguar, em 13 de janeiro de 1992. Luiz Lobo Neto estava foragido desde a data do assassinato.

Continue lendo