Please enter banners and links.


Governo amplia vagas em áreas mais carentes com Médicos pelo Brasil

O governo federal vai ampliar em pouco mais de 7,3 mil o número de médicos nas áreas mais carentes do país, sendo que 55% dos profissionais serão contratados para atender as regiões Norte e Nordeste. O Programa Médicos pelo Brasil, lançado hoje (1º), em substituição ao Mais Médicos, define novos critérios para realocação dos profissionais considerando locais com maior dificuldade de acesso, transporte ou permanência dos servidores, além do quesito de alta vulnerabilidade. A nova proposta ainda prevê formação de médicos especialistas em Medicina da Família e Comunidade.

Ao todo, serão 18 mil vagas. O novo programa vai coexistir com o Mais Médicos até o fim dos contratos que estão vigentes. Os médicos que quiserem migrar para o Médicos pelo Brasil também terão que participar do processo seletivo.

De acordo com o Ministério da Saúde, na atenção primária – base do Sistema Único de Saúde (SUS) – é possível resolver cerca de até 80% dos problemas de saúde, como diabetes, hipertensão e tuberculose. “É o momento que olhamos decisivamente para a atenção básica. Vamos reestruturar o sistema de saúde brasileira partindo da atenção primária. Isso vem de uma sequência de ações”, disse o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante cerimônia no Palácio do Planalto. “Embora o nome seja atenção básica ela é muito mais complexa do que a atenção especializada, ela mexe com a dinâmica da sociedade, é ali que se faz a porta de entrada e a responsabilização da vida do indivíduo”, completou.

*Saiba mais aqui



Em Caicó, 2 dos 9 médicos inscritos para o Mais Médicos ainda não apareceram

Em Caicó, o programa Mais Médicos, 7 das 09 vagas abertas com a saída dos cubanos, foram preenchidas. A informação foi confirmada pelo próprio prefeito Marcos José de Araújo.

Nesta quarta-feira, dia 19 de dezembro, acaba o prazo para os outros dois se apresentarem para o trabalho nas unidades de saúde da cidade.

De acordo com o que o Blog apurou, os 7 médicos que se apresentaram para o trabalho, já estão atendendo normalmente.



Inscritos no Mais Médicos tem até esta terça (18) para se apresentar nos municípios

Mais Médicos está recebendo novos inscritos

Os médicos brasileiros inscritos na primeira etapa de seleção do programa Mais Médicos, que foram formados aqui no país, vão ter até esta terça-feira (18) para se apresentarem nos municípios. Mas o início das atividades deve ser combinado com o gestor local.

Já as inscrições para brasileiros e estrangeiros formados no exterior terminaram no último domingo (16). Nesta quarta-feira (19), o Ministério da Saúde vai fazer um balanço das vagas disponíveis, que vai apontar o resultado da soma de desistências e daquelas que não tiveram procura.

Criado em 2013, o Programa Mais Médicos ampliou a assistência na Atenção Básica, inserindo médicos nas regiões com carência de profissionais. O programa conta com 18.240 vagas, levando assistência para aproximadamente 63 milhões de brasileiros.



Município de Caicó preenche vagas do programa Mais Médicos

O prefeito de Caicó, Marcos José de Araújo, anunciou oficialmente nesta segunda-feira (26) a lista dos profissionais, num total de nove, que se cadastraram para o programa Mais Médicos no município. Uma médica cubana fez a revalidação do seu diploma, para continuar atendendo os pacientes caicoenses.

“Formamos uma força-tarefa para resolver o problema da saída dos médicos cubanos, mas tivemos uma resposta rápida. Os noves médicos têm até o dia 17 de dezembro para se apresentar na secretaria municipal de Saúde.

Confira a lista dos profissionais cadastrados no Mais Médicos em Caicó:

  1. Alexandre de Souza
  2. Ana Augusta
  3. Caio César
  4. Cleanto Henrique
  5. Grinauto Dantas
  6. Ileydes Rosales
  7. Jéssica Lourine
  8. Hichelle Miranda
  9. Wolfgang Vieira


Cinco das nove vagas do Mais Médicos em Caicó já foram preenchidas

O prefeito Marcos José de Araújo, confirmou ao Blog Sidney Silva, que conseguiu preencher cinco das 09 vagas existentes no Mais Médicos em Caicó.

A informação dá conta que os profissionais tem até o dia 17 de novembro para se apresentar para o trabalho.

As outras vagas devem ser preenchidas nos próximos dias, segundo informou o prefeito Marcos do Manhoso.



Participação de brasileiros no Programa Mais Médicos aumenta 44%

O número de médicos brasileiros participantes do Programa Mais Médicos aumentou 44% em menos de um ano. O dado foi divulgado, nesta terça-feira (03), pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, durante a recepção de 1.375 profissionais brasileiros formados no exterior que aderiram ao último edital. Com esse reforço, somando também aqueles com diplomas do país, já são 8.316 brasileiros no programa, o que representa 45,6% do total. A prioridade do Ministério da Saúde é ampliar a participação nacional, tornando a iniciativa mais independente e garantindo atendimento médico à população.

Confira a apresentação completa

Este momento é importante para o Brasil e para os brasileiros. Estamos avançando e tenho certeza que vamos oferecer mais qualidade na saúde e na atenção básica com a participação desses novos profissionais no programa Mais Médicos”, ressaltou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Esses novos profissionais iniciam as atividades em Unidades Básicas de Saúde a partir da próxima segunda-feira (09) em cerca de 800 municípios de 25 estados e Distrito Federal, além de 8 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs). Juntos, eles devem cobrir região com 4,8 milhões de pessoas. Ao todo, foram 1.985 inscritos, mais de um candidato por vaga. Entre as regiões, o Sudeste foi o que recebeu o maior número de profissionais, foram 565 médicos para reposição. O Sul e o Nordeste vêm logo em seguida, com 329 e 296 intercambistas, respectivamente.



Mais Médicos: brasileiros preenchem 99% das vagas

Novo edital do Programa Mais Médicos mostra a maior adesão de brasileiros à iniciativa do governo federal. A 1ª chamada, que prioriza candidatos com CRM do Brasil, preencheu 99% das vagas – dos 1.390 postos ofertados em 642 municípios e 2 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs), 1.378 tiveram médicos do país alocados em 636 localidades. Pela primeira vez, além da reposição de rotina, foram disponibilizadas vagas antes ocupadas por profissionais da cooperação com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS). A medida faz parte das ações do Ministério da Saúde para ampliar a participação de brasileiros, uma das prioridades da atual gestão.

As vagas remanescentes serão ofertadas novamente a médicos com registro no país em 2ª chamada, prevista para a primeira dezena de fevereiro. Pela primeira vez foi realizada a permuta de localidade, mais uma ferramenta para alocar os candidatos brasileiros nas cidades de sua preferência e, assim, aumentar a sua participação e fixação no Programa.

Acesse a lista das vagas preenchidas na primeira chamada