Preso suspeito de assassinar homem e disparar contra secretário de Saúde confessa crime à DHPP

Após a prisão em flagrante realizada por policiais militares, no último dia 20 no bairro Cidade da Esperança, de Márcio Galdino Macedo, 33 anos, suspeito pelo homicídio contra Erinaldo Bezerra da Silva, 32 anos, e por ter disparado contra o secretário de Saúde de Paraú (RN), Antônio Rogério Peixoto Neto, 53 anos, o preso confessou, nesta quarta-feira (27) à Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), ter sido o autor do crime.

No dia do ocorrido, Márcio teria discutido com Erinaldo em frente a Rodoviária de Natal, localizada na Zona Oeste da capital, e realizado disparos contra a vítima, atingindo o secretário durante tiroteio, sendo preso por policiais militares, que, após diligências, o prenderam nas imediações do local com uma pistola 380, e 16 cartuchos do mesmo calibre na meia, a qual ele teria tentado se desfazer. Após a prisão, ele foi encaminhado à Central de Flagrantes, onde foi reconhecido por testemunhas, tendo negado o crime.

Investigações da Polícia Civil apontam duas hipóteses de motivação para o cometimento do crime, sendo uma delas a vingança contra Erinaldo, o qual teria afirmado que no dia 28 de janeiro de 2015 Márcio teria sido o autor do assassinato contra o seu primo, Luan Bezerra, morto no bairro Planalto, Zona Oeste de Natal, e a outra hipótese seria uma possível queima de arquivo contra a vítima, por essa ser testemunha de tal crime. Após a confissão de Márcio, a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) solicitará a prisão preventiva do homem à Justiça.