Princípio de incêndio é registrado na Maternidade Januário Cicco em Natal

Maternidade Januário Cicco teve incêndio na madrugada desta sexta

Um princípio de incêndio foi registrado na UTI Neonatal da Maternidade Escola Januário Cicco, ligada à Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), na madrugada desta sexta-feira (20). Um recém-nascido morreu durante a transferência do local, segundo confirmou a instituição.

Ao todo, a UTI Neonatal estava com 26 leitos – todos ocupados. Logo no início do incêndio, os pacientes foram transferidos, porém, uma das crianças, que era prematura e tinha uma quadro “extremamente delicado”, morreu.

Inicialmente, a suspeita é de que o princípio de incêndio tenha sido provocado pela fiação elétrica do prédio, que é antiga. De acordo com a instituição, o fogo foi contido rapidamente.

A maternidade é uma das mais tradicionais unidades obstétricas do estado, além de uma das únicas públicas em Natal. A instituição é referência para casos graves.

*Com informações do G1/RN


Ameaça a profissionais provoca fechamento da maternidade Januário Cicco

Caso aconteceu na Maternidade Januário Cicco em Natal

A noite da quinta-feira (23) foi de tensão para os profissionais que atuam na Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), em Petrópolis, zona leste de Natal. Um homem ameaçava matar uma profissional que atua no local e as portas da unidade foram fechadas preventivamente em parte da noite. Ninguém foi preso.

Segundo relatos de profissionais, o homem que fazia as ameaças era pai de um bebê que faleceu na unidade. Revoltado, ele dizia, desde o início da manhã, que queria encontrar e matar a médica responsável pelo parto.

A situação de ameaça prosseguiu até a noite, quando o caso foi comunicado à Polícia. A segurança patrimonial foi à unidade, assim como policiais militares que atuam na região, e houve o fechamento das portas da unidade momentaneamente, até que a situação fosse contornada. Contudo, o homem não foi preso.

Tribuna do Norte