Caicó: G9 quer o apoio da vereadora Mara Costa

Fortalecido para as eleições da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Caicó para o biênio (2019/2020), o G9 encabeçado pelos vereadores (as) Odair Diniz, Erinaldo Lino (PP), Zaqueu Fernandes (PHS), Zé Filho (PRP), Alisson Jackson (PROS), Diogo Silva (PP), Ivonete Dantas (PMDB), Rosângela Maria (PR) e Andinho Duarte (PRP) quer segurar também o apoio de Mara Costa.

Unido, o grupo admite a força da vereadora Mara Costa no tocante às decisões pertinentes ao trabalho legislativo em Caicó. “É uma união que não nasceu hoje, estamos pelo bem de Caicó desde o início da gestão do vereador Odair, e Mara já faz parte do nosso grupo, infelizmente, nessa nova reunião do G9, às pressas, ela não pode participar, mas vamos insistir pela sua permanência“, esclarece Odair.



Caicó: Nova articulação pode ter escolhido nome para eleição da presidência da Câmara

A eleição para a mesa diretora da Câmara de Vereadores de Caico deve, realmente, ser antecipada. Porém, não se sabe ainda quando deve ocorrer. Mas, um fato ocorrido  nesta segunda-feira (13), movimentou os bastidores desta disputa. Uma reunião a portas fechadas tratou sobre a possível escolha de um nome de consenso entre os pares.

Antes, os nomes ventilados nos corredores da Câmara eram, Maria Cleide, Pastor Erinaldo Lino, Diogo Silva e Lobão.

É fato que dois grupos estão em lados opostos e de olho na cadeira de presidente.



MP ajuíza Ação de Improbidade contra 4 integrantes da Mesa Diretora da Assembleia e sua ex-Procuradora-Geral

O Procurador-Geral de Justiça ajuizou Ação de Improbidade Administrativa (nº 0825059-64.2017.8.20.5001, 1ª Vara da Fazenda Pública de Natal) em desfavor dos Deputados Ezequiel Ferreira de Souza, Hermano Moraes, Carlos Augusto Maia e Gustavo Carvalho, que compõem a Mesa Diretora da Casa, e contra a ex-Procuradora-Geral do Poder Legislativo, Rita das Mêrces Reinaldo.

A ação foi motivada pela constatação, no Inquérito Civil 008/16, de que teriam sido ofendidos o art. 69, XXX, do Regimento Interno da Casa, e o art. 154 do Regime Jurídico dos Servidores Estaduais, que obrigam a Mesa Diretora a instaurar procedimento disciplinar, sempre que tiver ciência de irregularidade no serviço público. Também foi descoberta afronta ao art. 182 do Regime Jurídico, que proíbe a concessão de aposentadoria voluntária, caso exista procedimento disciplinar contra servidor em andamento.

Os elementos de prova obtidos na investigação revelaram que a Mesa Diretora, mesmo ciente dos fatos imputados à servidora, omitiu-se em realizar a abertura das investigações administrativas, para, ato contínuo, deferir a aposentadoria voluntária requerida pela ex-Procuradora-Geral da Casa. Isso tudo ocorreu logo após a soltura da servidora, que estava presa cautelarmente, em razão de determinação judicial no bojo da Operação “Dama de Espadas”. Além disso, a aposentadoria da ex-Procuradora-Geral da Assembleia, datada de 25/09/2015, somente foi publicada sete meses após, em 16/04/2016, tendo sido subtraído o ato do conhecimento público e dos órgãos de controle durante todo esse lapso temporal.

Confira aqui a ação.



Mesa Diretora da Câmara de Caicó é ocupada por vereadores de 5 partidos diferentes

A mesa diretora da Câmara de Vereadores de Caicó, também foi eleita na tarde deste domingo (01), às 17hs.

A vereadora Mara Costa, foi eleita a 1ª Vice-presidente; Rosângela Silva, a 2ª Vice-presidente; Zé Filho, o 1º Secretário e Maria Cleide, a 2ª Secretária.

A mesa diretora da Casa é muito eclética, com vários partidos. Mara, é do Pros, Rosângela, é do PR, Zé Filho, é do PRP; Maria Cleide, é do PP e eu sou do PSDC. Nós vamos trabalhar em harmonia“, disse Odair.