Entidade registra 4º assassinato de jornalista no Brasil no ano e cobra ações contra violência

Marlon foi assassinado na Bahia

Quatro profissionais do ramo da comunicação já foram assassinados neste ano em todo o país. O caso mais recente aconteceu no interior do estado da Bahia. Marlon de Carvalho Araújo, mais conhecido como “o repórter ventania”, foi morto à tiros em casa na semana passada, na zona rural da cidade de Riachão do Jacuípe.

Segundo a entidade Artigo 19, esse é o quarto caso desse tipo de crime ocorrido no Brasil em 2018 – o que significa, ainda conforme a entidade, que até agora, 2018 já teve o dobro de assassinatos de comunicadores em relação ao ano de 2017.

Com passagens pelas rádios Gazeta e Jacuípe, Marlon vinha se dedicando à uma página pessoal no Facebook na qual atuava como repórter independente, mantendo o perfil combativo que o marcava e produzindo vídeos com cobranças, denúncias e críticas contra políticos de municípios diversos de sua região.

Continue lendo



Delegado Maurílio Pinto, o “Xerife”, morre aos 76 anos em Natal

Delegnado Maurílio Pinto foi um expoente na luta contra a criminalidade no Rio Grande do Norte – (Foto: Júnior Santos)

Tribuna do Norte – O delegado aposentado da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, Maurílio Pinto, morreu na noite deste sábado (19) vítima de complicações provocadas pela diabetes. Aos 76 anos, o “Xerife” estava internado na Casa de Saúde São Lucas e havia amputado uma perna para conter uma infecção.

Maurílio Pinto começou a trabalhar na polícia em 1964 e foi chefe da Polícia Civil no Estado por 21 anos e ainda exerceu as funções de subsecretário e secretário adjunto de de Segurança Pública do Rio Grande do Norte e se aposentou em 2011 após 47 anos de atuação na Polícia Civil. Ele começou a carreira na polícia como motorista durante as diligências comandadas pelo pai, o coronel PM Bento Manoel de Medeiros no município de Patu, a 320 quilômetros de distância de Natal.

Apesar do apoio inicial, o pai não apoiou que ele seguisse trabalhando com segurança. “Papai me dizia sempre: Maurílio, olhe, só quero que você continue na polícia enquanto eu estiver trabalhando. Depois de me aposentar, não queria mais você por aqui’. Perguntei o porquê. ‘Ocorre que tenho muitos inimigos’. Nunca fui incentivado por ele para ir para a polícia. Como também não incentivei meus filhos, que também acabaram ingressando nessa carreira”, contou Maurílio Pinto em entrevista após se aposentar em 2011.

Na última entrevista a TRIBUNA DO NORTE, em fevereiro de 2016, o “Xerife” comentou sobre a escalada da violência e criminalidade no Rio Grande do Norte. Ele destacou que a indisciplina dentro da polícia poderia trazer problemas para a gestão de segurança pública e afirmou que faltava “o policial vestir mais a camisa”.

O Governo do Estado se manifestou sobre a morte no Twitter: “Todo o Rio Grande do Norte de luto pela perda irreparável do Dr. Maurílio Pinto de Medeiros. Governo do Estado e Polícia Civil prestam suas homenagens ao homem público e profissional competente, exemplo para as nossas polícias”.

O velório de Maurílio Pinto está previsto para começar às 6h no Centro de Velório da rua São José e o sepultamento vai acontecer às 16h no Cemitério Morada da Paz, em Emaús.



Direção do Hospital Regional de Caicó suspeita que paciente morreu com pneumonia bacteriana

Uma mulher de 57 anos faleceu agora a noite (10) na UTI do Hospital Regional de Caicó. Ela estava no leito de isolamenfo há algum dias. A suspeita de ser um caso de H1N1 não vem sendo descartada pelo Hospital, que aguarda os resultados de exames de sorologia , para poder se pronunciar oficialmente.

Porém, a suspeita maior do hospital leva para um caso de peneumonia bacteriana, “mas preferimos aguardar os resultados para tomar as providências necessárias”, disse Dr. Silvio Filgo, diretor clínico do Hospital, ao Blog do Marcos Dantas.

Fonte: Blog do Marcos Dantas



Mulher grávida morre no Hospital de Currais Novos

Mulher usou redes sociais para demonstrar preocupação com atendimento

Do Blog de Jean Souza – “Entreguei em suas mãos Senhor Jesus, protege a mim e o meu filho”. Esse foi um trecho, um dia antes de morrer, de uma das diversas postagens feitas pela jovem Thaís Araújo, de apenas 22 anos, que esperava pela chegada do seu segundo filho e reclamava muito do atendimento recebido no Hospital Regional de Currais Novos, nos últimos dias em que começou sentir complicações na gestação.

Em outra publicação, Thaís diz: “Senhor, eu não entendo esses médicos, mandam você fazer uma coisa depois é outra, diz que é pra ir pra Santa Cruz que você vai ter bebê lá, aí chega outro médico e não autoriza…”.

A jovem Thaís, que já tinha uma menina de seis anos e estava ansiosa com a chegada do pequeno João Gabryel, expressou por várias vezes nas redes sociais que procurou a unidade hospitalar porque estava com complicações na gestação, mas não conseguiu resolver o problema. No entanto, o pior estava por vir. Na noite deste sábado (20), Thaís não resistiu e veio a óbito. O bebê sobreviveu.

Familiares acionaram a Polícia e foram até a delegacia de plantão em Caicó prestar um BO, solicitando assim que o fato seja investigado. O corpo da jovem foi encaminhado até o ITEP de Caicó, mas deverá ser conduzido até Natal para uma apuração maior da causa morte.

Diante do fato expressado por Thaís em suas redes sociais, internautas se revoltaram e exigem um melhor esclarecimento do caso, pedindo justiça e citando “negligência médica” no atendimento. Até o final desta matéria, o Hospital não tinha publicado nenhuma nota explicando o acontecimento.



Homicídio de promotor de Justiça potiguar completa 20 anos

Galeria na sede do MPRN conta um pouco da história do promotor e de sua morte

Oito de novembro de 1997, dia em que o promotor Manoel Alves Pessoa Neto foi assassinado durante o exercício de suas funções. A data, emblemática para todos os integrantes do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), completa 20 anos nesta quarta-feira.

Sentimos a presença viva dele conosco, nos nossos corações, nas nossas mentes e em tudo o que ele representou enquanto pai e companheiro nas nossas vidas. Ele foi alguém que lutou pelos seus ideais, procurou viver com dignidade com respeito ao próximo. Ele lutou pela garantia de direitos e ao mesmo tempo para que tivéssemos uma vida plena e cheia de momentos de felicidade“, contou Daniel Alves Pessoa, filho de Manoel Alves, destacando que o pai marcou a vida da família e a trajetória do Ministério Público do Rio Grande do Norte e do Brasil.

Daniel Pessoa ainda revelou que o sentimento de injustiça e de indignação também faz parte dessas lembranças todas, sobretudo por causa da forma covarde e cruel com que o promotor foi retirado do convívio familiar e profissional. “Porém, quando olhamos para trás, ao longo desses 20 anos, percebemos o quão importante foi o trabalho dele e como o fato do homicídio também representou uma mudança muito importante para a instituição e para a forma de trabalho das pessoas que fazem o Ministério Público”.

O advogado e professor universitário afirmou que essa percepção também permeia a vivência da família, a forma como encaram a vida e os conduz sob a perspectiva de buscar melhorar o mundo no qual vivemos. “A gente vai se inserir nos espaços com essa lição de vida que ele nos deixou. Como promotor, foi incansável na busca por justiça através das instituições e dos instrumentos legais e isso de fato é o que permanece. Claro que se estivesse conosco, com sua presença física seria muito melhor. Fica uma saudade saudável“, finalizou.

Continue lendo



Foragido morre em confronto com a polícia depois de tomar ambulância de assalto

Delano já tinha sido preso em uma praça de alimentação de um Shopping de Mossoró

O foragido José Delano Diógenes morreu em troca de tiros com policiais do Rio Grande do Norte e Ceará, na manhã desta segunda-feira (16). O fato ocorreu entre os municípios de Baraúna (RN) e Russas (CE).

Segundo a versão da polícia, Delano fugia em ambulância tomada de assalto no centro de Baraúna quando abriu fogo contra a polícia. Ele vinha sendo perseguido pela polícia cearense, depois de tomar um carro tipo Vayage de placa HIM – 4274 – Tianguá (CE).

Na troca de tiros, Delano foi atingido no peito. Ele foi socorrido pela própria polícia para um hospital público de Russas, mas não resistiu e acabou morrendo.

Delano Diógenes era um velho conhecido da polícia. Ele chegou a ser preso em Mossoró, em plena praça de alimentação de um shopping da cidade. Depois foi transferido para Fortaleza (CE), de onde conseguiu sair. Era procurado pela polícia cearense.

*Fonte: De Fato



Morre mais uma criança vítima do ataque à creche em Janaúba

Mais uma criança vítima do ataque à creche Gente Inocente, em Janaúba (MG), morreu na madrugada de hoje (9) em um hospital de Belo Horizonte – Mateus Felipe Rocha Santos, de 5 anos.  Agora são 11 mortos – nove crianças, a professora e o autor do ataque.

A professora Heley Abreu Batista, de 43 anos, que ajudou no resgate das crianças que sobreviveram à tragédia, recebeu, por seu ato de heroísmo, a  Ordem Nacional do Mérito. A decisão foi do presidente Michel Temer. Em nota, a Presidência da República informou que a honraria é concedida a pessoas que deram exemplos de dedicação ao país.

Duas crianças que sobreviveram ao ataque receberam alta médica nesse domingo (8) – Ludmila Cristine Ferreira Silva, de 6 anos, e Arthur Gabriel Soares, 4 anos, estavam internados em hospitais de Montes Claros. Ainda há 24 vítimas internadas em hospitais de Janaúba, Montes Claros e Belo Horizonte.

Na  manhã da última quinta-feira (5), um vigia que trabalhava na creche Gente Inocente e estava de licença médica entrou no local e ateou fogo em crianças, professoras e nele mesmo.

*Da Agência Brasil



Governo da Coreia do Sul cria grupo especial para matar ditador norte-coreano

A possibilidade de guerra nuclear aumenta a cada dia a tensão na Península Coreana. Para tentar se defender dos testes bélicos realizados pela Coreia do Norte, o governo da Coreia do Sul ordenou a criação de uma força-tarefa para matar o líder norte-coreano Kim Jong-un. As informações são do jornal The New York Times.

De acordo com o jornal americano, o grupo especial formado por 1500 pessoas recebeu o nome de “Decapitation Unit”, em português “Unidade de Decapitação”. A expectativa é que a equipe entre em operação até o fim do ano. Os agentes receberão treinamento e apoio de helicópteros para invadir a Coreia do Norte e lançar foguetes noturnos, tudo de maneira oficial.

A ideia de criar a força-tarefa veio do ministro da Defesa da Coreia do Sul, Song Young-moon, um dia depois do regime de Pyongyang fazer o maior teste nuclear da história. A iniciativa de assassinar um líder norte-coreano, porém, não é nova em Seul. Em 1960, o governo criou e treinou uma equipe para invadir o país vizinho e matar o então ditador Kim il-sung, avô de Kim Jong-un. A medida foi tomada após a Coreia do Norte tentar saquear o Palácio Presidencial de Seul.



Prefeita é presa por envolvimento em morte de jornalista

Agência Brasil – A prefeita de Santa Luzia (Região Metropolitana de Belo Horizonte), Roseli Ferreira Pimentel (PSB), foi presa nesta quinta-feira (7) por suspeita de envolvimento na morte de um jornalista em agosto do ano passado. O mandado de prisão foi assinado pelo juiz Alexandre Victor de Carvalho, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

De acordo com a decisão, ela teria participado do homicídio de Maurício Campos Rosa, que era dono do jornal local O Grito. Também foram presos três homens suspeitos do crime.

Roseli foi encontrada pela Polícia Civil em sua própria casa e foi levada a uma delegacia em Belo Horizonte. Antes de ser encaminhada para uma unidade prisional, ela deverá ser submetida a exames no Instituto Médico Legal (IML).

Reeleita em 2016 para um segundo mandato, Roseli teve seu mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) por irregularidades na sua campanha. Ela foi afastada em 7 de junho. No entanto, recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e conseguiu uma liminar, retornando ao cargo 15 dias depois.



Denarc de Natal em apoio à Polícia Civil do Rio de Janeiro prendem “matador de policial” na Serra de São Bento

Carlos André da Conceição, também conhecido por Mãozinha, 35 anos

Policiais civis da Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc) em apoio a 41ª Delegacia de Polícia do estado do Rio de Janeiro juntamente a Polícia Militar da cidade de Serra de São Bento prenderam, nesta terça-feira (05), Carlos André da Conceição, vulgo “mãozinha”, 35 anos. Ele foi preso, na cidade de Serra de São Bento, em cumprimento a dois mandados de prisão.

Mãozinha é suspeito de ter participação direta da morte de dois policiais, um policial civil e um policial militar, e é investigado pelo homicídio de outros 05 policiais. O crime mais recente ocorreu no dia 11 de agosto deste ano, após a data mãozinha empreendeu fuga do estado do Rio de Janeiro para o estado do Rio Grande do Norte, mais precisamente para a cidade de Serra de São Bento onde a sua esposa possui familiares. Ele estava sendo procurado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro e tinha uma recompensa de R$ 50.000 reais.

O policial civil Bruno Guimarães Buhler, conhecido como Bruno Xingu, foi a vítima de mãozinha no crime ocorrido no dia 11 de agosto, véspera do dia dos pais. Ele foi atingido durante um confronto em uma operação da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) na comunidade do Jacarezinho do estado do Rio de Janeiro. As investigações apontam que Mãozinha era um dos líderes do tráfico de drogas na região, ele atuava embalando drogas para a venda.

Desde a última quinta-feira as equipes policiais estavam em diligências procurando Mãozinha, culminando em sua prisão nesta terça-feira sendo dado o cumprimento dos dois mandados de prisão em aberto contra o seu nome. Ele foi conduzido ao estado do Rio Janeiro onde será encaminhado ao Sistema Prisional para ficar à disposição da Justiça.

Confira entrevista com “Mãozinha” e saiba mais sobre a prisão:



Estudante de medicina morre em acidente de carro na RN 118

Felipe de Lima Fernandes morreu em acidente na estrada de Jardim de Piranhas

Policiais do 3º DPRE em Caicó, atenderam no início da tarde desta sexta-feira (25), ocorrência de acidente de trânsito na RN 288, na altura do sítio Maracujá, já na zona rural da cidade de Jardim de Piranhas/RN. O condutor do carro morreu no local. Ele foi identificado como Felipe de Lima Fernandes, de 23 anos.

O carro que ele conduzia, era um Celta de cor vermelha e placas OWB5927/Apodi/RN. O rapaz que era estudante do curso de medicina na UFCG, bateu contra um poste violentamente de forma lateral.

Equipes do Serviço Móvel de Urgência – Samu e do Corpo de Bombeiros foram acionadas para fazer o socorro da vítima.



Morre em Caicó, Bezerra Fotógrafo

Bezerra Fotógrafo morreu acometido de infarto – (Foto: Álbum de Família)

O fotógrafo, Pedro Francisco Bezerra dos Santos, mais conhecido como “Bezerra Fotógrafo”, de 64 anos, morreu no início da tarde desta segunda-feira (10), de infarto agudo do miocárdio. Ele residia na Rua Manoel Benjamim, no Bairro Castelo Branco, zona leste de Caicó.

Uma equipe do Serviço Móvel de Urgência – Samu, ainda foi acionado, mas, nada pôde fazer haja vista o quadro ter se agravado rapidamente.

Familiares contaram que o ofício de fotógrafo, Bezerra começou quando tinha aproximadamente 16 anos de idade.



Prisões podem levar Polícia a descobrir motivação da morte do Sargento Cândido

Francisco Jadson (de camisa vermelha) e Jefersson (de camisa branca) foram presos em Currais Novos

A Polícia Civil investiga o fato de a arma tomada do policial militar, Antônio Cândido dos Santos, morto no dia 5 de junho em Natal, ter sido usada em assalto na zona rural de Lagoa Nova, na Serra de Santana, na madrugada de quarta-feira (21). A arma foi apreendida pela polícia de Currais Novos dentro da bolsa de uma das duas mulheres que estavam em motel escondidas. Elas são adolescentes.

Um dos homens que foi preso na mesma ação, foi identificado como, Jeferson Rodrigo do Nascimento, de 24 anos, conhecido por (Passarinho). Ele disse em entrevista à imprensa, que a pistola que foi tomada do Sargento Cândido, que estava em poder deles, estava na verdade com um homem identificado como “Buiú”, que está foragido. “A arma fica rodando de mão em mão. Ela estava com o Buiú”, disse.

A Polícia está apurando a informação de que um dos presos é natural de cidade da região Seridó, inclusive, se morou no Distrito de Laginhas, aonde também residiu o Sargento Cândido e sua família.

A prisão das quatro pessoas em Currais Novos portando a arma do policial, poderá levar a Polícia Civil para a possível motivação do crime que terminou com a morte do Sargento Cândido. Ou seja, se realmente foi um assalto, ou se foi um crime por encomenda.



Senador José Agripino diz que Wilma de Faria era mulher de atitudes destemidas

Senador José Agripino Maia lamenta morte de Wilma

Senador José Agripino, presidente nacional do Democratas, emite Nota de Pesar pelo falecimento da Ex-governadora do Rio Grande do Norte Wilma de Faria.

Natal e o Rio Grande do Norte vão sentir falta de uma mulher de temperamento forte e atitudes destemidas. Assim foi Wilma a Secretária, a deputada constituinte, a prefeita, a governadora, a vice-prefeita e a vereadora.Tive com ela momentos de convergência e divergência, mas a política com as suas circunstâncias não foi capaz de destruir os laços de amizade que cultivamos até o fim. Ela vai deixar muitas saudades. Que Deus a guarde“.

Senador José Agripino
Presidente Nacional do Democratas



Adepol/RN lamenta morte da ex-governadora Wilma de Faria

É com profunda tristeza que antes de decorridas 48 horas recebemos a noticia do assassinato de outro policial militar do nosso estado, morto na noite desta quarta-feira (14), na cidade de Areia Branca-RN.

Ao guerreiro SD-PM Carlos Eduardo Alves, que mesmo ferido esboçou resistência enfrentando a investida criminosa daqueles que tiraram sua vida, nossa homenagem e reconhecimento pela bravura e coragem.

Estamos todos indignados diante dos números e estatísticas da violência que assola o país e o Rio Grande do Norte.

Há anos clamamos por investimentos e política de Estado voltada para segurança, com investimentos proporcionais ao enfrentamento da criminalidade organizada.

Aos colegas da Polícia Militar, nossa reafirmação da confiança na conjugação de esforços das instituições policiais para identificação e punição dos responsáveis pelo crime. Assim como do enfrentamento cada vez mais firme contra aqueles que atentam contra nossa segurança e do povo Potiguar.

Aos milhares de cidadãos, que como nós, anseiam por soluções definitivas para os problemas da segurança, reafirmamos nosso compromisso em continuar lutando para que as ações governamentais transcendam os discursos e se materializem, sob pena de continuarmos trilhar um futuro cheio de rastros de sangue e inocentes vidas ceifadas pelo descaso do Estado.