Identificados os presos encontrados mortos em Alcaçuz

Quatro presos do regime fechado foram encontrados mortos na madrugada de hoje (19) na Penitenciária Estadual Rogério Coutinho Madruga, em Nísia Floresta, no Rio Grande do Norte.

Os mortos, foram identificados como, Iuri Yorran Dantas Azevedo, de 24 anos, Rodrigo Alexandre Farias Araujo, de 26 anos, Thiago Lucas Oliveira Silva, de 24 anos e Ytalo Nunes de Sousa, de 25 anos. Os corpos foram encontrados pelos agentes penitenciários de plantão, de acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania (Sejuc).

Por meio de nota, a Sejuc informou que o governo do Rio Grande do Norte segue firme no trabalho de aperfeiçoamento do sistema prisional, mantendo os detentos presos e longe do convívio com a sociedade, sem fugas e sem acesso a celulares. “As facções criminosas não se comunicam mais com o exterior da cadeia, o que tem provocado brigas internas”, diz a nota.

A nota diz ainda que a direção do presídio acionou a Delegacia Especializada em Homicídios e o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep). As circunstâncias das mortes serão investigadas pela Polícia Civil e só o laudo do Itep poderá determinar a real causa das mortes.

Em janeiro do ano passado aconteceu na Penitenciária de Alcaçuz, como é conhecido o presídio, um massacre que deixou 26 mortos, depois de 14 dias seguidos de rebelião, resultando na destruição quase completa da unidade. Após o final da rebelião, o governo dividiu a penitenciária em duas partes com um muro de concreto para separar as facções rivais.

*Agência Brasil



Acidente em Minas Gerais deixou 13 mortos sendo sete de Catolé do Rocha/PB

Acidente deixou dezenas de mortos, entre eles moradores do Sertão-da Paraíba

Pelo menos sete pessoas da cidade de Catolé do Rocha, no sertão da Paraíba, morreram em um acidente de trânsito registrado na BR 251 em Grão Mogol, no estado de Minas Gerais. A tragédia ocorrida por volta das 5hs da manhã deste sábado (13), que envolveu vários carros, contabilizou 39 feridos e 13 pessoas mortas.

Os paraibanos que morreram: Luzia  da Silva Mendonça, de 76 anos; Elizângela de Oliveira Fernandes, Luzinara Fernandes, Sandemar Filho; Kaliandro da Silva de Oliveira (motorista da Van); Diomira Rita de Lima, de 55 anos, e o seu sobrinho, Jaislan de Lima Nogueira, de 21 anos, este dois últimos naturais de Riacho dos Cavalos (PB). Todos viajavam de São Paulo para Catolé do Rocha (PB), quando foram atingidos pelo motorista de caminhão que perdeu o controle e invadiu a contramão.

O portal G1 informou que a Polícia Rodoviária Federal detalhou como o acidente ocorreu:

  • um caminhão fazia o transporte de outro caminhão no sentido Montes Claros e invadiu a contramão;
  • esse caminhão colidiu com um micro-ônibus que seguia no sentido contrário, em direção a Salinas;
  • uma van tentou desviar da colisão e acabou atingida por uma carreta;
  • essa van saiu da pista e tombou;
  • o caminhão que começou o acidente continuou desgovernado;
  • esse caminhão bateu ainda contra outra carreta, que transportava papel;
  • essa carreta saiu da pista e pegou fogo;
  • ainda desgovernado, o caminhão colidiu contra outro micro-ônibus;
  • o caminhão que era transportado caiu em cima desse micro-ônibus.

O motorista da carreta que pegou fogo viajava com dois filhos, de 5 e 17 anos.



Número de mortes aumentam 24,7% em dez anos

Números de mortes teve aumento

O número de óbitos registrados no Brasil nos últimos 10 anos teve um acréscimo de 24,7%. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE. Segundo a pesquisa, houve uma redução significativa na quantidade de mortes de crianças até 5 anos e um aumento dos óbitos nas idades mais avançadas, acima de 50 anos, fruto do envelhecimento populacional. É o que explica a gerente do Registro Civil do IBGE, Klívia Brayner de Oliveira. “Acompanhando esta série histórica, desde 2006 à 2016, é que a gente encontrou este aumento de 24,7. Os nossos óbitos, mais de 58% são de pessoas de mais idade, maiores de 65 anos, porque também temos uma população mais envelhecida, ao contrário da década de 70, 80“.

Segundo a pesquisa, a mortalidade masculina costuma ser superior à feminina ao longo da vida, principalmente entre os jovens e adultos jovens, por conta de causas externas, como por exemplo homicídios, suicídios, acidentes de trânsito, afogamentos, que ocorrem com mais frequência com os homens, como explica Klívia Brayner de Oliveira. “O motivo da morte de um jovem na faixa de 15 a 29 anos, em 68% dos casos é por causa externas, como acidente de trânsito, violência… são as coisas que mais matam os jovens“.

Continue lendo



ITEP identifica dois dos três mortos em confronto com a PF e Bope na zona rural de Afonso Bezerra/RN

Polícia troca tiros com quadrilha armada e três morrem

O Instituto Técnico-Cientifico de Perícia do Rio Grande do Norte – ITEP, identificou nas últimas horas, pelo menos dois dos três homens que morreram em confronto com policiais federais e do BOPE na zona rural de Afonso Bezerra/RN, neste domingo (07). O confronto entre os policiais e os bandidos aconteceu na fazenda Barro Vermelho, por volta das 2 horas da madrugada.

Natural de Afonso Bezerra/RN, Hudson Estácio Linhares Santos, de 32 anos, residia na Rua São Geraldo, no Centro de Afonso Bezerra. O outro que é natural de Natal, foi identificado como José Morais Xavier Junior, de 37 anos, pedreiro e residia na Rua Baltazar da Rosa Bezerra, no Centro de Afonso Bezerra.

O bando criminoso era formado por aproximadamente 10 homens e estavam em 2 carros. Eles foram localizados em deslocamento, saindo da cidade de Afonso Bezerra para Ipanguaçu, onde segundo informações, iriam assaltar uma agencia bancaria local. Quando perceberam a presença da polícia, os bandidos saíram da rodovia estadual que liga as duas cidades e entraram numa estrada carroçável, mas, foram seguidos. Cerca de 03 km depois, já na Fazenda Barro Vermelho, houve o confronto e 03 deles foram mortos e dois detidos.

A polícia acredita que outros 05 criminosos conseguiram fugir pelo matagal.

Dois carros com pertences dos acusados e material utilizado para explodir os caixas da agencia foram apreendidos. Segundo informações, quase 20 baldes contendo grampos, “utilizados para danificar pneus das viaturas da polícia” estavam nas malas dos dois carros.

Os mortos estavam sem documentos e só foram identificados e liberados, no final da noite de ontem, 07, no Itep em Mossoró.

*Com informações de O Câmera



Quatro morrem em confronto com a Polícia depois de praticarem assalto na zona rural

Armas de fogo roubadas e recuperadas pela Polícia Militar – (Foto: Cardoso Silva)

Na manhã desta sexta-feira (28), policiais militares de Caicó, do Grupo Tático Operacional e da Patamo, trocaram tiros com quatro homens que assaltaram um sítio na zona rural da cidade de Jardim de Piranhas/RN. Eles tomaram três armas de fogo, sendo uma escopeta calibre 12 e dois revolveres.

Eles foram identificados inicialmente como, Carlos Ferreira da Silva Júnior, “Cego de Timbaúba”, de 21 anos, Gabriel Araújo da Silva, de 16 anos, Caio e Ítalo. O ITEP ainda não confirmou oficialmente essas informações.

O Major Walmery Costa, comandante do 6º BPM disse que os policiais de Caicó se defrontaram com os quatro homens que voltavam de Jardim de Piranhas. Houve um confronto e os quatro morreram. As guarnições, socorreram todos os feridos para o Hospital de Caicó, mas, todos deram entrada na unidade já sem vida.

Policiais militares ainda socorreram as vítimas para o Hospital Regional – (Foto: Cardoso Silva)


Sesed divulga que 26 presos foram mortos em Alcaçuz; ITEP diz que todos foram decapitados

Durante a entrevista coletiva realizada na noite deste domingo (15), na Escola de Governo no Centro Administrativo em Natal, o Secretário de Segurança Caio Bezerra, anunciou que na verdade foram 26 os presos assassinados dentro da Penitenciária Estadual de Alcaçuz.

Os corpos foram retirados de dentro da unidade na parte da tarde e encaminhados para a sede do ITEP no Bairro da Ribeira em Natal. Ao chegar, eles foram colocados dentro de um caminhão com câmara fria e levados para o Quartal Geral da Polícia Militar por medida de segurança.

Nesta segunda-feira (16), terá início o trabalho de identificação e necropsia dos corpos, que de acordo com Marcos Brandão, diretor do ITEP, deve durar cerca de 30 dias.

Os peritos atuarão para identificar os corpos através da arcada dentária, DNA e outros métodos.

Entre os corpos, dois estão parcialmente carbonizados, muitos com perfurações em várias partes do corpo e todos estão decapitados.

No interior de Alcaçuz, foram encontradas armas de fogo caseiras e uma granada não letal que não foi usada. O secretário Walber Virgolino, disse que os presos tiraram o pino, mas, ela não foi detonada.



ITEP monta estrutura para identificação de corpos e receber famílias de presos mortos

O ITEP está com a equipe de médicos legistas do RN e da Paraíba de plantão para identificar com agilidade as vítimas fatais. As ruas no entorno da sede do ITEP estão sendo interditadas para facilitar o acesso de veículos e familiares das vítimas. Também serão disponibilizados psicólogos e assistentes sociais em uma sala específica para atendimento dos familiares dos presos.

A Polícia Civil contará com três equipes de delegados da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e 15 homens para fazer a perícia dos locais de crime.