Coronavírus: Caicoense que participa de cruzeiro, relata dificuldades do navio atracar

A caicoense, Ingrid Huane da Silva, que mora em Natal, contou em um vídeo sobre as dificuldades que está enfrentando junto com seus esposo, amigos e os demais passageiros do navio Soberano, da Pulmatur, no qual fazem um cruzeiro.

A informação dá conta que o referido navio tentou atracar em Tenerife, mas, não recebeu autorização. De lá seguiram para Cadís, na Espanha, mas, ela conta que a região está com surto de coronavírus e isso preocupa a todos.

O navio que tem cerca de 3 mil pessoas a bordo, saiu de Recife no dia 4 de março e o destino é Lisboa, em Portugal.

Assista ao vídeo.



Operação Mácula: MPF e PF no RN obtêm mandados envolvendo navio suspeito de derramamento de óleo

A Polícia Federal cumpre, nesta sexta-feira (1), mandados de busca e apreensão em uma agência marítima e na sede de representantes de uma empresa, no Rio de Janeiro. O MPF concordou com a manifestação da PF e pediu à Justiça Federal a expedição dos mandados, emitidos pelo juiz da 14ª vara criminal do RN. Os dois alvos são ligados à proprietária de um Navio Mercante (NM) de bandeira grega, indicado como origem do derramamento de óleo na costa nordestina.

O Inquérito Policial sobre o caso, no RN, teve acesso a imagens de satélite que partiram das praias atingidas até o ponto de origem (ponto zero) de forma retrospectiva. O relatório de detecção de manchas de óleo, de autoria de uma empresa privada especializada em geointeligência, indicou uma mancha original, do dia 29/07/2019, e fragmentos se movendo em direção à costa brasileira.

Com informações da Marinha, a Diretoria de Inteligência Policial da PF concluiu que “não há indicação de outro navio (…) que poderia ter vazado ou despejado óleo, proveniente da Venezuela”. Ainda de acordo com a Marinha, esse mesmo navio ficou detido nos Estados Unidos por quatro dias, devido a “incorreções de procedimentos operacionais no sistema de separação de água e óleo para descarga no mar”.

Continue lendo