Divulgadas mudanças em paróquias; Caicó vai receber padres de nova congregação

Nesta terça-feira (12), o Bispo Diocesano de Caicó, Dom Antônio Carlos Cruz Santos, divulgou mudanças nas nomeações de padres para 2018. Ele já tinha feito o anúncio, mas, renúncia do Padre Valdir Valdik, do Ministério Sacerdotal, se fez necessário novas adequações.

No documento, Dom Antônio Carlos, começa dizendo que a partir dos novos fatos que ocorreram após as nomeações para 2018, no dia 1 de novembro deste ano: a chagada da Congregação Oblatos de Maria Imaculada e a renúncia ao Ministério Ordenado do Padre Valdir Waldik, ouvindo o Conselho Presbiteral e os padres e seminaristas envolvidos, fizemos as seguintes alterações:

*A Congregação Oblatos de Maria, nos enviarão dois padres que assumirão as paróquias de Santa Cruz e São Francisco, em Caicó.

*Padre José Mário de Medeiros, vai assumir a paróquia de São Francisco de Assis, em Lagoa Nova/RN.

*Padre Joanilson Antônio do Nascimento Nóbrega, passa a ser administrador paroquial de São Severino Martir, em Timbaúba dos Batistas e Vigário Paroquial de Nossa Senhora de Fátima, em Caicó.

*Padre Rivaldo Pereira Dantas, permanece como administrador paroquial do Divino Espirito Santo na cidade de Ouro Branco/RN.

*Seminarista, Marcos Barbosa de Medeiros: Paróquias de Santana, Imaculada e São Francisco em Currais Novos.



Governador nomeia novo Defensor Público-Geral do RN

Marcus Vinicius Alves é o novo Defensor Público-Geral do RN

O governador Robinson Faria nomeou Marcus Vinicius Soares Alves como o novo Defensor Público-Geral do Estado para o período de dois anos. A decisão foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira (05).

Marcus Vinicius tem 36 anos, é natural de Natal, graduado em direito e pós-graduado em gestão pública e defensor público desde 2011. O novo dirigente do órgão também foi analista do Ministério Público Federal de 2006 a 2011 e exerceu a advocacia de 2004 a 2006.

Durante os próximos dois anos pretendemos estabelecer parcerias e ampliar o diálogo com o Poder Executivo para avançarmos com o cronograma de expansão da atuação da Defensoria Pública para as demais comarcas do Estado. Com isso, temos a intenção de cumprir os prazos estabelecidos pela Constituição Federal para a plena instalação do órgão, medida que beneficiará a população mais carente do Rio Grande do Norte que ainda não conta com esse serviço de cidadania”, afirmou o defensor.