Polícia Civil deflagra 15ª fase da Operação “Parabellum” em Macaíba; Caicoense foi preso

Policiais civis da Delegacia Municipal de Macaíba, em ação conjunta com policiais da Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (DEFUR) e da Força Tarefa do Ministério da Justiça (FT NUDEM Mossoró/RN – SEOPI), deflagraram, nesta segunda-feira (05), a 15ª fase da Operação “Parabellum”, com o objetivo de desarticular a atuação de organizações criminosas na cidade de Macaíba.

A ação foi deflagrada na região conhecida como “Baixa”, localizada no centro da cidade de Macaíba. Durante as investigações, as equipes de policiais conseguiram identificar onde estava escondido Mailson Cleberson Costa do Nascimento, conhecido como “Pipi”, 19 anos. Ele é apontado como integrante de uma facção criminosa e autor de mais de 10 homicídios ocorridos somente em 2021.

De acordo com investigações, Mailson Cleberson estaria utilizando informações privilegiadas, por ter integrado a facção criminosa rival, para cometer os crimes. O suspeito desempenharia, atualmente, função de comando na atuação da facção no local e seria o autor do homicídio ocorrido no último sábado (04), o qual vitimou uma mulher que, segundo ele, estaria passando informações para a facção rival.

Para intimidar os rivais, Mailson Cleberson gravava e divulgava, nas redes sociais, para ampla circulação, vídeos, fotos e áudios ostentando armas e confessando crimes de homicídios. As mídias chegaram ao conhecimento da Polícia Civil e foram confirmadas após apreensões de aparelhos celulares, em outras ações realizadas pela equipe.

Durante a operação, alguns suspeitos conseguiram fugir, porém o alvo da ação, Mailson Cleberson, foi cercado e abordado. Na ocasião, ele não atendeu aos comandos e tentou reagir com uma arma de fogo, mas foi contido pelos policiais, sendo socorrido à unidade hospitalar. Com o suspeito, foram apreendidos um revólver calibre.38 e diversas munições de diferentes calibres.

Caicoense preso

Ainda durante a operação, foi detido o caicoense, Thasyle de Assis Miranda, 26 anos, que já havia sido preso em 2019, pela Polícia Civil, no mesmo local, em razão de envolvimento na morte de uma criança e o padrasto dela, no bairro Cajupiranga, em Parnamirim. O suspeito também é apontado como integrante da facção. Ele foi encontrado pelos policiais com munições de uso restrito e de uso permitido.

Os dois suspeitos foram conduzidos à delegacia, onde foram autuados em flagrante pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo e munições de uso restrito e permitido, além de receptação e por integrarem organização criminosa armada. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181 ou pelo número da Delegacia Municipal de Macaíba: 98114-4042.

Operação “Parabellum”

O nome da operação remete ao provérbio latino “se vis pacem, parabellum”, que significa “se quer paz, prepare-se para a guerra”, tendo em vista as diversas ações policiais de combate às facções criminosas que têm atuado na cidade.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS


RN: Polícia Civil deflagra 7ª fase da Operação Parabellum

Os policiais apreenderam drogas, armas de fogo, dinheiro e celulares

Policiais civis da Delegacia Municipal de Macaíba deflagraram, nesta terça-feira (15), a 7ª fase da Operação “Parabellum”. A operação, que teve como objetivo desarticular a ação de uma organização criminosa, atuante no município de Macaíba, resultou nas prisões em flagrante de Joonhgleyson da Silva Dantas, mais conhecido como “Kinho”, 26 anos, e Aline do Nascimento Rodrigues, 25 anos.

O casal foi preso no bairro Morada da Fé, no município de Macaíba, pela suspeita da prática dos crimes de: posse ilegal de armas de fogo e munições, receptação e por integrar organização criminosa. As diligências foram iniciadas após investigações realizadas pelos policiais civis sobre uma residência pertencente a uma organização criminosa atuante no município, localizada no bairro Morada da Fé, que estava sendo utilizada como ponto de venda de drogas, abrigando suspeitos de praticarem crimes em nome dessa facção investigada.

Segundo as investigações, após a circulação em redes sociais de um vídeo, no qual os suspeitos promoviam ameaças contra integrantes de uma facção rival: anunciando que haveria confronto armado na cidade de Macaíba para disputa de território, a equipe de policiais civis da unidade, desde as primeiras horas desta terça-feira (15), passou a acompanhar a movimentação de suspeitos previamente identificados. Já nas diligências, foi possível fechar um ponto de venda de drogas: onde, como fachada para camuflar a ação ilícita, funcionava uma venda de açaí. Na ocasião, os suspeitos conseguiram fugir com grande parte das drogas e armas.

Na segunda diligência, a equipe flagrou um casal suspeito de integrar a mesma organização criminosa dos vídeos, cujo imóvel era monitorado por câmeras para sinalizar a chegada da polícia, mas não perceberam a aproximação dos policiais a pé e, ao serem abordados, tentaram se desfazerem de suas armas de fogo, calibre .38, ambas totalmente municiadas, além de diversas munições do mesmo calibre. Além disso, no local, foram apreendidos: aparelhos celulares, relógios, dinheiro fracionado e porções de drogas.

O nome da Operação “Parabellum” remete ao provérbio latino “se vis pacem, parabellum”, que significa “se quer paz, prepare-se para a guerra”, tendo em vista as diversas ações policiais de combate às facções criminosas que têm atuado em Macaíba.

Joonhgleyson da Silva e Aline do Nascimento foram conduzidos até a delegacia e encaminhados ao sistema prisional, onde permanecerão à disposição da Justiça.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181 ou pelo número da Delegacia Municipal de Macaíba: 98114-4042.