Entrevista: Advogado diz que empresário caicoense envolvido na Operação Recovery é inocente

O advogado, Ivanildo Albuquerque de Araújo Filho, que defende o empresário José Vieira de Medeiros Filho, também conhecido como “Teté”, concedeu entrevista no programa Comando Geral da Rádio Caicó, sobre a Operação Recovery, deflagrada pelo Ministério Público nesta terça-feira (18), em Caicó, Santana do Matos, São José do Seridó e em Parnamirim. Ele disse que seu cliente é inocente das acusações que lhe foram imputadas.

De acordo com o advogado, Teté, realmente prestou serviços para a Prefeitura de Santana do Matos, como faz para diversas outras prefeituras da região. Ivanildo Albuquerque Filho, afirma que os serviço foi prestado, os carros passaram pela oficina e os serviços foram pagos. Não houve nada de ilegalidade, segundo ele comentou.

Ouça a entrevista:

 


Entrevista: Promotor de Justiça de Santana do Matos falando sobre a Operação Recovery

O promotor Alysson Michel de Azevedo Dantas, da cidade de Santana do Matos/RN, concedeu entrevista ao programa Comando Geral da Rádio Caicó, sobre a Operação Recovery, que foi deflagrada na manhã desta terça-feira (18), para o cumprimento de mandados de busca e apreensão e de condução coercitiva em Caicó, Santana do Matos, São José do Seridó e em Parnamirim.

O representante ministerial, disse que o objetivo da ação foi juntar material para embasar a investigação que ainda não terminou, sobre possíveis desvios de recursos públicos da Prefeitura de Santana envolvendo um empresário da cidade de Caicó, dono de uma empresa de peças de carros.

Ainda de acordo com o Ministério Públicos, carros pertencentes a frota municipal estariam precisando de manutenção e na investigação constatou-se que foram feitos repasses financeiros, mas, os reparos nos carros, não.

Ouça a entrevista:

 


Operação Recovery: Dono de loja de peças de Caicó é ouvido na sede do Ministério Público

O dono da empresa J VIEIRA DE MEDEIROS FILHO – EPP, mais conhecido como Teté, foi conduzido para a sede do Ministério Público em Caicó de forma coercitiva para prestar depoimento na Operação Recovery deflagrada pelo Ministério Público e que tem alvos também nas cidades de São José do Seridó, Santana do Matos e Parnamirim.

Ao todo, a operação cumpre oito mandados de busca e apreensão e quatro mandados de condução coercitiva.


Operação Recovery apura desvios de recursos na Prefeitura de Santana do Matos

PMs no interior de loja alvo da Operação Recovery em Caicó –
(Foto: Sidney Silva)

A Promotoria de Justiça da Comarca de Santana do Matos e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), com o apoio da Polícia Militar, deflagrou, na manhã desta terça-feira (18), a Operação Recovery, que investiga o desvio de recursos públicos na execução de contrato de recuperação de automóveis e fornecimento de peças automotivas, mantido, entre o período de dezembro de 2013 a dezembro de 2016, com a empresa J VIEIRA DE MEDEIROS FILHO – EPP, sediada em Caicó, localizada na Rua Renato Dantas, no Centro.

Participam da operação 25 Policiais Militares e nove Promotores de Justiça, que cumprem oito mandados de busca e apreensão e quatro mandados de condução coercitiva, nos municípios de Santana do Matos, Caicó, São José do Seridó e Parnamirim.

A investigação teve início com o compartilhamento de provas da Operação Infarto, que descortinou uma organização criminosa formada por diversos servidores públicos municipais, os quais, associado com o empresário Antônio Tavares Neto e suas empresas ANTÔNIO TAVARES NETO ME e CONCEITO RENT A CAR, desviaram cerca de R$ 2 milhões do município de Santana do Matos, mediante fraudes na contratação de tais locadoras de veículos e na execução dos contratos.

Foi comprovado o recebimento de valores provenientes da empresa J VIEIRA DE MEDEIROS FILHO – EPP por servidores públicos da prefeitura à época. Até o momento já foram identificadas como beneficiários do esquema no âmbito da Prefeitura de Santana do Matos: Hosana Batista da Cunha Araújo (ex-Secretária Municipal de Administração), por meio de seu irmão Etelvino Batista da cunha Júnior e de sua amiga e ASD do município, Francisca Floripe de Macedo; Luelker Martins de Oliveira, ex-Coordenador Municipal de Transportes; Wescley Silva Martins, ex-Controlador Geral do Município e ex-pregoeiro; Wilka Sibele de Sousa, ex-subcoordenadora de Protocolo e Expediente da Prefeitura. Também foi demonstrado o recebimento de recursos oriundos da referida pessoa jurídica pela ex-Prefeita Lardjane Ciríaco de Araújo Macedo.

Além disso, diversos serviços de conserto de automóveis pagos pela Prefeitura de Santana do Matos não foram prestados, tendo a empresa J VIEIRA DE MEDEIROS FILHO – EPP emitido notas fiscais ideologicamente falsas, atestando fornecimento de peças e realização de reparos que não ocorreram. Por exemplo, em apenas 27 dias, no final do mandato da ex-Prefeita Lardjane Macedo, inúmeros pagamentos ocorreram em favor da empresa citada, por supostas revisões de automóveis, sendo que os veículos, conforme depoimentos, encontram-se em péssimo estado mecânico, sem que, ao menos, tenha se procedido à troca de óleo.

Entre dezembro de 2013 até dezembro 2016, Santana do Matos efetuou pagamentos em prol da citada empresa no montante de R$ 186.227,16, estando evidente a materialidade e fortes indícios de autoria de crimes de associação criminosa, falsidade ideológica, corrupção ativa e corrupção passiva, com provável desvio do total dos valores pagos.