Salários até R$ 2 mil dos servidores estaduais serão depositados nesta quarta (11)

O Governo do RN deposita amanhã (11) o pagamento dos servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem até R$ 2 mil. O montante pago será de R$ 40 milhões.

Com isso, 51% do funcionalismo público terá recebido integralmente seus vencimentos.

Servidores da Educação e dos órgãos da administração indireta com arrecadação própria já receberam seus salários.

O pagamento dos servidores que ganham acima de R$ 2 mil será realizado o mais breve possível, a partir da disponibilidade de recursos.



Prefeitura quer pagar pelo menos um mês aos servidores do Hospital do Seridó

O secretário de finanças da Prefeitura de Caicó, Francisco Oliveira, repassou ao Blog Sidney Silva, informações sobre os pagamentos do servidores contratados em convênio com o Instituto Euvaldo Lodi e o do Hospital do Seridó. De acordo com ele, até a sexta-feira (15), será pago pelo menos um mês ao pessoal do Hospital.

Os contratados pelo IEL, devem receber até o dia 20 de outubro.

Todos os servidores se manifestam desde a semana passada cobrando pelos pagamentos.



Caicó: Secretário diz que já repassou ao banco, os salários de 6 secretarias

O Blog Sidney Silva conversou neste domingo (10), por telefone com o Secretária de Tributação e Finanças, Franscico de Assis Oliveira, que confirmou que já repassou ao banco para processamento, os salários dos servidores lotados em pelo menos 6 pastas. A previsão é que os salários estarão em conta no dia 12 de setembro.

As secretarias são:

Secretaria Municipal de Tributação, Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Secretaria de Turismo, Secretaria Municipal de Saúde/MAC, Secretaria Municipal de Saúde/Atenção Básica e Secretaria Municipal de Saúde/Vigilância em Saúde.



MP descortinou cartel, pressões e pagamentos de propinas na Prefeitura de Caicó

As investigações do Ministério Público que culminaram com a operação Blackout nesta sexta-feira (04) em Caicó com a prisão de diversas pessoas envolvidas em esquema de pagamento de propinas em licitações públicas tem prosseguimento com a análise do material que foi apreendido nos locais/alvo da ação.

Na denúncia feita pelo Ministério Público para embasar os pedidos de prisão e de busca e apreensão, os promotores detalharam como agiam os agentes envolvidos.

Foi encontrado clara participação do que os promotores chamaram que Cartel, formado por empresas para fraudar licitações. Veja:

Os promotores ainda encontraram fortes indícios do pagamento de propina para agentes públicos da cidade de Caicó, tendo alguns deles sido presos na operação Blackout. Veja:

As escutas ainda revelaram que Jorge Araújo fez pressão junto ao Cartel para receber a suposta propina antes combinada. Um dos envolvidos, identificado como Allan fala claramente que Jorge está querendo dinheiro e que não irá pagar a propina. Veja:



Sesap faz reunião sobre pagamento de profissionais do Hospital Regional de Caicó

Reunião na Sesap tratará sobre pagamentos de profissionais do Regional de Caicó

Os médicos e profissionais de saúde que trabalham no Hospital Regional de Caicó, tiveram o salário referente ao mês de abril deste ano, pago na última sexta-feira (23). Eles estavam ameaçando paralisar as atividades caso o pagamento não fosse realizado. Mas, a possibilidade ainda existe. É que o Município de Caicó está se recusando a fazer o repasse financeiro para a unidade hospitalar.

O Governo do Estado repassa cerca de 300 mil reais para a Prefeitura de Caicó para que o ente repasse para o Hospital Regional. Esse valor juntamente com o que é produzido pelo Hospital como AIHs e outros serviços, e, com uma pequena contrapartida do Município é feito o pagamento da folha da referida casa de saúde.

Diante da possibilidade de paralisação dos profissionais que atuam no Hospital, o secretário George Antunes, titular da Sesap, convocou uma reunião com a direção do Hospital, a Secretaria de Saúde de Caicó, representante dos médicos, do Município e outros técnicos para tratar sobre o repasse financeiro.



Promotores e servidores do MPRN recebem R$ 32 milhões em indenizações

Procurador-geral de Justiça Rinaldo Reis confirmou o pagamento – (Foto: Alex Regis/Tribuna do Norte)

Tribuna do Norte – O Ministério Público do Rio Grande do Norte pagou R$ 31.841.331,09 como indenizações para promotores, procuradores e servidores do órgão no mês de abril. Os valores, que foram pagos além dos salários, são referentes a licenças-prêmio e férias não gozadas por parte dos servidores.

Somente para os promotores e procuradores, o valor pago pelo MPRN foi de R$ 19.041.593,24. Somente um procurador recebeu R$ 169.570,83. Em média, os promotores e procuradores do MP receberam, além dos salários, a indenização de R$ 86.161,05.

Já no caso dos servidores, há uma servidora que recebeu R$ 101 mil. Em média, o valor pago aos servidores foi de R$ 15.880,65. Não estão inclusos nesses valores os salários pagos aos funcionários.

O Ministério Público justificou o pagamento afirmando que o pagamento foi realizado no limite de até três de meses de férias ou licenças-prêmio por membro ou servidor, “tudo na forma da Resolução 078/2017-PGJ“.

Veja aqui os valores pagos aos servidores e promotores.



Governo paga a servidores que recebem acima de R$ 4 mil

Servidores que ganham até 4 mil reais começam a receber salários

O Governo do RN segue o pagamento do funcionalismo nesta sexta-feira (19), quando deposita uma parcela de R$ 4 mil a todos os 21.698 servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem acima de R$ 4 mil. A soma do montante chega a R$ 88,7 milhões.

O complemento dos salários deste grupo será pago em breve, sem distinção entre ativos, inativos e pensionistas, a partir da disponibilidade de recursos.

É importante ressaltar que desde o dia 12 de maio, 80% dos servidores já receberam integralmente seus vencimentos.



Funcionários do Hospital do Seridó continuam com salários atrasados

Os funcionários do Hospital do Seridó que atualmente é administrado por uma Junta Interventor, permanecem com os salários atrasados.

Na semana passada, alguns decidiram conversar com o prefeito Batata para pedir a solução do problema, mas, até agora, nada foi resolvido.

Os funcionários que já ameaçaram começar uma greve geral, estão com os meses de novembro e dezembro de 2016, em atraso.