Bispos católicos restringem atividades em igrejas por 10 dias

Celebrações serão transmitidas pelas redes sociais das paróquias sem a presença de fiéis

As celebrações com presenças de fiéis estão suspensas no Rio Grande do Norte, pelo menos de forma temporária. Essa foi a deliberação do arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, o bispo de Mossoró, Dom Mariano Manzano, e o bispo de Caicó, Dom Antônio Carlos Cruz, que tornaram públicas essas e outras medidas no sábado (27).

A decisão tem vigência no período de 1º e 10 de março e se reporta ao mais recente decreto estadual com medidas restritivas para o combate do avanço da covid-19.

Confira a íntegra das medidas:

MEDIDAS A SEREM APLICADAS NA PROVÍNCIA ECLESIÁSTICA DE NATAL (ARQUIDIOCESE DE NATAL, DIOCESE DE MOSSORÓ E DIOCESE DE CAICÓ), EM CONSONÂNCIA COM O DECRETO 30.383 DO GOVERNO DO ESTADO DO RN:

Nós, Bispos da Província Eclesiástica de Natal, tendo sido previamente contatados pelo Governo do Estado, nesta sexta-feira (26); compreendendo a gravidade do momento; em espírito de recíproca cooperação e corresponsabilidade; e tendo em conta a vida como bem maior a ser preservado, achamos por bem acatar o disposto no decreto estadual nº 30.383, de 26 de fevereiro de 2021, e, assim, determinamos para todo o território da Província Eclesiástica de Natal:

1. Ficam suspensas as celebrações (missas e outras congêneres), com a participação presencial dos fiéis, de 1º a 10 de março;

2. As missas sejam celebradas, nas igrejas catedrais e nas igrejas matrizes, de portas fechadas, com a restrita participação de uma equipe celebrativa de apoio, composta por, no máximo, cinco pessoas;

3. As celebrações sejam transmitidas, através das plataformas digitais de comunicação da própria paróquia, sempre que possível, especialmente no domingo;

4. Mantenham-se abertas as igrejas, em seus regulares horários de funcionamento, para os momentos de orações pessoais dos fiéis, obedecendo todos os protocolos sanitários e de biossegurança;

5. Sejam mantidos os atendimentos individualizados aos fiéis, por parte dos sacerdotes, bem como nas secretarias paroquiais.

Por fim, recomendamos a todos os fiéis católicos, muito especialmente aos padres dos nossos cleros, que se mantenham atentos às realidades e necessidades que afloram mais nitidamente nesses momentos de maiores restrições. Tudo isso traz implicações – inclusive econômicas e sociais – sobre a vida das pessoas. Isto nos faz pensar nos mais pobres e nos que dependem das atividades informais. Lembremo-nos da exigência da partilha como compromisso inerente à nossa condição de cristãos. Gastemos tempo e não poupemos esforços para promover iniciativas e campanhas que sirvam de sinal e alento para quem mais precisa. Mantenhamos a confiança em Deus. É Ele o Senhor de nossas vidas e da História. Nossa Senhora da Apresentação, Santa Luzia e Sant’Ana intercedam por todos nós.

Natal, 27 de fevereiro de 2021.

Dom Jaime Vieira Rocha
Arcebispo Metropolitano de Natal

Dom Mariano Manzana
Bispo de Mossoró

Dom Antônio Carlos Cruz Santos, MSC
Bispo de Caicó


Pacientes com doenças raras enfrentam dificuldades com tratamento na pandemia

Em um ano que a pandemia de Covid-19 mexeu com a saúde e a rotina de todo o mundo, grupos de risco foram os que mais sofreram. Nesse contexto, quem tem alguma doença rara ficou ainda mais vulnerável.

No Dia Mundial das Doenças Raras, celebrado neste domingo (28), os relatos são de falta de atendimento médico e descontinuidade dos tratamentos. Mas também de esperança, nos depoimentos de quem convive com esse tipo de problema.

Uma pesquisa feita feita pelo Observatório de Doenças Raras da Universidade de Brasília (UnB), em parceria com o Hospital das Clínicas de Porto Alegre da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), constatou que 995 pessoas (67,9%) – de um universo de 1.466 entrevistados pelo Brasil –, tiveram as consultas de genética médica e terapias de reabilitação adiadas ou canceladas por causa da pandemia.

A pesquisa foi feita entre 1º de junho e 5 de junho de 2020. Do total, 1.372 pessoas com alguma doença rara (93,6%) não saíram de casa ou saíram apenas quando necessário.

Destes, apenas 624 (42,5%) tiveram acesso às informações necessárias para superar dificuldades e “se sentir menos ameaçado, solitário e deprimido”, revela a pesquisa.

*Veja a notícia completa do G1, AQUI


RN: Provas do concurso da Polícia Civil foram adiadas por causa da pandemia

Concurso da Polícia Civil do RN teve provas adiadas

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte suspendeu as provas do concurso que eram previstas para os dias 7 e 14 de março por causa do agravamento da situação da pandemia no estado. Ao todo, o processo conta com mais de 61 mil candidatos aos cargos de agente, escrivão e delegado.

De acordo com a corporação, após reunião extraordinária realizada nesta segunda-feira (22), a Comissão Especial do Concurso Público da Polícia Civil decidiu por unanimidade pelo adiamento das provas, “em face do agravamento dos indicadores da pandemia, conforme dados estatísticos e análise por parte do Comitê de Especialistas da Secretaria Estadual de Saúde Pública“.

Continue lendo

MPRN, Defensoria Pública e Governo do Estado firmam acordo para retorno de aulas presenciais na rede pública

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), a Defensoria Pública e o Governo do Estado firmaram nesta segunda-feira (23) um Termo de Acordo Extrajudicial que prevê o retorno das aulas para dia 1º de fevereiro de 2021 e disciplina as medidas relativas à Covid-19, que serão tomadas pela rede estadual de ensino.

É um momento muito importante no meio dessa pandemia. Destaco a atuação da promotoras de Justiça Isabelita Garcia, Rebecca Monte e Thatiana Kaline. Foi traçada a meta de retorno às aulas e o MPRN vai acompanhar a viabilidade dela ser cumprida, o que é o desejo de todos. Mas, obviamente, estaremos monitorando os índices de casos de Covid-19 juntamente com a Defensoria Pública e com o Governo do Estado. O que importa é que nossos jovens e adultos voltem às aulas presenciais em segurança”, falou o procurador geral de Justiça, Eudo Rodrigues Leite.

Autoridades assinaram Tac para o retorno das aulas presenciais nas escolas públicas – (Foto: Elias Medeiros/Divulgação)

O acordo extrajudicial é fruto de uma série de reuniões entre o Ministério Público Estadual (MPRN), Defensoria Publica e Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação e da Cultura (SEEC). O retorno das aulas está condicionado ao cenário epidemiológico favorável para a retomada das atividades escolares presenciais.

Além de Eudo Leite, as promotoras de Justiça Isabelita Garcia, Rebecca Monte e Tathiana Fernandes também representaram o MPRN na solenidade de assinatura do TAC.

O documento foi assinado pelo PGJ; pelas promotoras de Justiça; pela governadora Fátima Bezerra; pelo defensor público-geral do Estado, Marcus Vinícius Alves; pelo secretário de Estado da Educação e Cultura, Getúlio Marques; pelo procurador geral do Estado, Luís Antônio Marinho; e pela defensora Pública do Estado e coordenadora do Núcleo de Tutelas Coletivas, Cláudia Carvalho Queiroz.

O Termo de Acordo Extrajudicial

Principais considerações do Termo:

O Estado se compromete a aumentar até o final do ano a ofertar atividades pedagógicas não presenciais e a ofertar aulas televisionadas com intérprete de libras.

Busca ativaEstado se compromete a entrar em contato com alunos que não tenham participado de nenhuma atividade não-presencial.

ReformaEstado se compromete a fazer as adaptações necessárias para adequar as escolas aos protocolos sanitários e garantir que o retorno às aulas seja seguro do ponto de vista sanitário.

Estado se compromete a encerrar até o dia 30 de novembro os processos licitatórios que vão possibilitar a aquisição de recursos e insumos para a segurança sanitária, como álcool a 70º, face shields, termômetro etc.

Contratação de pessoal para substituir servidores que não possam retornar ao trabalho presencial.

Protocolo de retomadaEstado deverá apresentar protocolo de segurança até o dia 20 de janeiro em relação a todas as escolas da rede estadual.

TestesEstado deverá oferecer testes em professores, servidores e colabores das escolas que tenham apresentados sintomas ou coabitem com pessoas que tiveram a doença nos últimos 14 dias que antecedem ao retorno das aulas.

MerendaEstado deverá manter entrega de kits de alimentos durante o período de suspensão das aulas.


Caicó: Prefeito não atende apelo e comerciantes abrirão aos sábados à tarde

Comerciantes terão mesmo que abrir aos sábados na parte da tarde – (FOTO: Sidney Silva)

As normas do último Decreto da Prefeitura Municipal de Caicó, que determinou o fechamento dos estabelecimentos não essenciais pela manhã, de segunda a sábado, com abertura permitida apenas das 12hs às 17hs, irão continuar valendo. A medida tem o objetivo de tentar conter o avanço dos casos de Covid-19.

A informação foi confirmada ao Blog Sidney Silva, pelo Prefeito Batata, na noite desta quinta-feira (13).

O gestor recebeu de uma comissão de comerciantes e representantes da Casa do Empresário, o apelo para que fosse permitida a abertura dos estabelecimentos especificamente aos sábados pela manhã, haja vista a tradição de funcionamento destes sempre no primeiro expediente.

Os comerciantes que estão inseridos na lista de essenciais, poderão abrir normalmente nos dois expedientes.


Caicó: Empresários apelam para funcionamento do comércio aos sábados pela manhã

Empresários se reuniram com o prefeito Batata nesta quinta-feira

O prefeito de Caicó, Robson de Araújo (Batata), vai decidir nesta quinta-feira (13) sobre o apelo feito por segmentos do comércio da área não essencial para que o horário de funcionamento dos estabelecimentos no sábado, seja flexibilizado. É que o último decreto baixado pela Prefeitura, determina que os referidos comércios, por causa da pandemia do novo coronavírus, só abram das 12hs às 17hs, inclusive aos sábados.

O encontro entre os empresários e o prefeito aconteceu nesta quinta-feira. A reivindicação, é que nos sábados em que o decreto vigore, o horário de funcionamento seja pela manhã.

Os empresários alcançados pelo decreto, também, estão proibidos de realizar trabalhos internos e de fazer o serviço de delivery em outros turnos, devendo contribuir para a diminuição de risco de contaminação de COVID-19 agravado pela grande circulação de pessoas.


Pandemia: Imóvel das Clínicas Odontológicas da UERN passa a ser usado pelo Hospital Regional do Seridó

O imóvel das Clínicas Odontológicas da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte – UERN, anexo ao Hospital Regional do Seridó, passou neste dia 1 de julho, a ser usado para o funcionamento de 3 serviços da referida unidade de saúde.

Confira:

A Central de Acolhimento Familiar e Comunitária (de domingo a domingo, das 7hs às 19hs)

Ouvidoria Hospitalar (de segunda à sexta, das 7hs às 13hs)

Ambulatório de Traumatologia (atendimentos eletivos nos horários já vigentes de segunda à sexta)

O uso das estruturas foi autorizado através da Resolução 07, de 22 de junho de 2020, da FUERN – UERN e se dará durante a pandemia do novo Coronavirus.


Dom Antônio sugere que pessoas evitem vir ao Seridó durante a Festa de Sant’Ana

Fala de Dom Antônio foi na missa que acontece todos os domingos na Catedral de Sant’Ana

Durante a missa dominical deste dia 28 de junho, na Catedral de Sant’Ana, o bispo de Caicó, Dom Antônio Carlos lembrou que as Festas de Sant’Ana, tanto a de Caicó quanto de Currais Novos, serão online para garantir a segurança e saúde das pessoas nesse momento de pandemia.

O bispo de Caicó alertou para a importância das pessoas evitarem viajar, para não aumentar o contágio do coronavírus no Seridó e não correr o risco de um colapso no sistema de saúde. “A gente sabe que é uma tradição no Seridó receber visitas durante as festas de padroeira, mas peçam aos seus parentes para (esse ano) celebrarem em casa!”, destacou Dom Antônio.

A Festa de Sant’Ana de Caicó acontecerá de 22 de julho a 02 de agosto com o tema: a Fé na divina Eucaristia e a devoção à Sant’Ana nos fazem fortes na tributação. As celebrações ocorrerão com a Catedral fechada e transmissões pela internet e meios de comunicação da cidade. “Vamos celebrar Sant’Ana, cada um na sua casa”, apelou o bispo de Caicó.