Operação Recidiva cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão

O Ministério Público Federal (MPF) em Patos (PB) ajuizou ações cautelares penais e a Justiça deferiu 15 pedidos de prisão e 28, de busca e apreensão na Paraíba e no Ceará. As buscas estão sendo realizadas em residências e estabelecimentos comerciais dos dois estados, sendo oito em prefeituras paraibanas. Em todos os locais existem documentos e bens de interesse da investigação. O objetivo é impedir que o grupo criminoso inutilize ou destrua provas ou bens adquiridos com o proveito do crime.

A Operação Recidiva ocorre nesta quinta-feira (22) e está sendo deflagrada em parceria com a Polícia Federal e Controladoria-Geral da União (CGU). Os presos estão sendo encaminhados para a sede da PF em Patos.

Segundo o MPF, há inveterada reincidência, neste novo caso, de pessoas que já foram investigadas nas operações Desumanidade e Dublê, também ocorridas no âmbito da Procuradoria da República no Município (PRM) de Patos.



Homem é detido em Patos/PB com R$ 70 mil e 40 mil ‘santinhos’ em sacos plásticos

Dinheiro apreendido em ação da Polícia Militar

Faltando dois dias para a eleição, a Polícia Militar registrou, na noite dessa quinta-feira (4), uma apreensão de quase R$ 70 mil, sacos plásticos contendo cerca de 40 mil ‘santinhos’ e lista com nomes e contatos. O rapaz foi abordado no município de Patos, no Sertão paraibano, quando uma equipe de policiais fazia rondas pela cidade e o abordou com atitude suspeita por volta das 23h30.

O dinheiro estava dividido: R$ 11 mil em dinheiro e cerca de R$ 60 mil em cheques antigos, além de sacolas plásticas cheias de ‘santinhos’ de candidatos a deputado estadual e federal e outros materiais de campanha.

Segundo a PM, o homem foi encaminhado para a Polícia Federal em Patos para prestar esclarecimentos e foi liberado em seguida.

*Portal Correio



Operação Cidade Luz chega ao estado da Paraíba; Prefeitura de Patos é alvo nesta manhã

Polícia e promotores fazem busca em prédios públicos em Patos – (Foto: Patos Online)

O Ministério Público do Estado da Paraíba, em conjunção de esforços com o Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte, Polícia Civil e PM deflagraram, na manhã desta quinta-feira (02), a etapa paraibana da operação “Cidade Luz”.

A operação foi autorizada pelo Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba e estão sendo cumpridos 16 mandados de busca e apreensão em diversos locais de Patos-PB e João Pessoa-PB. Também foi decretada a prisão preventiva de um dos investigados.

A investigação aponta o pagamento de propina e a existência de superfaturamento no contrato emergencial de iluminação pública firmado pela Prefeitura Municipal de Patos-PB no ano de 2017, com o envolvimento de agentes políticos, servidores comissionados e as empresas Enertec e Real Energy Ltda.

Há também provas de participação de outras empresas no fornecimento de propostas pré-ajustadas para a Concorrência Pública nº 01/2017, naquele município.

Quanto ao núcleo composto por agentes políticos e servidores comissionados, foi identificado o pagamento de propina por meio de mecanismos de lavagem de capitais.

Os fatos ainda estão sob apuração e, posteriormente, novos esclarecimentos serão prestados à população.




PRF apreende cocaína que vinha da Bahia para o Sertão da Paraíba

Droga apreendida pela PRF tinha como destino a cidade de Patos

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), apreendeu na tarde desta terça-feira (06), um tablete com 1kg de cocaína, que saiu de Vitória da Conquista no estado da Bahia e que tinha o destino final a cidade de Patos, Região do sertão da Paraíba.

A apreensão aconteceu no terminal rodoviário da cidade de Cajazeiras, também no Sertão paraibano, durante uma fiscalização de um ônibus que faz a linha São Paulo/SP – Patos/PB. Os Agentes da PRF encontraram a droga enrolada em um lençol que pertencia a um dos passageiros.

Um jovem, de 24 anos de idade foi preso. Ele confessou que vinha de São Paulo e na ocasião pegou a cocaína na cidade de Vitória da Conquista/BA para ser entregue em Patos/PB, sua cidade natal.

A ocorrência foi encaminhada pela PRF para Delegacia de Polícia de Cajazeiras.



Vereador de São Mamede/PB é preso por crime de peculato e furto

Vereador Chaguinhas Medeiros foi preso em Patos

A Polícia Civil prendeu na tarde desta segunda-feira (10), o vereador da cidade de São Mamede/PB, Francisco das Chagas Medeiros (Chaguinhas Medeiros), que é filiado ao PSB. Ele está sendo acusado de desvios e apropriação de equipamentos públicos pertencentes a 6ª Gerência Regional de Educação do Estado da Paraíba com sede na cidade de Patos/PB.

O delegado Demétrios Patricius, da Especializada em Roubos de Furtos disse que na semana passada, chegou denúncia dando conta que uma pessoa que se apresentava como Luiz Augusto estava ofertando um equipamento do tipo roteador em um site de compra e venda na internet. Esse equipamento era tombado pelo órgão educacional com sede em Patos. “Checamos e identificamos que realmente o roteador era do Estado. Fizemos diligência e efetuamos a prisão do acusado. Um agente nosso entrou em contato com ele dizendo que tinha interesse em adquirir o equipamento. Foi marcado um encontro em Patos e quando chegou foi dada voz de prisão“, disse.

A pessoa que foi presa, identificada como Arlan Ravele de Araújo Guerra, que se apresentou como Luiz Augusto, vai responder pelo crime de receptação.

O fornecedor dos produtos era na verdade, o vereador Chaguinhas. Nós saímos em diligência aqui e conseguimos localizar o parlamentar. Vários outros equipamentos foram apreendidos“, confirmou o delegado.

Contra o vereador, foi lavrado o auto de prisão em flagrante por crime de peculato e furto. Logo em seguida foi encaminhado ao presídio Romero Nóbrega. Por se tratar de um crime contra a administração pública, não cabe fiança na fase inicial. No caso de Arlan Ravele, ele pagou fiança e foi posto em liberdade.

Na Delegacia de Polícia Civil, acompanhado de advogado, o vereador, exerceu o direito de permanecer em silêncio e só se manifestar na Justiça.



Chuva forte em Patos provoca alagamentos e derrubou teto de concessionária de carros

Uma forte chuva com rajadas de vento, que começou por volta das 19hs30m desta segunda-feira (09), foi suficiente para deixar várias ruas e avenidas de Patos alagadas e quase intransitáveis.

Ainda não há informação sobre a totalização dos pluviômetros instalados em alguns bairros, mas o temporal inundou boa parte da cidade sem maiores transtornos a população.

As rajadas de vento conseguiram derrubar algumas árvores e provocaram um incidente em uma revendedora de veículos que funciona após a Ponte Figueiredo, no Monte Castelo, chegando a derrubar boa parte do teto da empresa em cima de vários carros.

*Fonte: PortalPatos