Polícia Civil prende, em João Pessoa, caraubense integrante do “Novo Cangaço”, condenado a mais de cem anos de prisão

Operação prendeu o homem que estava entre os mais perigosos do Rio Grande do Norte – (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Policiais Civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) prenderam, nesta sexta-feira (25), José Jocenildo de Morais Fernandes, mais conhecido como “Nildinho” ou “Farofa”, 38 anos. Em desfavor dele, havia cinco mandados de prisão em aberto, totalizando quase 100 anos de prisão.

Ele, que estava foragido da Justiça Potiguar desde 2016, foi preso no município de João Pessoa, no Estado da Paraíba, onde estava residindo há, aproximadamente, dois anos. José Jocenildo também estava foragido da Justiça Paraibana. A operação contou com o apoio do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil da Paraíba (PC/PB).

Segundo as investigações, “Nildinho” é integrante do “Novo Cangaço”, sendo um dos responsáveis por diversos roubos a agências bancárias no Rio Grande do Norte (RN) e na Paraíba (PB), bem como por roubos a carros-fortes. Nas ações criminosas, José Jocenildo é o responsável por explodir os cofres das agências, cumprindo um papel relevante.

Os últimos crimes, comprovados como praticados pela organização criminosa que ele integra, ocorreram no município de São Paulo do Potengi (RN), em setembro de 2018, quando roubaram a quantia de um milhão e meio de reais (R$ 1.500.000,00). Na ocasião, houve confronto com policiais da DEICOR, resultando na morte de um dos suspeitos.

“Nildinho” também é condenado por ter praticado os crimes de homicídio, que vitimaram os irmãos do então prefeito de Campo Grande (RN): Cézar Verás e Vicente Verás; de acordo com as investigações, contratado por Valdetário Carneiro. José Jocenildo foi conduzido até a delegacia e encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181 ou Disque DEICOR, no número: (84) 3232-2862 ou, por meio do aplicativo WhatsApp, no número: (84) 98135-6796.


Bope prende integrante do bando que trocou tiros com a polícia em Catingueira/PB

O preso foi encaminhado para a Penitenciária de Patos

Policiais do BOPE prenderam na noite deste domingo (20), home de 32 anos, que participou do assalto ao banco da cidade de Coremas/PB, na madrugada do último dia 16 de setembro.

O indivíduo que ainda não teve a identificação divulgada pela Polícia, foi localizado na zona rural de Catingueira. Ele estava com ferimentos à bala nas pernas e disse que foi no confronto com a Polícia no sábado, passado.

Os policiais o conduziram para o Hospital aonde foi tratado e depois para a Penitenciária Regional de Patos.

Em poder do homem, os policiais encontraram R$ 14,5 mil e 53 munições de espingarda calibre 12.

Na manhã do último sábado, dia 19, policiais da GEOSaC trocaram tiros com o grupo criminoso que estava sendo procurado por ter assaltado a agência do Banco do Brasil de Coremas, fato ocorrido no dia 16 de setembro. No confronto, morreram 6 homens do bando.


Polícia diz que assaltantes mortos em confronto com GEOSaC da PB eram ligados à caicoenses

Os assaltantes que morreram no confronto com policiais do GRUPAMENTO ESPECIALIZADO DE OPERAÇÕES EM ÁREA DE CAATINGA – GEOSaC da Paraíba, na tarde de sábado (19), na zona rural de Cantingueira/PB, fazem parte de uma quadrilha que age em vários estados do Norderte, roubando bancos e carros-fortes.

A última ação criminosa do grupo aconteceu na madrugada de quarta-feira (16), por volta de 2h da manhã, em Coremas, no Sertão da Paraíba. Os ladrões explodiram a agência bancária do município e incendiaram um carro em frente a uma igreja. Cerca de dez homens em quatro carros estavam envolvidos no crime.

Depois do assalto, as polícias da região se mobilizaram para prender o bando. A GEOSaC continuou por mais de 80 horas no mato, até que os localizou na região de Catingueira, quando houve o confronto.

O Blog Sidney Silva conseguiu a identificação dos seis homens que morreram. Eles são do Rio Grande do Norte, da Paraíba e de Pernambuco.

Edi Carlos de Lima, o Garrote, de 43 anos, natural de Caraúbas/RN e residente no Sítio Baixa Grande, zona rural, CARAÚBAS-RN;

Fábio Leite de Lacerda, o “FÁBIO GALEGO”, de 44 anos, natural de CATINGUEIRA/PB e residente na Rua Rosilda Gomes Fragoso Albuquerque, 2020, Cuiá, João Pessoa/PB;

Francieudo da Silva Alves, o “Coremas” de 35 anos, natural de Coremas/PB e residente no Sítio Riacho do Meio, zona rural, SANTA CRUZ-PB;

Francisco Humberto Marques da Luz Júnior, o “Orelha”, de 40 anos, natural de Afogados da Ingazeira/PE e residente na Rua José Queiroz, n.º 14 , AFOGADOS DA INGAZEIRA – PE

Pedro Washington Pereira, o “PEDRO CESÁRIO”, de 30 anos, natural de SANTA CRUZ/PB e residente na Rua Luiz Severiano, n.º 20, SANTA CRUZ-PB.

Francileudo de Sousa Torres, o “Boião, de 36 anos, natural de Patos/PB e residente na Rua Francisco Trindade, Alto da Tubiba, PATOS-PB.

INVESTIGAÇÃO

Um grupo composto pelo GAECO do Ministério Público e por agentes das polícias Federal, Civil e PM, dos estados do RN e PB, mobilizado para impedir ataques a bancos e carros-fortes na região, identificou a quadrilha que assaltou o banco em Coremas, como a mesma que agiu com o mesmo modus operandi, recentemente, em Umarizal e Campo Grande no Rio Grande do Norte e, Piancó na Paraíba.

Outra informação que a reportagem teve acesso com uma fonte na Polícia, é que existe uma ligação do bando, já mencionado, com o trio detido no dia 03 de junho deste ano nas imediações de Santa Luzia/PB, com drogas e dinheiro. Na ocasião, foram presos, Huender Regis de Medeiros, de 44 anos, natural de Caicó/RN, Flabson Tairone Gomes, de 23 anos, natural de Caicó/RN e Mauro Félix Ramalho Júnior, de 26 anos, natural de São Bento/PB. Estes, estão detidos à disposição da Justiça.

Eles são do mesmo grupo. Agiam juntos nessa prática de assaltos à banco e carros-fortes. Mas, saibam que nossas ações não pararam. Já desarticulamos boa parte desse pessoal e a investigação continua“, disse a fonte.


Corpo de funcionário morto em acidente na estrada de Ouro Branco/RN é sepultado

Márcio Nóbrega era funcionário público na Paraíba

O corpo do Funcionário Público, Márcio Justino da Nóbrega, de 40 anos, deu entrada no Instituto Técnico-Científico de Perícia – Itep, unidade de Caicó, foi necropsiado e liberado para sepultamento que ocorreu em Várze/PB, sua cidade natal.

Policiais do 3º DPRE de Caicó, atenderam a ocorrência e confirmaram que o carro que era ocupado por Márcio e mais dois amigos, caiu em um açude às margens da rodovia estadual (RN089) entre a cidade de Ouro Branco/RN e a BR 427.

O funcionário público residia na Rua Anísio Marinho, no Centro de Várzea/PB.


Ocorrência de adolescente que morreu com choque elétrico foi registrada em Sousa/PB

A jovem Martha Figueiredo morreu em casa, na cidade de Sousa

O caso da morte de uma adolescente que sofreu choque elétrico supostamente em um aparelho de celular que estava carregando, não aconteceu em Caicó, como muitas pessoas alardearam nas redes sociais neste final de semana.

Em Sousa, no Sertão da Paraíba, no dia 15 de setembro, passado, a adolescente Martha Zanella Alves Figueiredo, de 14 anos, morreu após sofrer uma descarga elétrica dentro de sua própria casa, no Bairro da Estação.

De acordo com sites de notícias de Sousa, o Samu informou que, na verdade, ela sofreu o choque quando tocou em um fio desencapado. Ainda chegou a ser socorrida, mas, não resistiu.


Polícia apreendeu fuzis e explosivos e recuperou dinheiro roubado por bando em Coremas/PB

Material apreendido pela Polícia foi encaminhado para a Delegacia de Polícia em Patos

Policiais militares do Grupamento Especializado de Operações em Área de Caatinga (GEOsAC) da Paraíba, localizaram na tarde de sábado (19), na zona rural da cidade de Catingueira/PB, seis suspeitos de integrar a quadrilha que explodiu o banco do Brasil da cidade de Coremas, na madrugada da última quarta-feira (16) e, houve confronto. No final, todos os indivíduos morreram.

As equipes estavam na caça ao bando desde o dia do fato, ou seja, há mais de 80 horas.

O bando estava em uma área de mata, na zona rural de Catingueira. Ou seja, a pouco mais de 1 hora da cidade assaltada. Os seis ficaram feridos, foram socorridos para o Hospital Regional de Patos e acabaram morrendo. Nenhum policial foi atingido.

Os suspeitos são naturais das cidades de Coremas, Santa Cruz, Patos e Catingueira, na Paraíba, e Caraúbas, no Rio Grande do Norte. Um dos envolvidos respondia pelo crime de receptação na comarca de Patos e outro possuía um mandado de prisão em seu desfavor. Todos seriam integrantes de uma quadrilha que vinha agindo em vários estados do Nordeste.

Os policiais localizaram todo o arsenal da quadrilha e recuperados R$ 28.435 (vinte e oito mil e quatrocentos reais) que foram levados do banco. Entre as armas usadas pelos criminosos, estavam três fuzis calibre 5.56, um fuzil calibre 7.62 e duas espingardas calibre 12. Também foram apreendidos coletes balísticos.

Desde às 2h da madrugada da quarta-feira (16), quando o ataque ao banco foi registrado, a PM da Paraíba montou um grande cerco em várias cidades do sertão, com a atuação do Grupamento Especializado de Operações em Área de Caatinga (GEOsAC), Grupamento de Ações Táticas Especiais (GATE), Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb), 12º Batalhão e 13º Batalhão, com o auxílio do Grupamento Tático Aéreo (GTA) da Secretaria de Segurança e Defesa Social. Às 13h deste sábado, com o apoio da Polícia Federal e Secretaria de Administração Penitenciária da Paraíba, os responsáveis pela explosão ao banco foram localizados.

Todo o armamento apreendido e valores recuperados foram levados para a delegacia de Polícia Civil, em Patos. As buscas na região continuarão para prender outros possíveis integrantes da quadrilha ou mesmo suspeitos que deram apoio à quadrilha.


Prefeito de Belém do Brejo do Cruz tem 72hs para explicar aumento de salários de secretários

Prefeito Evandro Maia Pimenta, de Belém do Brejo do Cruz

O juiz da 38ª Zona Eleitoral da Paraíba, Renato Levi Dantas Jales, acolheu pedido formulado pelo Diretório Municipal do Partido Socialista Brasileiro – PSB em Belém do Brejo do Cruz (PB) e determinou que o Prefeito Evandro Maia Pimenta, apresente, em 72 horas, os contracheques dos secretários municipais e explique o porquê do aumento repentino dos seus salários. O despacho foi lançado nos autos da representação eleitoral nº 0600032-15.2020.6.15.0038.

Por outro lado, é necessário se perquirir e esclarecer a variação dos rendimentos, fato que deveria ter sido juntado na peça contestatória. Não o fazendo, aplico o art. 373, § 3º, II do CPC e determino que o representado junte em 72hs os contra-cheques dos secretários mencionados na inicial referente ao ano de 2020, especificando as verbas e o porquê do valor total”, disse o magistrado no despacho.

Na representação, o PSB questiona o fato de que, apesar dos salários dos secretários municipais de Belém do Brejo do Cruz terem sido fixados em R$ 1.800,00 (um mil e oitocentos reais) em janeiro de 2020, todos eles passaram a receber cifras bem maiores desde então, havendo casos de secretários que têm recebido quase R$ 8.000,00 (oito mil reais) por mês.


Criança de 2 anos morre ao ser atropelada pelo avô, em São Bento/PB

Acidente aconteceu na cidade de São Bento no Sertão da PB

Uma criança de 2 anos morreu após ser atropelada na noite de domingo (13), em São Bento, no Sertão da Paraíba. De acordo com a Polícia Militar, o avô da criança estava fazendo uma manobra com um carro e não viu a vítima, que estava por trás do veículo.

Segundo a PM, a família teria socorrido a vítima, que foi encaminhada para a maternidade da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O prefeito da cidade de São Bento, Jarques Lúcio da Silva, divulgou em nota o luto oficial da cidade e adiou a convenção partidária. A Polícia Civil está investigando o caso.

G1/PB


Polícia prende homem suspeito de participar de chacina em Catolé do Rocha/PB

Chacina aconteceu no mês de junho deste ano – (FOTO: Beto Silva/TV Paraíba)

Foi preso na manhã deste domingo (16), durante uma operação das polícias Civil e Militar, um dos suspeitos de executar pelo menos seis pessoas em Catolé do Rocha, no Sertão da Paraíba, no mês de junho. Foram quatro pessoas mortas em uma tarde, sendo três assassinadas em uma mesma casa. O caso foi investigado como vingança.

De acordo com a Polícia Militar, o homem é suspeito de mais 20 homicídios na cidade.

Na operação, foram apreendidas, uma pistola, uma espingarda, um revólver e também, munições.

O preso foi encaminhado para a delegacia de Catolé do Rocha.

G1/PB


Chacina: 4 pessoas são mortas em comunidade rural de Catolé do Rocha/PB

Crime aconteceu na comunidade Cantinho, zona rural de Catolé do Rocha – (Foto: CatoleNews)

Uma chacina foi registrada no início da tarde deste domingo (21), na zona rural da cidade de Catolé do Rocha/PB. O crime aconteceu no sítio Cantinho, aonde foram mortos, Jhonatas Linhares Lima, Erinaldo Severino dos Santos, Tadeu Sousa de Almeida, e José da Silva Lima, todos da mesma família.

As informações que chegaram a polícia dão conta que homens armados entrada no sítio, invadiram casas e abriram fogos contra os alvos e depois, fugiram.

Outro homicídio

Mais cedo, na manhã deste domingo, a Polícia Militar, já tinha registrado um homicídio na zona urbana da cidade, que é localizada no Sertão da Paraíba. O servidor público, Moizés Pedro de Sousa Filho, de 51 anos, foi executado a tiros na porta de casa, no Bairro do Batalhão.

Agora, Catolé do Rocha, acumula, 30 homicídio durante o ano de 2020.


Foragido é preso na cidade de Belém do Brejo do Cruz

Ação da PM prendeu foragido da Justiça

Na manhã de sábado, (02), policiais militares deram cumprimento a mandado de prisão em Belém do Brejo do Cruz/PB, durante ações da “Operação trabalhador”.

A guarnição realizava o patrulhamento na cidade quando se deparou com um homem de 32 anos de idade que era considerado foragido da Justiça de Catolé do Rocha (PB). Ele foi abordado e informado do mandado. Em seguida, foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil.

Catolé News


Três caicoense são presos com 2 mil pacotes de cigarros ilegais em Cajazeiras/PB

A Polícia Rodoviária Federal na Paraíba apreendeu nesta quarta-feira (22), 2 mil pacotes de cigarros oriundos da Coreia, contrabandeados e prendeu três caicoenses durante a fiscalização realizada no município de Cajazeiras, no km 492 da BR-230.

A PRF fez abordagem de rotina e verificou que no interior dos automóveis, um Spacefox, um Fox e um Honda Fet, havia grande quantidade de pacotes de cigarros sem comprovação de origem e documentação fiscal. 

Segundo a PRF, o produto apreendido tem comercialização proibida no país porque os órgãos de saúde desconhecem o teor de nicotina e demais componentes do cigarro, o que pode comprometer a saúde de quem os consome.

Os homens detidos não informaram onde conseguiram os cigarros e nem qual seria o destino. O material apreendido e os três homens detidos foram conduzidos à Polícia Federal na cidade de Patos.

*Fonte e Fotos: Portal Correio e TV Sol


Radialista é preso em nova fase da ‘Calvário’ suspeito de extorsão de investigados

O radialista Fabiano Gomes foi preso na manhã desta terça-feira (10) na oitava fase da Operação Calvário, em João Pessoa. Ele é suspeito de atrapalhar as investigações solicitando dinheiro aos investigados para não divulgar informações sigilosas. Outros nove mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em João Pessoa e Bananeiras, na Paraíba. Um auditor também é investigado.

Radialista Fabiano Gomes foi preso novamente

A defesa do radialista Fabiano Gomes ainda não teve acesso a decisão do desembargador Ricardo Vital, mas acompanha a busca e apreensão e a prisão temporária. No entanto, informou estar surpresa com ação, pois, segundo a defesa, “Fabiano até então não era investigado, citado ou sequer foi ouvido antes pelo Gaeco na Operação Calvário, a quem sempre se colocou e novamente se coloca à disposição para todo e qualquer esclarecimento“.

A 8ª fase da Operação Calvário e investiga a lavagem de dinheiro de recursos desviados de organizações sociais da área da saúde, por meio de jogos de apostas autorizados pela Loteria do Estado da Paraíba (Lotep).

De acordo com as investigações, parte dos recursos teriam sido desviados com a participação de um auditor do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB). Ele teria recebido uma valor para atrapalhar a fiscalização nas organizações sociais.

Além disso, também com o objetivo de impedir a investigação da Operação Calvário, o radialista Fabiano Gomes estaria utilizando canais da imprensa para constranger os investigados ou potenciais investigados. Ele teria solicitado a eles uma quantia em dinheiro para não revelar nenhum conteúdo sigiloso sobre eles.

Ao todo, 55 policiais federais e cinco auditores da Controladoria Geral da União participaram do cumprimento dos mandados, que aconteceram nas residências dos investigados e no Tribunal de Contas do Estado da Paraíba.

As ordens foram expedidas pelo Desembargador Ricardo Vital de Almeida, do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba.

*Fonte: G1/PB


Comerciante é raptado e tem caminhonete com placas de Caicó roubada em São Bento-PB

A Polícia Civil está investigando o rapto de um comerciante e o roubo de sua caminhonete HILUX, ano 2019/2020, de cor branca e placas QGU-7G88, com inscrição em Caicó-RN.

De acordo com informações do portal Catolé News (www.catolenews.com.br), uma guarnição da 3ª CIA de São Bento, no Sertão da Paraíba, foi acionada no início da manhã de sábado (07), para se deslocar à Fazenda Oriente. A informação era que um comerciante estava sequestrado.

A vítima que foi localizada, disse aos policiais que 6 homens armados de revólveres e pistolas, renderam as pessoas que estavam na fazenda, até a chegada da vítima. E que este comerciante, ao chegar também foi rendido e levado até a cidade. Os bandidos estavam atrás de dinheiro, e depois teriam retornado a fazenda. Depois, eles fugiram levando a caminhonete e o comerciante que foi liberado em uma estrada de terra em Belém do Brejo do Cruz.


Vendedores de confecção são assassinados a tiros em Brejo do Cruz/PB

Carro era ocupado por vítimas

Pelo menos 3 pessoas foram assassinadas a tiros na cidade de Brejo do Cruz, no sertão da Paraíba, na noite desta sexta-feira (06). Uma quarta vítima foi socorrida com vida para uma unidade hospitalar.

Os mortos foram identificados como Alex Santos Flor, de 23 anos, Cícero Alexandro do Nascimento, de 34 anos, e Elias. O outro que foi baleado e socorrido, trata-se de Vinicius da Silva, de 21 anos. Todos são naturais da cidade de Picuí. Eles tavam no interior de um veículo Ponto de cor vermelha e placas OET-3887, com inscrição em Belém de Caiçara/PB.

As polícias Civil e Militar estão em diligências para tentar prender os suspeitos pelo crime. A motivação ainda é desconhecida.