Vivaldo parabeniza presidente do PCdoB que tem defendido um projeto amplo de partidos para pensar Caicó

Vivaldo Costa parabenizou o presidente do PCdoB de Caicó

O deputado Vivado Costa (PSD) parabenizou através das redes sociais, na tarde desta segunda-feira (18), as declarações do professor Joseilson Ferreira, presidente municipal de Caicó do PCdoB, em entrevista ao jornalista Marcos Dantas. No bate-papo o presidente falou sobre a plenária promovida pelo diretório municipal do partido, que também contou com a participação de representações de outras siglas. A ideia do encontro foi propor a formação de uma frente ampla que possa integrar um projeto para resgatar a confiança do povo caicoense no poder executivo e legislativo. “Todos são importantes. Todos que queiram construir um projeto para superar esta crise política e institucional que Caicó está vivendo”, contou Jeseilson.

Indagado sobre a possibilidade do deputado Vivaldo Costa (PSD) e seu grupo integrarem este projeto amplo de partidos, Joseilson foi enfático. “Estamos tendo o desprendimento de dialogar com todos aqueles que querem construir este projeto. Vivaldo, Judas, se tiverem este desprendimento que o PCdoB e outras forças estão tendo, claro que vamos dialogar. Vivaldo votou em Haddad no primeiro e segundo turno, em Fátima Bezerra no segundo turno, é da base aliada do governo Fátima e Antenor. Esta aliança que estamos pensando em formar é pensando em Caicó.” E complementou dizendo que a unidade é importante e necessária para superar a crise política que Caicó vive.

Em seu facebook o deputado Vivaldo comentou publicação, onde foi apresentada a entrevista completa do presidente do PCdoB. “Parabéns ao Professor Joseilson, que defende um Projeto pra Caicó, onde as forças do bem se somem pra salvar nossa terra”.



PDT, PSB e PCdoB formam pacto que pode rifar PT da liderança da oposição ao governo Bolsonaro

Derrotado no segundo turno das eleições presidenciais deste ano, o PT pode encontrar dificuldades para liderar a oposição ao governo de Jair Bolsonaro. O partido enfrenta resistência de outras siglas de esquerda que não ficaram satisfeitas com a postura adotada pela legenda durante todo o processo eleitoral.

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, Ciro Gomes (PDT), terceiro colocado na eleição ao Planalto, afirmou nesta semana que foi “miseravelmente traído” pelo ex-presidente Lula e seus “asseclas”. O ex-governador do Ceará disse que não declarou voto em Haddad porque não quer mais fazer campanha com o PT.

Continue lendo



PCdoB divulga nota em que justifica coligação com o PT

A Comissão Executiva Nacional do PCdoB divulgou nota em que expõe as razões pelas quais o partido optou por fechar coligação com o PT na disputa pela presidência da República. A nota explica que Manuela será vice mesmo se a Justiça Eleitoral rejeitar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que é condenado em segunda instância e está preso desde abril.

Manuela D’Ávila, que até então era a pré-candidata à presidência pelo partido, passará agora a integrar a chapa formada por Lula e pelo ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad.

O acordo entre PT e PCdoB prevê que Manuela substituirá Haddad como vice de Lula se o ex-presidente tiver a candidatura deferida pela Justiça Eleitoral. Em outra hipótese, a deputada estadual será vice de Haddad ou outro nome do PT, caso Lula tenha a candidatura indeferida.

O PCdoB citou que alianças favorecem a defesa da união de esquerda, mas lembrou que a fragmentação da corrente ideológica ainda existe. Prova disso é que o PDT oficializou a candidatura de Ciro Gomes, enquanto o Psol aprovou a candidatura de Guilherme Boulos. Já o PSB decidiu não apoiar formalmente nenhum candidato e liberou os diretórios estaduais para fazer campanha para qualquer presidenciável, à exceção de Jair Bolsonaro, do PSL.