Caso Zaira Cruz: Após audiência, juiz decidirá se manda Pedro Inácio à julgamento popular

Ao ser ouvido, Pedro Inácio negou a autoria do crime

Exatamente 1 ano e 9 meses depois da morte da universitária Zaira Cruz, foi concluída no Fórum Amaro Cavalcante em Caicó, a audiência de instrução e julgamento do processo que tem como réu, o policial militar, Pedro Inácio de Maria. Era por volta das 14hs20 quando se encerraram os trabalhos.

Agora, foi aberto um prazo de 24hs para diligências do MP, se julgarem necessárias e de uma semana para as alegações finais da defesa e da acusação. Em seguida, o processo fica concluso para o juiz decidir se manda o réu para ser julgado em sessão do júri popular.

O policial militar, Pedro Inácio de Maria, acusado pela Polícia Civil, de ser o autor do crime, foi ouvido por videochamada e sustentou a negativa total de autoria do crime. Ele está detido no comando geral da PM em Natal.

O perito criminal, Sami Abder El Jundi, contratado pela família do réu, foi ouvido na audiência e fez diversas contestações sobre pontos específicos do laudo pericial feito pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia – Itep.

Na audiência ainda foram ouvidas outras duas testemunhas.