Datafolha: Bolsonaro tem 59% dos votos válidos; Haddad tem 41%

Pesquisa do Instituto Datafolha, divulgada hoje (18), indica que o candidato Jair Bolsonaro (PSL) tem 59% das intenções de votos válidos, e que o candidato Fernando Haddad (PT) tem 41%. Os dados excluem os votos nulos, brancos e indecisos.

Na comparação com a pesquisa realizada no dia 10, os candidatos oscilaram um ponto percentual dentro da margem de erro que é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O ex-capitão do Exército tinha 58% das intenções declaradas e o ex-prefeito de São Paulo tinha 42%.

Considerando os votos totais (válidos, nulos, brancos e indecisos), Bolsonaro tem 50% das preferências e Haddad, 35%.

A proporção de entrevistados que declaram voto em branco ou nulo é de 10%, dois pontos percentuais acima do verificado anteriormente. Cinco por cento declararam não saber, um porcento acima do observado no levantamento da semana passada.

Continue lendo



Datafolha: democracia é a melhor forma de governo para 69% dos brasileiros

Infográfico mostra os números

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (4) para presidente da República também avaliou qual a opinião dos brasileiros sobre a melhor forma de governo: “democracia”, “ditadura” ou “tanto faz”.

O levantamento mostrou que 69% dos brasileiros acreditam que a democracia é sempre melhor do que qualquer outra forma de governo, contra 12% que acham que a ditadura é melhor em certas circunstâncias. Para 13%, tanto faz se o governo é uma democracia ou uma ditadura.

O índice de apoio à democracia, de acordo com a pesquisa, é o maior desde 1989.

Sobre a pesquisa

Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
Entrevistados: 10.930 eleitores em 389 municípios
Quando a pesquisa foi feita: 3 e 4 de outubro
Registro no TSE: BR-02581/2018
Nível de confiança: 95%
Contratantes da pesquisa: TV Globo e “Folha de S.Paulo”

*Saiba mais sobre a notícia do G1 aqui



Ibope: Bolsonaro tem 32% da intenção de votos; Haddad, 23%

Nova pesquisa Ibope divulgada na noite desta quarta-feira (2) mostra crescimento dos líderes na corrida presidencial. Em comparação com os números da última segunda-feira (1º), Jair Bolsonaro (PSL) subiu de 31% para 32%, enquanto Fernando Haddad (PT) cresceu dois pontos percentuais, de 21% para 23%. Ciro Gomes (PDT) caiu nas intenções de voto e agora tem 10%, Geraldo Alckmin (PSDB) tem 7% e Marina Silva (REDE), 4%.

Na sequência, aparecem João Amoêdo (Novo) e Henrique Meirelles (MDB), com 2% da preferência do eleitor. Alvaro Dias (Podemos) e Cabo Daciolo (Patriota) somam 1% cada Brancos e nulos são 11%, não sabem ou não responderam, 6%.Nas simulações de segundo turno feitas pelo Ibope, Haddad teria 43% e Bolsonaro, 41%. Ciro Gomes (PDT) também venceria o candidato do PSL: 46% a 39%. Assim como Geraldo Alckmin (PSDB), que seria eleito presidente em segundo turno com 41%, contra 40% de Bolsonaro. O militar reformado só ganharia de Marina Silva (REDE): 43% a 39%. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Segundo o Ibope, foram ouvidos 3.010 eleitores entre 1º e 2 de outubro. A pesquisa foi contratada pela TV Globo e O Estado de S.Paulo.



Datafolha: Bolsonaro vai a 32% e Haddad tem 21%

São Paulo – Jair Bolsonaro (PSL) tem 32% das intenções de voto, de acordo com pesquisa Datafolha divulgada nesta terça-feira (02).

Ele subiu quatro pontos percentuais em relação ao levantamento divulgado na última sexta-feira (28). A margem de erro é de dois pontos para cima ou para baixo.

Fernando Haddad (PT) caiu de 22% para 21% no mesmo período. Foram ouvidos 3.240 eleitores em 225 municípios nesta terça.

Os resultados confirmam o movimento de crescimento de Bolsonaro e estagnação de Haddad verificado na pesquisa Ibope divulgada ontem.

Ciro Gomes (PDT) manteve os 11% de intenção de voto e está tecnicamente empatado com Geraldo Alckmin, que foi de 10% para 9%. Marina Silva (Rede) caiu de 5% para 4%.

João Amoedo (Novo) segue com 3% enquanto Henrique Meirelles (MDB) e Álvaro Dias (Podemos) mantiveram o patamar de 2% das intenções de voto cada um.

Segundo turno

A simulação de um eventual segundo turno mostra os líderes empatados dentro da margem de erro, mas com movimento inverso: Bolsonaro foi de 39% para 44% enquanto Haddad foi de 45% para 42%.

Veja as simulações:

Bolsonaro 44% X 42% Haddad (brancos e nulos: 12%)

Ciro 46% X 42% Bolsonaro (brancos e nulos: 10%)

Ciro 42% X 37% Alckmin (brancos e nulos: 19%)

Ciro 46% X 32% Haddad (brancos e nulos: 20%)

Alckmin 43% x 41% Bolsonaro (brancos e nulos: 14%)

Alckmin 43% x 36% Haddad (brancos e nulos: 19%)

E veja a evolução das taxas de rejeição desde a última pesquisa: Aqui, os eleitores apontam em quem não votam de jeito nenhum e podem indicar mais de um nome; por isso, a soma das taxas pode superar 100%.

Jair Bolsonaro: de 46% para 45%

Fernando Haddad: de 32% para 41%

Marina Silva: de 28% para 30%

Geraldo Alckmin: segue em 24%

Ciro Gomes: de 21% para 22%



Brasil é o país que mais acredita em fake news, aponta pesquisa

O Brasil é o país que mais acredita nas informações falsas publicadas e divulgadas na internet, as chamadas fake news. A constatação foi feita pela Ipsos, empresa que faz análise de dados. Em um ranking com 27 países, o Brasil ficou com o primeiro lugar. Segundo o levantamento, cerca de 62% da população acredita nos boatos propagados, por exemplo, em redes sociais.

Apesar do alto índice de pessoas que admitiram já terem acreditado em uma notícia falsa, a pesquisa aponta que 68% dos entrevistados sabem diferenciar os conteúdos verdadeiros. Ainda de acordo com a pesquisa, que ouviu mais de 19 mil entrevistados, 51% dos brasileiros não confiam no senso crítico do restante da população para diferenciar as informações verdadeiras e falsas.

Entre os motivos apresentados pela pesquisa para que o índice atingisse esse nível é que boa parte da população acredita que as fake news são criadas por políticos e pela mídia, principalmente quando o assunto é redução das taxas de criminalidade.

Apenas 14% dos entrevistados acreditam que os enganos são causados por dados errados, enquanto 18% acredita na dificuldade da população com as estimativas e números.



Datafolha: Bolsonaro tem 28% das intenções de voto; Haddad tem 16%

Nova pesquisa do instituto Datafolha, divulgada na madrugada desta quinta-feira (20), mostra o candidato Jair Bolsonaro (PSL) com 28% das intenções de voto na disputa presidencial. Fernando Haddad (PT) tem 16% e Ciro Gomes (PDT) aparece com 13%. Geraldo Alckmin (PSDB) obteve 9% e Marina Silva (Rede) é a candidata de 7% dos entrevistados.

Alvaro Dias (Podemos) e João Amoêdo (Novo) marcam, cada um, 3% das intenções de voto. Henrique Meirelles (MDB) tem 2%. Estão empatados Guilherme Boulos (PSOL) e Vera Lúcia (PSTU), com 1% cada. João Goulart Filho (PPL), Cabo Daciolo (Patriota) e Eymael (DC) não pontuaram.

Continue lendo



Pesquisa Ibope: Bolsonaro, 28%; Haddad, 19%; Ciro, 11%; Alckmin, 7%; Marina, 6%

O Ibope divulgou nesta terça-feira (18) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa ouviu 2.506 eleitores entre domingo (16) e terça-feira (18).

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Os resultados foram os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 28%
Fernando Haddad (PT): 19%
Ciro Gomes (PDT): 11%
Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
Marina Silva (Rede): 6%
Alvaro Dias (Podemos): 2%
João Amoêdo (Novo): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Vera Lúcia (PSTU): 0%
Guilherme Boulos (PSOL): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Branco/nulos: 14%
Não sabe/não respondeu: 7%

Sobre a pesquisa

Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
Entrevistados: 2.506 eleitores em 177 municípios
Quando a pesquisa foi feita: 16 e 18 de setembro
Registro no TSE: BR-09678/2018
Nível de confiança: 95%
Contratantes da pesquisa: TV Globo e “O Estado de S.Paulo”

*Veja aqui a reportagem com o dados completos sobre a pesquisa



Pesquisa Ibope: Bolsonaro, 26%; Ciro, 11%; Marina, 9%; Alckmin, 9%; Haddad, 8%

Do G1 – O Ibope divulgou nesta terça-feira (11) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa ouviu 2.002 eleitores entre sábado (8) e segunda-feira (10). A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

Os resultados foram os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 26%
Ciro Gomes (PDT): 11%
Marina Silva (Rede): 9%
Geraldo Alckmin (PSDB): 9%
Fernando Haddad (PT): 8%
Alvaro Dias (Podemos): 3%
João Amoêdo (Novo): 3%
Henrique Meirelles (MDB): 3%
Vera (PSTU): 1%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Branco/nulos: 19%
Não sabe/não respondeu: 7%

*Veja aqui os demais resultados da pesquisa, principalmente os dados do possível segundo turno.

Sobre a pesquisa

Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
Entrevistados: 2.002 eleitores em municípios
Quando a pesquisa foi feita: de 8 a 10 de setembro
Registro no TSE: BR-05221/2018
Nível de confiança: 95%
Contratante da pesquisa: Ibope Inteligência



Pesquisa: Fátima lidera com 32% seguida por Carlos Eduardo com 17,65%; e Robinson 10,53%

A candidata Fátima Bezerra (PT), da coligação “Do Lado Certo”, tem 32% de intenção de votos para o Governo do Rio Grande do Norte. A soma dos outros candidatos não supera Fátima, assim, se as eleições fossem hoje, a petista ganharia em primeiro turno.

É o que revela a pesquisa Consult/Blog do BG, de Natal, divulgada no final da manhã desta segunda-feira (10).

VEJA OS NÚMEROS DA ESTIMULADA:

Fátima Bezerra: 32%

Carlos Eduardo (PDT), coligação “100% RN”: 17,65%

Robinson Faria (PSD), “Trabalho e Superação”: 10,53%

Brenno Queiroga (SDD), coligação “Avança RN”: 1,18%

Os demais não pontuaram acima de um ponto percentual

14,88% não souberam ou não quiseram responder

22,65% afirmam que não votarão em ninguém.

VEJA OS NÚMEROS DA ESPONTÂNEA

Fátima Bezerra: 18,8%

Carlos Eduardo: 8,3%

Robinson Faria: 4,4%

Os demais não pontuaram acima de um ponto percentual

47,6% não souberam ou não quiseram responder

19,9% afirmam que não votarão em ninguém

A pesquisa foi realizada entre os dias 4 e 7 de setembro em todas as 12 regiões do Estado. Foram feitas 1.700 entrevistas, com margem de erro de 2,3% e índice de confiabilidade de 95%. O levantamento foi registrado no TSE sob o protocolo RN-08648/2018.



ADEPOL/RN e InPACTA preparam entrega de relatório da pesquisa “Eu Decido a Segurança do RN”

A Associação dos Delegados de Polícia Civil do RN, (Adepol/RN), irá entregar nesta terça-feira, (11), a todos os candidatos ao Governo do Estado, o estudo proveniente da campanha “Eu Decido a Segurança do RN”. Foram muitas avaliações e propostas registradas em todas as mesorregiões do estado e tudo está sendo compilado num grande documento a ser disponibilizado aos governadoráveis. “A campanha foi uma surpresa positiva para nós, já que não imaginávamos que o engajamento da população seria tão grande”, avaliou a delegada Paoulla Maués, presidente da Adepol/RN.

A pesquisa esteve à disposição do público em um site, durante todo o mês de agosto. Nela as pessoas respondiam a simples perguntas objetivas sobre a violência que acomete o nosso estado e no final podiam escrever em linhas livres suas ideias para melhorar a situação da segurança pública. “O mais interessante é que por reiteradas vezes observamos pedidos de participantes no sentido de que suas opiniões fossem de fato ouvidas e o resultado da pesquisa fosse levado à sério pelos candidatos”, contou a delegada. Todos os dados estão sendo analisados e descritos por professores da Universidade Federal do RN que compõem a incubadora IN-Pacta.

Continue lendo



Pesquisa Datafolha: Lula, 39%; Bolsonaro, 19%; Marina, 8%; Alckmin, 6%; Ciro, 5%

Do G1 – A pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (22) apontou os percentuais de intenção de voto para presidente da República em dois cenários com candidatos diferentes do PT – o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no primeiro cenário e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad no segundo.

Cenário com Lula

No cenário que inclui como candidato do PT o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a pesquisa apresentou o seguinte resultado:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT): 39%
Jair Bolsonaro (PSL): 19%
Marina Silva (Rede): 8%
Geraldo Alckmin (PSDB): 6%
Ciro Gomes (PDT): 5%
Alvaro Dias (Podemos): 3%
João Amoêdo (Novo): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Vera (PSTU): 1%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Branco/nulos/nenhum: 11%
Não sabe: 3%

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”. É o primeiro levantamento do Datafolha realizado depois dos registros das candidaturas na Justiça Eleitoral.

Cenário com Haddad

Lula está preso em Curitiba, condenado em segunda instância no caso do triplex no Guarujá. Pela Lei da Ficha Limpa, ele está inelegível. Por essa razão, a Procuradoria Geral da República impugnou (questionou) a candidatura.

O caso está sendo analisado pelo ministro Luís Roberto Barroso e será decidido pelo TSE depois de ouvir a defesa de Lula, a favor do registro da candidatura.

Em razão desse quadro jurídico, o Datafolha pesquisou outro cenário, com o atual candidato a vice na chapa de Lula, Fernando Haddad. Nesse cenário, o resultado seria:

Jair Bolsonaro (PSL): 22%

Marina Silva (Rede): 16%

Ciro Gomes (PDT): 10%

Geraldo Alckmin (PSDB): 9%

Alvaro Dias (Podemos): 4%

Fernando Haddad (PT): 4%

João Amoêdo (Novo): 2%

Henrique Meirelles (MDB): 2%

Vera (PSTU): 1%

Cabo Daciolo (Patriota): 1%

Guilherme Boulos (PSOL): 1%

João Goulart Filho (PPL): 1%

Eymael (DC): 0%

Branco/nulos/nenhum: 22%

Não sabe: 6%

Sobre a pesquisa

  • Margem de erro: dois pontos percentuais para mais ou para menos
  • Quem foi ouvido: 8.433 eleitores em 313 municípios
  • Quando a pesquisa foi feita: de 20 e 21 de agosto
  • Registro no TSE: protocolo nº BR 04023/2018
  • O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro;
  • 0% significa que o candidato não atingiu 1%; traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado


Pesquisa Ibope: Lula, 37%; Bolsonaro, 18%; Marina, 6%; Ciro, 5%; Alckmin, 5%

Do G1 – Pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira (20) apurou os percentuais de intenção de voto para presidente da República em dois cenários com candidatos diferentes do PT – o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no primeiro cenário e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad no segundo.

Cenário com Lula

No cenário que inclui como candidato do PT o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a pesquisa apresentou o seguinte resultado:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT): 37%
Jair Bolsonaro (PSL): 18%
Marina Silva (Rede): 6%
Ciro Gomes (PDT): 5%
Geraldo Alckmin (PSDB): 5%
Alvaro Dias (Podemos): 3%
Eymael (DC): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Henrique Meirelles (MDB): 1%
João Amoêdo (Novo): 1%
Cabo Daciolo (Patriota): 0
Vera (PSTU): 0
João Goulart Filho (PPL): 0
Branco/nulos: 16%
Não sabe/não respondeu: 6%

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S.Paulo”. É o primeiro levantamento do Ibope realizado depois da oficialização das candidaturas na Justiça Eleitoral.

Cenário com Haddad

Lula está preso em Curitiba, condenado em segunda instância no caso do triplex no Guarujá. Pela Lei da Ficha Limpa, ele está inelegível.
Por essa razão, a Procuradoria Geral da República impugnou (questionou) a candidatura.

O caso está sendo analisado pelo ministro Luís Roberto Barroso e será decidido pelo TSE depois de ouvir a defesa de Lula, a favor do registro da candidatura.

Em razão desse quadro jurídico, o Ibope pesquisou outro cenário, com o atual candidato a vice na chapa de Lula, Fernando Haddad.
Nesse cenário, o resultado seria:

Jair Bolsonaro (PSL): 20%
Marina Silva (Rede): 12%
Ciro Gomes (PDT): 9%
Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
Fernando Haddad (PT): 4%
Alvaro Dias (Podemos): 3%
Eymael (DC): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Henrique Meirelles (MDB): 1%
João Amoêdo (Novo): 1%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Vera (PSTU): 1%
João Goulart Filho (PPL): 1%
Branco/nulos: 29%
Não sabe/não respondeu: 9%

Sobre a pesquisa

  • Margem de erro: dois pontos percentuais para mais ou para menos
  • Quem foi ouvido: 2002 eleitores em 142 municípios
  • Quando a pesquisa foi feita: de 17 a 19 de agosto
  • Registro no TSE: protocolo nº BR‐01665/2018
  • O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro;
  • 0% significa que o candidato não atingiu 1%; traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado.


Pesquisa sobre Segurança Pública vai levantar prioridades para o setor no RN

Delegada, Paoulla Maués, se reuniu com presidente do TJRN

Paoulla Maués, presidente da Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte (Adepol/RN), reuniu-se com o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Expedito Ferreira, para divulgar a realização da pesquisa de opinião pública “Eu decido a segurança do RN”.

O dirigente do Poder Judiciário destacou durante o encontro a importância do levantamento, que vai colher o posicionamento do cidadão potiguar sobre quais são as prioridades para a segurança pública. Com isso a associação vai poder encaminhar e discutir essas sugestões junto aos oito candidatos ao governo do Estado, com eleição marcada para 7 de outubro.

Para acessar a pesquisa clique aquihttps://www.eudecidoasegurancadorn.com.br

A pesquisa é fruto de uma parceria entre a Adepol e a inPACTA-UFRN (Incubadora de Processos Acadêmicos, Científicos e Tecnológicos Aplicados da Escola de Ciências e Tecnologia). Segundo Paoulla “A ideia é extrair uma percepção da população a respeito da segurança pública, quais são os crimes que causam maior preocupação para a população do Rio Grande do Norte, o que eles mais temem, quais são as prioridades que eles elegem para que o próximo governador execute na área da segurança”.

Para a presidente da Adepol é importante que os responsáveis pela segurança formal do Estado estejam unidos e engajados para articular com todos os atores neste processo de construção de uma sociedade mais segura.



Pesquisa mostra que mais de um quarto dos eleitores votariam nulo ou em branco para presidente

Pesquisa mostra que mais de um quarto dos eleitores votariam nulo ou em branco para presidente

Foi divulgada na sexta-feira (13) uma nova pesquisa com a intenção de voto dos pré-candidatos à Presidência da República. A pesquisa, encomendada pela XP Investimentos, foi realizada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas, o Ipespe, entre os dias 9 e 11 de julho. Em três dos quatro cenários pesquisados, o percentual de votos nulos ou brancos é superior ao de qualquer pré-candidato.

Na opinião do cientista político Christian Lohbauer, isso prova que as eleições deste ano permanecem indefinidas.

“Qualquer pessoa que der alguma indicação de que sabe o que vai acontecer, não sabe. É falso. Essa eleição está totalmente aberta, vale a vitória para qualquer um dos candidatos que teria alguma chance”.

Continue lendo



População sente mais medo do desemprego, aponta CNI

Desde 1996, o brasileiro poucas vezes esteve tão preocupado com o desemprego como agora. Em pesquisa divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o índice mostra aumento de 4,2 pontos acima do registrado em março, chegando a 67,9 pontos em junho.

O indicador pode variar de 0 a 100 pontos e quanto maior o número, maior o medo do desemprego. Esse valor registrado é o maior da série histórica, empatando com os valores registrados de 1999 e em junho de 2016.

O gerente-executivo de pesquisas da CNI, Renato da Fonseca, explica o porquê do medo da sociedade.

Continue lendo