PF diz ter encontrado indícios de crimes praticados pelo senador José Agripino; Ele nega

PF encontra indícios de crimes em investigação contra José Agripino

A Polícia Federal informou ter concluído o inquérito sobre o senador José Agripino Maia do DEM pelo Rio Grande do Norte e encontrado indícios dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A PF investiga supostas irregularidades na liberação de recursos pelo BNDES para a construção do estádio de futebol Arena das Dunas, em Natal.

Procurada, a assessoria de José Agripino enviou a seguinte resposta: “A acusação que me fazem é de ter exercido influência para que o BNDES efetuasse o pagamento de faturas decorrentes de um autofinanciamento contratado pela própria OAS junto ao banco. Tenho certeza de que as investigações vão terminar pela conclusão óbvia: que força teria eu, líder de oposição na época, para liberar dinheiro do BNDES, cidadela impenetrável do PT?



TJRN nega liberdade para homem flagrado com meia tonelada de maconha em Caicó

Uma decisão da Câmara Criminal do TJRN negou pedido de Habeas Corpus que pretendia obter o alvará de soltura para Feliphe José Amorim, preso em março de 2016 por policiais militares, com o apoio do serviço de inteligência da Polícia Federal, na companhia de outro homem, flagrado em um caminhão com quase meia tonelada de maconha, na estrada do Distrito da Palma, em Caicó. A decisão manteve, desta forma, o julgamento da Vara Criminal daquela comarca seridoense.

*Relembre o fato: http://sidneysilva.com.br/policia-federal-com-apoio-da-pm-apreende-quase-500-quilos-de-maconha-em-caico/

A defesa alegou que não houve o encerramento da instrução processual e destacou as condições pessoais favoráveis do acusado, sustentando a possibilidade de substituição do encarceramento por medidas cautelares previstas no artigo 319 do Código de Processo Penal.

Para o relator do HC, desembargador Gilson Barbosa, a concessão de liminares por meio de Habeas Corpus somente é cabível em casos excepcionais, quando o constrangimento ilegal a que é submetido um acusado se apresenta de forma clara. “No caso dos presentes autos, pelo menos nesse momento de cognição sumária, vejo que os documentos acostados não são hábeis a demonstrar o apontado constrangimento ilegal”, ressalta o julgador.

Segundo a decisão, o eventual excesso de prazo não resulta de mera soma aritmética, podendo o magistrado, diante da complexidade da causa, extrapolar os limites estabelecidos na legislação, desde que obedecido ao princípio da razoabilidade.



Geddel Vieira é encaminhado para a superintendência da PF em Brasília

Gedel Vieira é encaminhado para Brasília – (Foto: Reprodução/TV Globo)

Preso por determinação da Justiça, o ex-ministro da Secretaria de Governo Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) chegou a Brasília no início da madrugada desta terça-feira (4) e foi levado para a superintendência da Polícia Federal. Mais cedo, nesta segunda, Geddel foi preso na Bahia por decisão do juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal.



Relatório da PF aponta indício de corrupção praticada por Temer

Relatório da PF aponta indício de corrupção praticada por Temer

A Polícia Federal (PF) enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) relatório parcial sobre o inquérito aberto para investigar o presidente Michel Temer, a partir das delações da JBS. No relatório, o delegado Tiago Machado Delabary afirma que os indícios colhidos até o momento indicam a prática de corrupção passiva por parte do presidente. Na Rússia, Temer disse que não se manifestará sobre o conteúdo do relatório por se tratar de uma questão jurídica e a defesa dele pediu acesso ao relatório preliminar.

Diante do silêncio do mandatário maior da Nação e de seu ex-assessor especial [Rodrigo Rocha Loures], resultam incólumes as evidências que emanam do conjunto informativo formado nestes autos, a indicar, com vigor, a prática de corrupção passiva”, diz o delegado no relatório, divulgado pelo STF.

Continue lendo



Henrique Alves é preso pela Polícia Federal

Henrique Alves foi preso pela PF

O jornal Folha de São Paulo informa na manhã desta terça-feira (06), que o ex-deputado Federal, Henrique Eduardo Alves, (PMDB), foi preso por força de mandado de prisão.

A Polícia Federal cumpriu o mandado que foi expedido pela Justiça Federal do Rio Grande do Norte e é um desdobramento das delações da Odebrecht.

Na mesma ação deflagrada nesta terça, existe também mandado de prisão para ser cumprido contra ex-deputado Eduardo Cunha, que já está preso.



Ex-deputado Rodrigo Rocha Loures é preso pela PF em Brasília

Ex-deputado Rocha Loures é preso pela PF – (Foto: Reprodução TV Globo via G1)

Do G1 – A Polícia Federal informou ter prendido na manhã deste sábado (3), o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), ex-assessor especial do presidente Michel Temer. O mandado de prisão foi assinado na noite desta sexta pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato, a pedido da Procuradoria Geral da República (PGR).

Rocha Loures foi preso preventivamente (antes da condenação) em Brasília e foi levado para a Superintendência da PF no Distrito Federal. Em março, ele flagrado pela PF recebendo em São Paulo uma mala com R$ 500 mil que, segundo delações de executivos da JBS no âmbito da Operação Lava Jato, seriam dinheiro de propina.

Em manifestação enviada ao STF nesta sexta, o advogado do peemedebista, Cezar Bitencourt, avaliou que o pedido de prisão tinha como objetivo “forçar delação”. Ao G1, o advogado disse, na manhã deste sábado, que o ex-assessor de Temer “ficará em silêncio”.



Operação Moisés: Dois foram presos e 7Kg de cocaína apreendidos

Droga foi encontrada por cães farejadores enterrada no muro de uma granja

A Polícia Federal divulgou um balanço da OPERAÇÃO MOISÉS que foi deflagrada na sexta-feira, (26), na região metropolitana de Natal, com apoio da Polícia Militar, visando combater o tráfico de drogas.

Ao todo foram cumpridos 5 mandados judiciais de busca e apreensão e dois de prisão. Fora detidos, um autônomo, de 32 anos, paraibano, preso em flagrante na Zona Norte da capital por posse ilegal de arma e munição. Possui antecedentes por crime de homicídio e um comerciante, de 58 anos, paraibano, preso em Macaíba, suspeito de tráfico de drogas. Possui antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime e já foi preso pela PF, anteriormente, em Brasília, no ano 2000.

Durante a ação, foi apreendida uma pistola calibre 380 (com 71 munições) e ainda, aproximadamente, 7 quilos de cocaína que estavam enterrados no terreno de uma granja em Macaíba, além de celulares, veículos, dinheiro, joias, petrechos e insumos que sugerem o possível processamento de drogas.

A PF, também, representará pela indisponibilidade dos bens imóveis de propriedade dos investigados.

O nome da Operação, Moisés, de acordo com o delegado Osvaldo Scalezi Júnior, faz referência a um dos membros dos grupo criminoso que traficava droga e foi preso, que era chamado pelos comparsas por Moisés.



PF prende em Assu foragido da Justiça de Joinville/SC

Foragido de Santa Catarina é preso em Assu pela Polícia Federal

A Polícia Federal prendeu nesta terça-feira (23), na cidade de Assú/RN, um homem de 51 anos, catarinense, condenado por homicídio. A prisão se deu por força de mandado de prisão expedido pela 1ª. Vara Criminal da comarca de Joinville/SC.

De acordo com a assessoria da PF no RN, ele foi acusado de há duas décadas ter cometido um assassinato. Após o crime, fugiu para o Nordeste e passou a viver com documentos falsos. Inicialmente, morou em Fortaleza/CE, onde casou e constituiu família. Depois, mudou para Natal e há anos morava em Assú.

Condenado a 24 anos de reclusão, o preso permanece custodiado na sede da PF em Natal e aguarda ordem da Justiça visando ser transferido para Santa Catarina.



ATENÇÃO: Após investigação da PF, PM prende suspeito de matar motorista da reitora da UFRN

Uma investigação da Polícia Federal, com apoio da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, resultou em prisão nesta quarta-feira, (24), de um homem na Favela do Japão em Natal/RN.

O homem preso, tem 31 anos e é suspeito de ter assassinado, José Wilson de Souza, motorista da reitora da UFRN, fato ocorrido no dia 09 de abril passado.

O acusado é foragido da penitenciária de Alcaçuz e está sendo interrogado na sede da PF.



PF desarticula quadrilha suspeita de roubos contra os Correios e explosões de caixas eletrônicos no RN

Assaltantes troca tiros com vigilante de agência

Policiais Federais da Superintendência Regional de Natal e da Delegacia de Mossoró concluíram nesta terça-feira (23/5), a Operação Oriente, deflagrada no último final de semana visando desarticular uma quadrilha suspeita de praticar diversos roubos contra agências dos Correios e, também, explosões de caixas eletrônicos em cidades do interior do Rio Grande do Norte e do Ceará.

Ao longo da operação, a PF conseguiu capturar sete pessoas, a maioria delas em São Gonçalo do Amarante e Parnamirim, região metropolitana de Natal, e apreendeu um menor que fazia parte do bando, o qual agia como “olheiro” ou seja, entrava nas agências sem levantar suspeitas, observava o movimento e depois repassava as informações para que o restante do bando pudesse agir.

Entre os detidos estão quatro acusados da tentativa de assalto ocorrida em 29.03.2017 contra a agência dos Correios de Jandaíra/RN. Naquele dia, dois deles adentraram inicialmente na agência, se passando por clientes. Pouco minutos depois, saíram e outros dois comparsas tentaram passar pela porta giratória, porém, o vigilante percebeu a ação e correu para o interior da agência. Houve troca de tiros com um dos acusados que estava armado com uma pistola. Os homens fugiram sem nada levar.

A investigação visando identificar e prender os membros dessa quadrilha teve prosseguimento no dia de hoje com a detenção na cidade de Mossoró de um suspeito de ter participado em 08.03.2017 de um furto, mediante o uso de explosivo, contra a agência do Banco do Brasil da cidade de Icapuí/CE.

Com as provas colhidas durante o cumprimento dos mandados judiciais e, ainda, após o interrogatório dos presos, surgiram indícios da participação de alguns deles em outras ocorrências criminosas, como no ataque ocorrido contra as agências do Bradesco e do Banco do Brasil da cidade de Jaguaruana/CE, que foi sitiada em 01.04.2017 por uma quadrilha calculada em mais de 20 homens fortemente armados, ocasião em que houve enfrentamento e na troca de tiros com a Polícia Federal, Polícia Civil (RN) e PM/RN, resultou na morte de seis assaltantes e na prisão de outros cinco.

Os acusados presos na Operação Oriente estão custodiados no Sistema Penitenciário do RN onde permanecem à disposição da Justiça. Já o menor, foi encaminhado à Delegacia Especializada de Atendimento ao Adolescente Infrator (DEA).



No DF, PF realiza operação para prender dois ex-governadores

Operação da PF prende dois ex-governadores do DF

A Polícia Federal cumpre na manhã desta terça-feira (23) mandados de prisão contra ex-governadores do Distrito Federal José Roberto Arruda e Agnelo Queiroz e o ex-vice governador Tadeu Filippeli.

A operação é baseada em delação premiada da Andrade Gutierrez sobre um esquema de corrupção nas obras do estádio Mané Garrincha. No ínicio, o orçamento para a construção do estádio previa um custo de R$ 600 milhões. Ao fim, em 2014, as obras custaram R$ 1,575 bilhão. De acordo com as investigações, o superfaturamento chega a quase R$ 900 milhões.

Além dos políticos, a operação desta terça tem como alvo agentes públicos, construtoras e operadores das propinas que atuaram na época. Segundo a PF, a suspeita é de que com a intermediação dos operadores, os agentes públicos enham simulado etapadas da licitação.

Continue lendo



PF deflagra operação para apurar fraudes em benefícios previdenciários

PF deflagra operação em Natal

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (17/5), na capital potiguar, a OPERAÇÃO ANJO MAU, que visa obter provas da existência de uma organização criminosa suspeita de fraudar vínculos trabalhistas, bem como, apurar a suposta participação de servidores do INSS, os quais teriam atribuído à terceiros, a falsa condição de “segurado”, com a consequente obtenção de benefícios previdenciários fraudulentos.

Cerca de 20 policiais estão cumprindo quatro mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal/RN em endereços residenciais e na Agência da Previdência Social, bairro de Nazaré.

A investigação que resultou nesta operação foi fruto de um trabalho em parceria realizado pela Polícia Federal, Ministério Público Federal e a Representação da Inteligência Previdenciária – REINP.

Não haverá entrevista coletiva.

(*) O batismo da operação faz referência ao significado (acrescido de adjetivo) do prenome de origem grega de um dos implicados na trama criminosa.



Polícia localiza carros e grampos que seriam usados na tentativa de assalto ao banco de Ipanguaçu

Grampos foram encontrados na carroceria do veículo Saveiro usado pelo bando

Os criminosos que atacariam, provavelmente, a agência bancária da cidade de Ipanguaçu/RN, e que foram impedidos por policiais federais e do BOPE, na madrugada deste domingo (07), estavam em dois carros com queixa de roubo, sendo um Honda Civic de cor branca e placas PGH8791/Olinda-PE e uma Pick Up Saveiro de cor branca e placas OJR7785/Natal, (esta placa é de uma Saveiro Cros 2012/2013 de Várzea/RN).

Nos carros, os policiais encontraram o material que seria usado para a prática do assalto ao banco. Muitos grampos estavam em baldes na carroceria da Saveiro. Os grampos são usados para impedir a passagem de carros da polícia. Eles são espalhados nas estradas com o objetivo de estourar os pneus.

A Polícia acredita que tenha evitado o roubo de mais de 1 milhão de reais da agência de Ipanguaçu.

As armas que seriam usadas na ação estavam, provavelmente, em um carro que conseguiu deixar o local em fuga.

Os dois homens que foram detidos pelos policiais foram conduzidos para a Superintendência da Polícia Federal em Natal. Eles ainda não foram identificados.



Imagens: Polícia evita assalto a banco em Ipanguaçu; Em confronto, três ladrões morreram

Ação durou praticamente o dia inteiro

Policiais federais e do BOPE estão realizando buscas no mato entre às cidades de Afonso Bezerra e Ipanguaçu, região Central do Estado com o objetivo de prender membros de uma quadrilha de assaltantes.

Na madrugada deste domingo (07), o grupo criminoso iria realizar assalto à agência bancária, provavelmente, na cidade de Ipanguaçu, mas, desta vez, o trabalho de inteligência das polícias conseguiu evitar o ataque. Houve confronto entre as equipes de policiais e os bandidos. A informação inicial, é de que pelo menos 3 homens pertencentes a quadrilha, morreram e outros dois foram presos. Os demais fugiram e estão sendo procurados.

Outra informação que chegou ao Blog Sidney Silva, através de um fonte, é que entre os mortos existe um ou dois seridoenses.

O local onde possivelmente aconteceu o confronto, é uma comunidade rural chamada Mulungu.



Três suspeitos de assalto no Paraguai morrem em confronto com a polícia

Carro usado por bandidos foi localizado e três morreram em confronto com a Polícia

Agência Brasil – Três assaltantes que participaram do mega-assalto à sede da empresa de transportes de valores Prosegur, em Ciudad del Este, no Paraguai, morreram hoje (24) após troca de tiros com agentes das polícias Federal (PF) e Rodoviária Federal (PRF). Segundo a PRF, três veículos usados pela quadrilha, que roubou cerca de US$ 40 milhões na madrugada desta segunda-feira, foram localizados. Ainda não há informações sobre a recuperação de valores.

De acordo com a PRF, no início da tarde de hoje, houve uma perseguição a uma caminhonete em que estavam entre oito e dez envolvidos no assalto. Em um trecho da BR-277, no Paraná, os bandidos pararam e iniciaram o confronto. Dois morreram no local, um ficou ferido, foi socorrido, mas não resistiu e morreu no hospital. Os demais conseguiram fugir.

Na caminhonete havia um fuzil calibre 762, com 16 munições. Em um dos três veículos abandonados pela quadrilha e localizados por agentes da PRF, havia sete quilos de explosivos.

O presidente Michel Temer colocou a PF à disposição das autoridades paraguais para a investigação do crime.

Mega-assalto

Na madrugada de hoje, um grupo de aproximadamente 50 pessoas assaltou a sede da Prosegur em Ciudad del Este, na Tríplice Fronteira. Eles conseguiram roubar cerca de US$ 40 milhões (o equivalente a R$ 125 milhões).

O dinheiro estava em um cofre que foi aberto com uso de explosivos e fuzis antiaéreos. O jornal paraguaio La Nación informou que o assalto foi liderado por membros da facção criminosa brasileira Primeiro Comando da Capital (PCC), que também atacaram a sede da polícia e do governo. Um policial identificado morreu no enfrentamento com os assaltantes.