Operação prende suspeitos de terem incendiados carros em Umarizal

Dupla foi presa em Umarizal e Polícia confirma que ação foi em retaliação

Uma ação conjunta realizada pela Polícia Civil e Polícia Militar de Umarizal, nesta terça-feira (19), prenderam Carlos André da Silva, 24 anos, João Bezerra de Farias, 22 anos e apreendeu um adolescente, suspeitos de terem incendiados veículos pertencentes à prefeitura municipal de Umarizal.

Em ações criminosas que ocorreram nos dias 04 e 08 de junho de 2018, veículos foram incendiados no pátio do Centro Administrativo daquela cidade. Os suspeitos pularam o muro do local e atearam fogo em um ônibus de transporte de estudantes, um caminhão, uma máquina retroescavadeira e um automóvel.

Investigações apontaram que os crimes tinham como objetivo atingir bens públicos, como vingança à suposta opressão sofrida por membros de uma determinada facção nos presídios potiguares. Os suspeitos foram encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.



Polícia e MP deflagram operação contra facção criminosa em 14 estados

A Polícia Civil e o Ministério Público de São Paulo deflagraram Operação Echelon, no início da manhã de hoje (14), contra as ramificações interestaduais da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). São cumpridos 59 mandados de busca e apreensão em 14 Estados, além de 75 prisões preventivas de integrantes da facção.

Continue lendo



Polícia prende cinco pessoas na comunidade do Mosquito

Presos na Favela do Mosquito em Natal

Policiais militares da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam) e do Batalhão de Choque prenderam, na manhã desta quarta-feira (13), quatro homens a uma mulher na comunidade do Mosquito, Zona Oeste de Natal. Foram autuados na Central de Flagrantes da Polícia Civil: Adriele Barbosa de Oliveira; Givaldo Batista da Silva; Kleberson Felix da Cruz; Cícero Eduardo da Costa e Michael David da Silva Pereira. Os cinco responderão pelo crime de tráfico de drogas e por outros crimes como posse ilegal de arma de fogo.

Adriele Barbosa foi autuada pelo crime de tráfico de drogas. Na casa dela, os policiais apreenderam porções de droga e embalagens para acondicionar as substâncias. Michael David da Silva foi autuado pelos crimes de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo. Ele estava em uma residência com quatro tabletes e porções individuais de droga; seis cartuchos calibre 12; seis aparelhos celulares e uma câmera digital.

Em uma outra residência foram presos pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico Givaldo Batista da Silva; Kleberson Felix da Cruz e Cícero Eduardo da Costa. Eles estavam com tabletes e porções de drogas; uma balança; duas gandolas camufladas; uma capa de colete; um coldre e um aparelho celular.



Suspeitos morrem em troca de tiros com a polícia em festa de facção no RN; 30 foram presos

Pelo menos 30 pessoas foram presas na ação – |(Foto: Acson Freitas/Inter TV Cabugi)

Três pessoas morreram, uma ficou ferida e mais de 30 foram presas em uma ação conjunta entre as polícias Civil e Militar realizada nesta segunda-feira (11), na zona rural de São Paulo do Potengi, região agreste potiguar. A operação aconteceu durante uma festa de uma facção criminosa.

A Polícia Civil recebeu uma denúncia de que estaria acontecendo uma festividade convocada pela facção Sindicato do Crime do RN em uma granja na região. Os agentes pediram apoio da Polícia Militar e foram até o local. Quando chegaram por lá, foram recebidos a tiros. Quatro homens teriam se levantado das mesas que estavam no terraço da propriedade e atirado contra os policiais. Foi aí que iniciou o confronto.

Três desses homens morreram e o outro foi socorrido em estado grave para o hospital. Mais de 30 pessoas que estavam na festa foram levadas para a delegacia da cidade.

Na granja, os policiais apreenderam ainda três motocicletas, três carros, quatro armas e porções de crack e cocaína. Segundo a polícia, um dos homens que morreu na troca de tiros é suspeito de chefiar o tráfico de drogas na região Agreste e de ser um dos líderes da facção Sindicado do Crime em São Paulo do Potengi e municípios vizinhos.

*Fonte: G1/RN



Dono do refrigerante Dolly é acusado de fraude fiscal de R$ 4 bilhões

Da Agência Brasil – O empresário Laerte Codonho, dono da empresa de refrigerantes Dolly, foi preso hoje (10) acusado de fraude fiscal e lavagem de dinheiro estimados em R$ 4 bilhões. A operação foi conduzida pela Polícia Civil e pelo Ministério Público de São Paulo.

Codonho teve a prisão decretada pela 4ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo (SP) e foi detido em sua casa na Granja Viana, em Cotia, na Grande São Paulo. O empresário foi levado para 77º Distrito Policial na capital paulista, junto com o ex-contador da empresa Rogério Raucci e o ex-gerente financeiro César Requena Mazzi.

Continue lendo



Polícia pede ajuda para localizar suspeito que matou PM no Alecrim; Veja vídeo

A Divisão de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) pede que a população envie informações anônimas sobre o paradeiro de um dos homens, suspeito de ter matado o sargento José Edivaldo do Nascimento, que fazia parte da Banda de Música da Polícia Militar do RN. O homem procurado aparece em imagens de uma câmera de segurança, logo após ter praticado o latrocínio na manhã do dia 21 de abril (um sábado), no bairro do Alecrim, zona Leste de Natal. As informações podem ser repassadas de forma anônima para o Disque-Denúncia 181 ou para o telefone da DHPP 98113.6431.

No dia do crime, um outro suspeito foi detido pela população que estava na rua e conduzido por policiais militares para a Polícia Civil. De acordo com investigações da DHPP, João Carlos Benício da Silva Lima, confessou à Polícia Civil que participou do crime que vitimou o policial José Edivaldo.

Confira vídeo com as imagens para identificação do suspeito:



Currais Novos: Polícia prendeu mulher com droga que seria entregue em Caicó

Mickelly de Freitas foi presa droga em Currais Novos

Por volta das 6hs da manhã desta quarta-feira (11), policiais militares da cidade de Currais Novos, conseguiram fazer a apreensão de 2 quilos de crack e a quantia de R$677,00 em dinheiro. O material estava em poder de Mickelly de Freitas Galvão, de 27 anos, que reside na Rua Flávio Serafim Neto, Bairro de Santos Reis, em Parnamirim.

A mulher viajava em um táxi no sentido Natal/Caicó, quando foi abordada pelos policiais que faziam blitz de combate ao tráfico de drogas. Aos policiais, ela disse apenas que entregaria a droga em Caicó.

A polícia informou que ela faz parte da facção “Sindicato do RN” e que é de alta periculosidade.



Polícia procura casal suspeito de participação na morte de policial catarinense em Natal

Weverton e Raíssa estão foragidos desde o dia do crime

Aura Mazda (Tribuna do Norte) – O grupo de pessoas suspeitas da participação no assassinato da policial militar catarinense  Caroline Pletsch, no último 26 de março, faz parte de uma mesma família. A Polícia Civil busca informações sobre o casal Weverton Lenário Gomes da Silva, 34 anos, e Raíssa Torres Lima de Souza, 20 anos, suspeitos de serem mentores do crime e que estão foragidos desde então. A mulher é irmã do adolescente Yure Torres Lima de Souza, 18 anos, morto em confronto com a polícia em 2 de abril e suspeito de ser um dos homens que atirou na policial e no marido dela, o sargento Marcos Paulo da Cruz.

Continue lendo



Suspeito de latrocínio contra PMs de Santa Catarina morre em troca de tiros com a Polícia

Grupo é suspeito de ter praticado latrocínio contra casal de policiais de Santa Catarina em Natal

A Divisão Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) informa que nesta segunda-feira (04), uma ação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) resultou em uma troca de tiros com criminosos no conjunto Gramoré, bairro de Lagoa Azul, Zona Norte de Natal.

Após denúncias anônimas de que um dos principais suspeitos do latrocínio contra os Policiais Militares de Santa Catarina, ocorrido na última segunda-feira (26), estaria escondido em uma residência na região, o BOPE realizou diligências e, na ação, Yuri Torres Lima de Souza, 18 anos, disparou contra os policiais, acarretando em uma troca de tiros. O principal suspeito do crime contra os PMs foi baleado e não resistiu aos ferimentos.

A ocorrência resultou ainda na prisão de Hugo Vinícius Ângelo da Silva, 20 anos, e Ítalo Fernando Ângelo da Silva, pelo crime de posse ilegal de arma de fogo. Na residência dos irmãos, a polícia apreendeu duas armas e munição.



Após denúncia ao MPRN, PM prende homicida e traficante em prédio de luxo em Natal

Após denúncia ao MPRN, PM prende homicida e traficante em prédio de luxo em Natal

O homicida e traficante de drogas José Alexandre Lima Leitão foi preso na manhã desta terça-feira (19) em um prédio de luxo em Ponta Negra, bairro da zona Sul de Natal. Acusado de integrar uma facção criminosa, Espiga, como é conhecido, é foragido do sistema prisional potiguar. Contra ele, havia três mandados de prisão em aberto.

Espiga foi preso por policiais militares das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam), que foram acionados após um telefonema anônimo ao Disque Denúncia 127 do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), órgão do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN). Além de prender o criminoso, os policiais da Roçam também apreenderam drogas e dinheiro que estavam com ele.

Segundo investigações do MPRN, José Alexandre Lima Leitão integra uma facção criminosa com atuação em todo o Rio Grande do Norte. Ele é um “linha de frente” da organização, sendo responsável pela segurança no local onde atua: os Coqueiros, comunidade no bairro de Lagoa Nova.

Os três mandados de prisão expedidos contra Espiga são por homicídio qualificado, tráfico de drogas e por integrar organização criminosa. Ele é apontado como sendo um dos autores da morte de Júlio César Lima da Silva, crime cometido em 2016, em Natal. Ele estava foragido desde o dia 7 de agosto passado, quando fugiu do Centro de Detenção Provisória (CDP) do Potengi, na zona Norte da cidade. José Alexandre será entregue ao sistema prisional potiguar, onde deverá cumprir as penas a que foi condenado.



Disk Denúncia do MPRN ajuda polícia do DF a prender homem foragido há 21 anos

Uma informação anônima recebida pelo Disque Denúncia do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do MPRN (Gaeco), órgão integrante do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), levou à prisão do foragido Eliel Benigno Ramalho. Ele foi localizado na manhã desta terça-feira (28), em Ceilândia, região administrativa do Distrito Federal.

O número 127 do disque-denúncia do MPRN tem se mostrado uma ferramenta fundamental de reforço em investigações de crimes em geral, contribuindo para a defesa do cidadão. Após uma denúncia anônima recebida na manhã desta terça, o Gaeco entrou em contato com a Polícia Civil do DF, resultando na captura de Eliel Ramalho, foragido da Justiça há 21 anos. Ele é acusado do homicídio qualificado de sua então companheira, Maria do Socorro Costa da Silva, crime cometido em 10 de novembro de 1996 na cidade de Upanema, região Oeste do Rio Grande do Norte.

Eliel Benigno Ramalho será trazido para o RN e apresentado ao Juízo da Comarca de Upanema, onde deve responder pela acusação.

Caso saiba de alguma informação que possa levar à prisão de criminosos, colabore com as autoridades ligando para o disque-denúncia do MPRN: 127. A identidade do informante será preservada.



Polícia Civil de Assú prende dupla suspeita por homicídio

Uma ação da Polícia Civil de Assú prendeu, nesta quarta-feira (18) na cidade de Patu, Damião Firmino da Silva, vulgo “Damião do Baralho”, 59 anos, e o seu filho, Éder Flankle da Silva, 35 anos, em cumprimento mandados de prisão preventiva.

A dupla é suspeita pelo homicídio de Francisco das Chagas Bezerra, ocorrido no dia 04 de julho de 2008, no bairro Frutilândia, em Assú.

A vítima foi assassinada através de disparos de arma de fogo, além de chutes e socos. Após as investigações policiais, a dupla foi presa sendo encaminhada ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.



Polícia Civil prende homem por tráfico de drogas e corrupção de menores em Triunfo Potiguar

Polícia Civil prende homem por tráfico de drogas e corrupção de menores na cidade de Triunfo Potiguar

Uma equipe de policiais civis da cidade de Campo Grande e da cidade de Patu com o apoio da Polícia Militar da cidade de Triunfo Potiguar prenderam em flagrante, nesta sexta-feira (29), Gilberto de Souza Oliveira, 20 anos, pelo crime de tráfico de drogas e corrupção de menores na cidade de Triunfo Potiguar. Ele estava com 24 papelotes de maconha enrolados e prontos para a comercialização, uma quantia fracionada de R$ 59,00 (cinquenta e nove reais) e uma vasta quantidade de bolsas plásticas, utilizadas para embalar a droga.

Na residência onde eram comercializados os entorpecentes constatou-se a presença de vários menores, dentre eles, alguns usuários de drogas, que buscavam o local para fazer o uso das substâncias. Segundo Gilberto de Souza, a droga encontrada seria comercializada durante a Festa da Padroeira da cidade de Triunfo Potiguar e que nos dias subsequentes seria entregue a ele mais uma outra quantidade de drogas para atender a esta demanda. Ele também informou que na quinta-feira (28) já havia comercializado uma quantidade considerável de entorpecentes na cidade.

Segundo o Delegado Paulo Nilo, embora tenha sido apreendida uma quantidade pequena de droga a quantidade é expressiva, levando em consideração que a cidade de Triunfo Potiguar tem apenas 3.327 habitantes. Esta ação da Polícia Civil desarticula mais um ponto de venda de drogas na cidade, no final do ano passado dois outros locais foram fechados e realizadas as prisões dos responsáveis pelo tráfico. Gilberto de Souza foi preso e encaminhado ao Sistema Prisional onde aguardará a decisão da Justiça.



Juíza libera suspeito de ejacular em passageira de ônibus em Pernambuco

O vendedor ambulante Tiago Miguel da Silva, de 23 anos, foi preso em Pernambuco suspeito de ter ejaculado em uma passageira do ônibus que faz a linha entre Macaxeira e o Terminal Integrado de Timbi, no município de Camaragibe, região metropolitana do Recife. A mulher está grávida de quatro meses. O delegado Ricardo Cysneiros, que falou com a imprensa, afirmou que o caso configura estupro porque houve ameaça à vítima. O homem passou por audiência de custódia na manhã desta quarta-feira (06) e foi liberado para responder em liberdade.

De acordo com o delegado, que estava de plantão no horário, o abuso ocorreu às 19h40 de terça-feira (5), quando a vítima voltava do trabalho. A operadora de crédito de 27 anos relatou que foi abusada quando o ônibus já havia chegado ao terminal de Timbi. Havia pouca gente no ônibus, e o motorista e o cobrador já estavam descendo do veículo. O vendedor estava em pé ao seu lado da mulher. Ela relatou que notou um líquido em seu braço, olhou para o lado e viu o pênis do homem fora da roupa.

A vítima informou ao delegado que, ao tentar sair do ônibus, o suspeito se colocou em sua frente e tentou impedi-la de reagir. Ao gritar por socorro, uma senhora teria se aproximado para ajudá-la, e seguranças entraram no ônibus e o levaram para a delegacia.

*Fonte: Agência Brasil



Polícia encontra corpo de agricultor de Janduís com orelha decepada e tiro na cabeça

Henrique Garcia foi encontrado morto na zona rural de Janduis

Policiais militares encontraram na tarde desta quarta-feira (06), na divisa dos municípios de Janduis e Campo Grande, na zona rural, o corpo do agricultor, Henrique Garcia, de 47 anos, que estava desaparecido desde domingo (03). Ele saiu de casa ainda na noite do sábado com destino ao sítio Serra Vermelha, aonde trabalhava como gerente. Obrigatoriamente, tinha que passar pelo sítio Grossos, onde aconteceu o confronto da Polícia com a quadrilha que estourou uma agência bancária em Brejo do Cruz/PB.

O sobrinho de Henrique Garcia, que o ajudava sempre, se deslocou de Janduis para o sítio no domingo pela manhã. Ao passar pela casa do sítio Grossos, o jovem foi interceptado e levado para a casa onde estava o bando criminoso.

No depoimento que prestou a Polícia Civil, ele disse que visualizou cerca de 11 homens. Enquanto ainda estava com o grupo, um outro homem que é da cidade de Janduis e que faz parte do bando, entrou na casa e quado o viu mandou que o rapaz fosse liberado, pois, ele era um agricultor e conhecido. Logo, os assaltantes o deixaram seguir. O rapaz então foi ao encontro do tio. Na fazenda Serra Vermelha, os dois se encontram com os policiais que estão a procura do bando. Os policiais perguntaram sobre alguma movimentação estranha no setor. O Henrique Garcia disse que tinha “um movimento” na fazenda Grossos. Dito isto, os policiais seguiram para a referida localidade e o sobrinho foi mandado pra casa e desde então, Garcia não foi mais visto.

Os policiais que encontraram o corpo de Henrique Garcia, disseram que ele estava vestido com um blusão do Exército, calça jeans e botas. O relato é que ele foi atingido por um disparo de arma de fogo na cabeça e teve uma das orelhas cortadas.

O corpo estava no início de processo de decomposição.

A Polícia Civil acredita que ele estava em poder dos assaltantes.