Policiais civis do RN paralisam atividades na sexta-feira, dia 28

Os policiais civis do Rio Grande do Norte vão cruzar os braços, na próxima sexta-feira, dia 28 de abril. A categoria vai se unir a outras classes trabalhadoras na Paralisação Nacional contra a Reforma da Previdência e a Reforma Trabalhista.

De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis do Rio Grande do Norte, a paralisação dos Agentes e Escrivães no Estado será de 24 horas. Com isso, na sexta-feira, apenas as delegacias de plantão estarão funcionando em Natal e no interior.

Os policiais civis, assim como a maioria dos trabalhadores brasileiros, vão parar em protesto contra os ataques feitos pelo Governo Federal, com essa proposta de Reforma da Previdência, bem como contra a reforma trabalhista. Ambas com objetivo de tirar direitos da classe trabalhadora”, comenta Paulo César de Macedo, presidente do SINPOL-RN.

Além disso, ele lembra que os policiais civis do RN vão protestar contra o Governo do Estado que também tem atacado os servidores públicos com os atrasos de salários, que já passam de 15 meses, e com o não atendimento das pautas de reivindicações.

Os policiais civis do Rio Grande do Norte esperam, desde 2015, que o Governo do RN apresente soluções para a pauta de reivindicações que foi entregue ao governador, visando reestruturação da Polícia Civil e valorização dos Agentes e Escrivães. Mas, ao contrário disso, estamos sofrendo com meses seguidos de salários atrasados”.

Polícia efetua prisão em flagrante de jovem com drogas em Timbaúba dos Batistas/RN

Sérgio Lucas foi preso com drogas na cidade de Timbaúba dos Batistas – (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Uma equipe de policiais composta pela PM e Polícia Civil, com a presença do Delegado Regional de Caico, Ricardo Brito e com o apoio do Delegado de Jardim de Piranhas, Leonardo Germano, foi cumprido mandado de busca e apreensão na cidade de Timbaúba dos Batistas/RN, na tarde desta terça-feira (25), por volta das 16hs.

Foi preso em flagrante, Sérgio Lucas Alves de Medeiros. Com ele foi encontrada certa quantidade de maconha, além de 5 aparelhos celular e uma faca.

O delegado Ricardo Brito, disse que a PM recebeu uma denúncia anônima de que o acusado estava se dirigindo para fazer entrega de encomenda de droga momento em que foi abordado e preso. Na sua casa, localizada no lugar conhecido como Lagoa do Sapo, os policiais ainda encontraram mais maconha.

O acusado Sérgio Lucas, já possui outras passagens pela polícia. Ele está custodiado na Delegacia Regional de Caico, à disposição da justiça.

Polícias prendem homem com cocaína e arma em ponto de venda de drogas em Assú

Material apreendido em Assu pela Polícia em poder de Paulo Jefferson Lopes da Silva Trindade

Uma ação conjunta das polícias civil e militar, realizada na tarde desta quinta-feira (20) na cidade de Assú, resultou na prisão em flagrante de Paulo Jefferson Lopes da Silva Trindade, conhecido como “Legal”, 20 anos, o qual foi encontrado com drogas e uma arma em um local que servia como ponto de venda de drogas. Através de diligências, policiais civis abordaram um homem em atitude suspeita, estando ele pilotando uma motocicleta em alta velocidade nas ruas da cidade de Assú, e apreenderam com o mesmo a quantidade de quatro gramas de cocaína.

Investigações apontaram o ponto de venda da droga, a qual seria uma borracharia localizada numa movimentada avenida na cidade, e após abordagem no local, realizada com o apoio de policiais militares, Paulo Jefferson foi preso, sendo encontrado com crack, além de um revólver de calibre 38 municiado com seis cartuchos. Segundo indícios, ele estava se preparando para fugir do local em uma motocicleta, com o apoio de um adolescente, após o conhecimento da prisão do homem com cocaína. Paulo já havia sido condenado pelos crimes de homicídio e porte ilegal de arma de fogo e cumpria as penas no regime semi-aberto.

Paulo Jefferson foi autuado pelos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo com numeração raspada, receptação de arma de fogo, e corrupção de menores. Em desfavor do homem preso com cocaína em uma motocicleta, foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), sendo ele autuado por uso de drogas, e contra o adolescente foi lavrado um Boletim de Ocorrência Circunstanciado (BOC).

Polícia Civil deflagra “Operação Estufa” e prende suspeitos por tráfico de drogas na Grande Natal

Da Tribuna do Norte – Uma operação da Polícia Civil, através da Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc), deflagrada na madrugada desta quinta-feira (20), em Natal, cumpre oito mandados de prisão e outros 14 de busca e apreensão contra suspeitos que teriam envolvimento com tráfico de drogas. A ação foi denominada “Operação Estufa” e prendeu, até o momento, seis pessoas.

Dentre os detidos, está um homem de 32 anos, apontado pela Polícia como traficante de drogas. Ele foi preso em uma casa no bairro de Candelária, zona Sul de Natal. Na residência, foram apreendidas 1,5 kg de maconha e uma porção de suposta droga sintética, conhecida como cristal.

A nova secretária de segurança pública do RN, Sheila Freitas, acompanhou pessoalmente as ações desencadeadas pela operação, além do comandante-geral da Polícia Militar, coronel André Azevedo.

Delegado Correa Júnior vai assumir a Degepol

Delegado Correia Júnior vai assumir a Degepol

Tribuna do Norte – Após a saída do delegado Claiton Pinho do comando da Delegacia Geral do estado, o delegado adjunto Correa Júnior vai assumir a função. A informação foi confirmada durante coletiva de imprensa da delegada Sheila Freitas, nova secretária de Segurança Pública e Defesa Social. A nomeação deve ser publicada nos próximos dias no Diário Oficial do Estado.

Pinho deixou o governo após Caio Bezerra pedir exoneração do comando da Sesed na noite de segunda-feira (17). Em nota, ele afirmou que todo o trabalho feito durante os nove meses que passou na Degepol foi “resultado de um trabalho coletivo”.

Entre os principais desafios que Correia Júnior vai enfrentar no comando da Degepol está o déficit no efetivo da Polícia Civil, as dificuldades estruturais e o baixo repasse de recursos.

Polícia Civil com apoio da PM prende homem com drogas e celulares em Jardim de Piranhas

Droga e celulares apreendidos com Cleomar na ação em Jardim de Piranhas

Policiais civis com apoio da Polícia Militar realizaram no final da tarde desta terça-feira (18), operação na cidade de Jardim de Piranhas/RN para dar combate ao tráfico de drogas.

Na ação, os policiais conseguiram prender Cleomar Humberto dos Santos. Ele estava com uma quantidade considerável de “crack”.

Os policiais chegaram ao homem depois de receber várias denúncias dando conta de que ele passou o feriadão da Semana Santa praticando tráfico de drogas.

Vídeo: Polícia realiza Operação “Santa Semana” em Pipa e Tibau de Sul

Dinheiro e droga apreendida pela Polícia Civil

A Delegacia de Polícia Civil de Pipa em conjunto com o destacamento da Polícia Militar em Tibau do Sul deflagraram nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (12), a Operação Santa Semana na praia da Pipa e em Tibau com o intuito de prender pessoas envolvidas com a prática do crime de tráfico de drogas na região. Estiveram envolvidos na ação 80 policiais civis e militares que cumpriram 14 mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão contra um criminoso que já estava cumprindo pena em presídio. Quatro pessoas foram presas em flagrante.

Na Operação foram apreendidos R$ 1.275,00, duas armas de fogo e um tablete de maconha. A Polícia cumpriu um mandado de prisão contra Jonatan Oliveira da Conceição, que já cumpre pena por crime anterior. Foram presos em flagrante um homem conhecido por Raul Tavares Siqueira, 24 anos, com cocaína e autuado por tráfico de drogas; Jailson de Albuquerque Cavalcante, 36 anos, foi preso com uma pistola 380 com a numeração raspada e autuado pela prática do crime de posse de arma de fogo de uso restrito e uma mulher, Maria das Dores Barbosa, 39 anos, foi presa com um tablete de maconha e autuada pelo crime de tráfico de drogas. Além das prisões, a Polícia Civil autuou Herick Lucena Tinoco de Brito, 22 anos, pelo crime de posse ilegal de arma de fogo. Herick estava com um revólver calibre 38 e pequenas porções de droga (maconha e skank). Ele teve direito a pagar fiança e foi liberado.

Participaram da coordenação da Operação, o delegado de Pipa, Luciano Augusto; o comandante do Pelotão da Polícia Militar em Pipa, tenente Daniel e o comandante do destacamento da Polícia Militar em Tibau, cabo Barros. Também atuaram na Operação Santa Semana, policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), da Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc) e das delegacias de João Câmara, Touros, Patu, São Bento do Norte, Santa Cruz, Goiaininha, Pedro Velho e da 10a Delegacia Regional de Polícia Civil de João Câmara. Policiais militares de Canguaretama, Nova Cruz e do Batalhão de Choque também trabalharam na Operação.

Polícia Civil de Parnamirim prende foragida acusada de sequestrar empresário em 2012

Bruna Pinho Landim foi detida nesta segunda, posta em liberdade e recapturada nesta terça-feira

Policiais civis da 1ª Delegacia de Polícia de Parnamirim prenderam, nesta terça-feira (11) no bairro Bela Vista, a foragida da Justiça Bruna de Pinho Landim, 27 anos, acusada de sequestrar o empresário Porcino Fernandes Segundo, conhecido como Popó Porcino, no dia 16 de junho de 2012 em Ceará-Mirim. Bruna estava foragida do sistema penitenciário desde o dia 03 de julho de 2016, quando fugiu do Instituto Penal Feminino Desembargadora Auri Moura Costa, localizado na cidade de Aquiraz, Estado do Ceará, local onde ela e outras detentas escalaram as paredes do presídio utilizando cordas de lençóis para empreender fuga.

Sequestro do empresário – Porcino Fernandes Segundo foi sequestrado no dia 16 de junho de 2012, quando estava em uma vaquejada no município de Ceará-Mirim. O sequestro, que durou 37 dias, chegou ao fim após uma equipe da Divisão de Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) estourar o cativeiro localizado na Praia de Pitangui, município de Extremoz, no dia 24 de julho de 2012. A vítima foi libertada ilesa e Bruna de Pinho Landim presa com outras três pessoas. O sequestro de Popó Porcino foi o mais longo da história do Rio Grande do Norte.

Deprov prende trio com mercadoria desviada em galpão no município de São José de Mipibu

Material foi apreendido em galpão pela Polícia

Uma ação realizada por policiais civis da Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov) prendeu, nesta sexta-feira (07) em São José de Mipibu, três homens que estavam utilizando um galpão para depositar e revender mercadorias adquiridas de forma fraudulenta. Foram presos: Carlos Rafael Santos Gomes de Souza, 27 anos, Igor de Morais Silva, 30 anos, e Walter Plácido Dantas, 28 anos.

Através de denúncias acerca de movimentações suspeitas de cargas e descarregadas, realizadas por carretas e caminhões em um matagal no período noturno, os policiais realizaram diligências no local e prenderam o trio em um galpão que continha grandes quantidades de cargas de arroz e de sandálias as quais foram obtidas por meio ilegal, tais como furtos, roubos e desvios. Segundo investigações comandadas pelo delegado titular da Deprov, Licurgo Nunes, Walter comprava as mercadorias e as estocava no galpão. Por sua, vez, Igor adquiria a mercadoria e redistribuía em comércios da região. “Esses produtos provavelmente eram comprados por um valor abaixo do mercado, sendo guardados e estocados nesse galpão, onde também eram realizadas as distribuições”, detalha o delegado da Deprov, Licurgo Nunes.

No imóvel, que foi alugado exclusivamente para o fim ilícito, também havia potentes bloqueadores de sinal, utilizados para evitar rastreamento da carga por sinais eletrônicos.

Investigações apontam que Igor também revendia as mercadorias, sendo várias dessas encontradas em seu veículo, e que Carlos Rafael era contratado por Walter para realizar a carga e descarga do material no local. No momento da prisão, Walter e Igor ofereceram R$ 5.000,00 reais a cada um dos policiais para que não fossem presos, sendo autuados, por esse motivo, pelo crime de corrupção ativa. A dupla também foi autuada por receptação qualificada e associação criminosa, crime pelo qual também responderá Carlos Rafael.

Polícia Civil relatou dois dos três inquéritos que investigam mortes dos irmãos Maia em Caicó

Polícia Civil relatou dois dos três inquéritos que investigam mortes dos irmãos Maia em Caicó

Sidney Silva – As investigações da Polícia Civil em torno da morte de três irmãos ocorridas em Caicó no espaço de 1 ano, entre 2015 e 2016, pelo menos um dos casos está inconcluso. O assassinato de Valdenar Maia, ocorrido em julho de 2016, está inconcluso. Os outros dois crimes, já foram relatados para a Justiça.

Para que o leitor entenda:

Creozivaldo Maia, “Pirráia”, de 21 anos, foi assassinado no dia 2 de julho de 2015, na Rua Manoel Avelino, Bairro Walfredo Gurgel. Ele estava em uma moto e foi perseguido. A Polícia indiciou dois adolescentes pelo crime. O inquérito está relatado.

Creozinalda Maia, de 37 anos, foi assassinada na porta de casa no Bairro Walfredo Gurgel, no dia 24 de julho de 2015. Nesse caso, uma adolescente foi apreendida e confessou que atirou. Naquele dia, a menor, na companhia de outro adolescente, e mais dois, chamou pela irmã da vítima, que não estava em casa. Quando Creozinalda passou pela porta, foi alvejada com um tiro. Nesse caso, a menor foi identificada e internada por 45 dias. O outro menor envolvido foi assassinado algum tempo depois. O inquérito também já foi relatado para a Justiça.

Sobre o caso da morte de Valdenar Maia, este, nós não tivemos acesso ao inquérito, mas, sabe-se que a Polícia Civil pediu à Justiça, dilação de tempo, ou seja, mais tempo para investigar o caso, por causa da falta de provas suficientes. Ele foi assassinado em julho de 2016, em frente a Central do Cidadão.

STF diz que greve de servidores da segurança é inconstitucional

Plenário reafirma inconstitucionalidade de greve de policiais civis – (Foto: Nelson Jr/STF)

Por maioria de votos, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) reafirmou entendimento no sentido de que é inconstitucional o exercício do direito de greve por parte de policiais civis e demais servidores públicos que atuem diretamente na área de segurança pública. A decisão foi tomada na manhã desta quarta-feira (5), no julgamento do Recurso Extraordinário com Agravo (ARE) 654432, com repercussão geral reconhecida.

A tese aprovada pelo STF para fins de repercussão geral aponta que “(1) o exercício do direito de greve, sob qualquer forma ou modalidade, é vedado aos policiais civis e a todos os servidores públicos que atuem diretamente na área de segurança pública. (2) É obrigatória a participação do Poder Público em mediação instaurada pelos órgãos classistas das carreiras de segurança pública, nos termos do artigo 165 do Código de Processo Civil, para vocalização dos interesses da categoria”.

O recurso foi interposto pelo Estado de Goiás contra decisão do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) que, na análise de ação apresentada naquela instância pelo Estado contra o Sindicato dos Policiais Civis de Goiás (Sinpol/GO), garantiu o direito de greve à categoria por entender que a vedação por completo da greve aos policiais civis não foi feita porque esta não foi a escolha do legislador, e que não compete ao Judiciário, agindo como legislador originário, restringir tal direito.

Continue Lendo “STF diz que greve de servidores da segurança é inconstitucional”

Polícia Civil de Macaíba apreende grande quantidade de objetos suspeitos de furtos

Materialo apreendido em Macaíba
Material apreendido em Macaíba

Uma ação realizada pela Polícia Civil de Macaíba apreendeu, na tarde desta terça-feira (04) na cidade, uma quantidade vultuosa de objetos suspeitos de furtos em uma residência localizada no bairro Mangabeira. Através de denúncias anônimas (181), os policiais civis realizaram diligências e encontraram vários utensílios domésticos, aparelhos eletrônicos, dentre outros objetos, os quais estavam espalhados por todos os cômodos da casa.

A Polícia Civil prosseguirá nas investigações para identificar as pessoas que estavam em posse dos objetos suspeitos de furtos.

Polícia Civil conclui inquérito do caso do “Atirador do Ministério Público”

Polícia Civil conclui inquérito do caso do “Atirador do Ministério Público”

No final da manhã desta terça-feira (04), em coletiva de imprensa realizada na 5° Delegacia de Polícia, os membros da comissão que investigaram o caso do atirador Guilherme Wanderley Lopes Da Silva, 44 anos, detalharam o resultado das investigações e o indiciamento do mesmo. Os membros da comissão de investigação tiveram como integrantes: o delegado do 5º Distrito Policial, Renê Lopes, o delegado do 4° Distrito Policial, Júlio Lima, e o delegado de Extremoz, Alyson Barbosa. Guilherme é a pessoa responsável pelos disparos contra o procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis, o procurador-geral de Justiça adjunto, Jovino Pereira Sobrinho, e o coordenador jurídico promotor,Wendell Beetoven, no dia 24 de março na sede do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte.

A Polícia Civil encerrou as investigações do caso e entregou à Justiça, nesta segunda-feira (03), o relatório do inquérito policial. Durante oprazo de dez dias, a comissão ouviu 23 pessoas, dentre elas vítimas, testemunhas presenciais do atentado, e pessoas que trabalharam com Guilherme. O documento entregue por ele no dia do atentado também serviu de prova. Segundo investigações, Guilherme não apresentou indícios de problemas mentais, e por este motivo não foi solicitado o exame psicológico. Além disso, foram analisadas imagens do circuito interno de segurança do Ministério Público, e realizadas todas as perícias possíveis.

Através da conclusão do inquérito, constatou-se que o crime foi premeditado, não passível de um momento de desequilíbrio, uma vez que testemunhas relataram que desde 2013, ele externava publicamente a insatisfação em relação às vítimas. A motivação do crime foi tida como banal e praticada mediante traição, pois um dos alvos foi atingido pelas costas.

A comissão deu entrada no inquérito à Justiça dentro do prazo legal disponível. Guilherme Wanderley foi indiciado por três homicídios tentados.

Novas instalações da Deicor são apresentadas em reunião

Cúpula da Polícia Civil mostra novas instalações da Deicor

Na manhã desta quarta-feira (29), foi realizada uma reunião entre o delegado geral de Polícia Civil, Claiton Pinho, a diretora da Diretoria de Polícia Civil da Grande Natal (DPGRAN), Sheila Freitas, o delegado do 15º Distrito Policial, Carlos Brandão, e o diretor administrativo da instituição, Herlânio Cruz, que apresentou cronogramas de obras das novas instalações da Divisão Especial de Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR).

O novo local funcionará no final da Avenida Mor Gouveia, localizada no bairro Bom Pastor. Na oportunidade, o delegado da 15ª DP tratou de assuntos relativos à delegacia a qual é titular.