Em transcrição de áudio da PF, Aécio pede ajuda a Gilmar Mendes sobre lei de abuso de autoridade

A Polícia Federal apresentou registros de uma conversa telefônica entre o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) e o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF) combinando supostas articulações para a tramitação do projeto de lei que endurece as punições para autoridades que cometem abuso. A gravação foram feitas, segundo a PF, dentro das investigações da Operação Patmos, que tem como foco endereços e pessoas ligadas a Aécio no Rio, em Brasília e em Belo Horizonte.

O projeto foi aprovado pelo Senado Federal no fim da tarde do dia 26 de abril. Na manhã do mesmo dia, a Polícia Federal gravou uma chamada telefônica feita por Aécio Neves para Gilmar Mendes, na qual Aécio pede a ajuda do ministro do STF para convencer o senador Flexa Ribeiro (PSDB/PA) a acompanhar o voto de Aécio. O objetivo, segundo afirmou Aécio na conversa, é “dar uma satisfação para a bancada”.

Leia a nota divulgada na tarde desta sexta-feira (19) pelo ministro Gilmar Mendes: “Desde 2009 o ministro Gilmar Mendes sempre defendeu publicamente o projeto de lei de abuso de autoridade, em palestras, seminários, artigos e entrevistas, não havendo, no áudio revelado, nada de diferente de sua atuação pública. Os encontros e conversas mantidas pelo ministro Gilmar Mendes são públicos e institucionais.

Leia a notícia completa aqui



Polícia Federal investiga fraudes em empréstimos do BNDES

Polícia Federal investiga fraudes em empréstimos do BNDES – (FOTO: Agência Brasil)

A Polícia Federal (PF)  faz hoje (12) uma operação para investigar fraudes e irregularidades em aportes concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A Operação Bullish busca cumprir 37 mandados de condução coercitiva, sendo 30 no Rio e sete em São Paulo, e 20 mandados de busca e apreensão, sendo 14 no Rio e seis em São Paulo.

De acordo com investigações da PF em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF) do Distrito Federal,  o suposto favorecimento indevido a um grupo econômico que atua no ramo de frigoríficos ocorreu entre 2007 e 2011 e envolveu – considerando todas as operações realizadas – cerca de R$ 8,1 bilhões.

Continue lendo



PF combate desvio de recursos para entidade esportiva

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (6), a operação Águas Claras, para apurar um esquema de desvio de recursos públicos repassados à Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos – CBDA, envolvendo dirigentes do órgão e empresários. Foram quatro mandados de prisões preventivas, dois mandados de condução coercitiva e 16 mandados de busca e apreensão, nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo. Todas as medidas foram expedidas pela 3ª Vara Criminal Federal de São Paulo.

O trabalho é fruto da parceria entre a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, com a participação da Controladoria-geral da União, e iniciou-se após denúncias de atletas, ex-atletas e empresários do ramo esportivo brasileiro.

As investigações apuram o destino de cerca de R$ 40 milhões repassados à CBDA. Há indícios de um esquema de desvios de recursos públicos captados por meio de convênios e leis de fomento ao esporte sem a devida aplicação – conforme previsto em lei e nos contratos assinados. Segundo o inquérito policial, em vez dos valores recebidos serem aplicados corretamente (em incentivos aos esportes aquáticos e na viabilização de práticas esportivas aquáticas), os recursos eram mal geridos ou desviados para proveito pessoal dos investigados.

Continue lendo



Polícia Federal prende ex-gerente da Petrobras na 39ª fase da Lava Jato

Ex-gerente da Petrobras é preso em mais uma fase da Operação Lava Jato – (Foto: Alana Fonseca/G1)

Do G1 – Um ex-gerente da Petrobras foi preso na 39ª fase da Lava Jato, que nesta terça-feira (28) cumpre seis mandados no Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Federal, o mandado de prisão preventiva de Roberto Gonçalves era para o Rio, mas ele foi preso em Boa Vista, Roraima.

Roberto Gonçalves sucedeu Pedro Barusco como gerente-executivo da área de Engenharia e Serviços da Petrobras, onde atuou no período de março de 2011 a maio de 2012. “Na sucessão do cargo também se passou o bastão da propina”, afirmou o procurador Roberson Pozzobon. Segundo a investigação, Gonçalves usava offshores na China e nas Bahamas para dissipar valores de propina recebidas.

Gonçalves já vinha sendo investigado pela força-tarefa da Lava Jato a partir de apurações internas na Petrobras e também por depoimentos prestador por delatores. Em novembro de 2015, ele havia sido preso temporariamente na Lava Jato. Na época, segundo Pozzobon, Gonçalves negou ter contas no exterior.

Continue lendo



PF prende no RN português procurado pela Interpol

PF prende no RN português procurado pela Interpol

A Polícia Federal prendeu na tarde desta segunda-feira, 6/3, em Parnamirim, Região Metropolitana de Natal, um português, 44 anos, procurado pela Interpol e condenado no seu país por tráfico de drogas e porte ilegal de arma.

A detenção se deu em cumprimento a um mandado de prisão para fins de extradição expedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O homem foi preso quando dirigia um automóvel na saída de um condomínio na Av. das Américas, Parque das Nações.

Após ser submetido a exame de corpo de delito no ITEP, o estrangeiro foi levado para a Superintendência da Polícia Federal onde aguardará custodiado, à disposição do Supremo Tribunal Federal, o trâmite legal do processo de extradição.



38ª fase da Lava Jato prende dois operadores financeiros nesta manhã

Do G1 – Segundo o Bom Dia RJ, os dois operadores financeiros são Jorge Luz e Bruno Luz. Os dois já foram presos. Eles são investigados pelos crimes de corrupção, fraude em licitações, evasão de divisas, lavagem de dinheiro dentre outros.

O delator Nestor Cerveró afirmou que o presidente do Senado, Renan Calheiros, do PMDB, recebeu propina de dinheiro desviado da Petrobras através de um operador.

O Jorge Luz era um operador dos muitos que atuam na Petrobras. Eu conheci o Jorge Luz, inclusive nós trabalhamos, também faz parte de uma propina que eu recebi, que faz parte da minha colaboração na Argentina. E foi o operador que pagou os US$ 6 milhões, da comissão. Da propina da sonda Petrobras 10.000, foi o Jorge Luz encarregado de pagar ao senador Renan Calheiros…”, disse Cerveró.

A assessoria de Renan Calheiros disse que ele nega as afirmações, que já prestou as declarações necessárias e está à disposição para novos esclarecimentos.



Delegacia da PF faz incineração de drogas em Mossoró

Delegacia da PF faz incineração de drogas em Mossoró

A Delegacia da Polícia Federal em Mossoró, Região Oeste Potiguar, realizou às 10h desta quinta-feira, 16/02, no alto-forno da empresa Usibras, situada na Av. do Contorno, naquela cidade, a incineração de 61 quilos de drogas (cocaína) que haviam sido apreendidos e até então eram mantidos em depósito a espera de autorização da Justiça para que fossem destruídos.

O montante incinerado hoje foi resultado de uma operação realizada em julho de 2016, às margens da BR 304, ocasião em que um caminhoneiro, preso em flagrante, trazia a droga do Mato Grosso do Sul.

Além dos policiais federais, estiveram presentes ao evento, fiscais da Vigilância Sanitária Municipal.



PF prende homem com 57 mil comprimidos de ecstasy no aeroporto de Natal

Polícia Federal apreende compridos de Ecstasy no Aeroporto em São Gonçalo do Amarante (FOTOS: Comunicação Social/PFRN)

A Polícia Federal prendeu na noite desta quinta-feira, 9/2, no Aeroporto Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, um funcionário público aposentado, catarinense, 62 anos, acusado de tráfico internacional de drogas. O homem desembarcou em um voo vindo da Europa e trazia na bagagem 57 mil comprimidos de ecstasy (13,51 quilos).

A prisão aconteceu quando os policiais federais realizavam fiscalização de rotina junto aos passageiros de um voo internacional e receberam a informação da Receita Federal dando conta de que na inspeção de raios X haviam sido detectadas duas malas de conteúdo suspeito. De imediato, as bagagens foram separadas das demais e o dono convocado para presenciar uma vistoria, oportunidade em que foram achados escondidos em fundos falsos, seis tabletes envoltos em fitas plásticas, os quais, submetidos ao exame de narcoteste deram resultado positivo para droga sintética.

De imediato, o acusado recebeu voz de prisão e foi conduzido para os devidos procedimentos de autuação na sede da Polícia Federal em Lagoa Nova, onde a droga foi periciada e apresentou resultado preliminar positivo para a família das anfetaminas e/ou derivados (ecstasy).

Polícia Federal do Rio Grande do Norte apreende Ecstasy no Aeroporto em São Gonçalo

Durante o seu interrogatório, o acusado disse que foi contratado por um desconhecido na cidade onde mora, Florianópolis/SC e, de lá, viajou até Amsterdã, Holanda, onde recebeu as duas malas, porém, afirmou não saber o que elas continham, embora acreditasse ser “dinheiro”. Declarou ainda que pegou um voo em Lisboa, Portugal, com destino a Natal e aqui, pretendia viajar de ônibus até Santa Catarina, onde a bagagem deveria ser entregue, embora não soubesse exatamente quem seria o destinatário.

Indiciado por tráfico internacional de drogas, o acusado permanece custodiado na Superintendência da PF, à disposição da Justiça.

Esta foi a segunda maior apreensão de droga sintética já realizada pela PF em solo potiguar em toda a sua história. Somente no ano de 2016, 51.306 comprimidos de ecstasy foram apreendidos no aeroporto Aluízio Alves, com cinco suspeitos presos em flagran