Please enter banners and links.


Polícia prende três suspeitos envolvidos na morte de policial militar que estava em bar

Uma investigação da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) resultou na prisão de três suspeitos que teriam participado da morte do cabo da Polícia Militar Edmilson do Nascimento Oliveira Júnior, morto dia 24 de fevereiro deste ano,quando ele estava no bar do Xexéu, localizado à Avenida Alagoas, no bairro de Neópolis, no Conjunto Pirangi, Natal.

As prisões começaram a acontecer no último domingo (19), quando policiais militares prenderam Welton John Santiago de Lima, 28 anos, vulgo “Gaspar”, em cumprimento a um mandado de prisão temporária. Nesta quinta-feira (23), os policiais civis da DHPP prenderam em cumprimento a mandados de prisão temporária, Lucas Costa de Oliveira, conhecido como “Prego”, 20 anos e Jackson Ventura Felix, 18 anos. Lucas já respondeu criminalmente pelo crime de tráfico de drogas e estava solto há cinco meses. Jackson foi apreendido quando tinha 17 anos, praticando ato infracional análogo ao crime de roubo.

Na noite do crime, suspeitos invadiram o Bar do Xexéu e realizaram um arrastão. De acordo com a investigação, um grupo com mais de quatro homens armados entrou no bar e rendeu os clientes. Eles conseguiram levar no dia do roubo, celulares, dinheiro, bolsas e joias. O policial militar estava dentro do bar e foi atingido com um disparo de arma de fogo.

Continue lendo



DHPP pede apoio da população para elucidar homicídio de policial militar

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o homicídio do policial militar, Edmilson Nascimento de Oliveira Júnior, ocorrido no dia 24 de fevereiro em um bar localizado no bairro de Pirangi, Zona Sul de Natal.

No crime, um grupo de seis pessoas chegou ao estabelecimento, por volta das 20h, e anunciou o assalto. Edmilson estava no local e tentou avisar sobre o crime a outro policial, que estava próximo à ele, quando foi baleado nas costas. Além do homicídio, os suspeitos roubaram os pertences dos demais clientes do bar. Até o momento, quatro pessoas fizeram Boletim de Ocorrência sobre o crime, mas acredita-se que mais pessoas foram vítimas da ação.

A Polícia Civil solicita as vítimas ou as pessoas que presenciaram o roubo no bar, que compareçam à DHPP, localizada na Avenida Capitão Mor Gouveia, 1564.