Polícia Civil de Apodi prende mandante do assassinato de vigilante do IFRN

Polícia Civil de Apodi prende mandante do assassinato de vigilante do IFRN

Uma equipe de policiais civis da Delegacia de Apodi com apoio da Polícia Militar prendeu, nesta quinta-feira (21), José Edilson Pereira da Silva, 32 anos, em cumprimento a um mandado de prisão. Ele é suspeito de ser o mandante do assassinato de Francisco Cabral Neto, 52 anos, vigilante do IFRN da cidade de Apodi. O crime aconteceu no dia 11 de abril deste ano.

O executor do crime foi um adolescente de 17 anos, que confessou o crime e foi apreendido no dia seguinte ao assassinato. O adolescente teria recebido a quantia de R$ 300,00 (trezentos reais) para atirar com uma arma de fogo contra o vigilante, e deveria receber mais R$ 1.200,00 (mil e duzentos reais) após a morte da vítima.

Também teve participação no crime a pessoa de Igor Vinícius, mais conhecido como “Bigulao”, 19 anos, preso na semana passada. Ele teria indicado à José Edilson, pela quantia de R$ 300,00 (trezentos reais), o adolescente para praticar o crime. José Edison confessou ter encomendado o crime e ter levado o adolescente de carona até o vigilante e oferecido a fuga após o assassinato. Ele alegou que a motivação do crime teria sido vingança após uma humilhação sofrida em uma briga com a vítima.

Os dois homens envolvidos no crime foram presos e encaminhados ao Sistema Prisional, o adolescente foi apreendido e todos aguardarão a decisão da Justiça.



Mais um suspeito de participar de quadrilha de explosão a bancos no RN e PB é preso

Polícia prende mais um suspeito de participar de quadrilha de explosão a bancos no RN e PB

Do G1/RN – A polícia prendeu nesta segunda-feira (18) mais um homem suspeito de integrar a quadrilha suspeita de explodir uma agência bancária na cidade de Brejo do Cruz, na Paraíba, no dia 3 de setembro. Petronilo Costa Neto foi detido sob força de mandado de prisão na cidade de Campo Grande, no Oeste potiguar, e é suspeito dar apoio logístico aos criminosos.

De acordo com o delegado Sandro Régis, delegado regional de Patu, sete pessoas apontadas como integrantes da quadrilha foram presas desde o assalto em Brejo do Cruz.

Com Petronilo, a polícia encontrou um rifle calibre 38; um fuzil calibre 7,62; uma espingarda calibre 32; uma espingarda artesanal; um revólver calibre 38, além de 135 munições Calibre 7,62; duas munições Calibre 12; 81 munições calibre 22; 85 munições calibre 36; duas munições calibre 45; e três munições calibre 44.

Ele era responsável por acobertar os assaltantes, esconder armas”, afirma o delegado Sandro Régis. Ainda segundo ele, o grupo criminoso é apontado como responsável por “boa parte” dos assaltos e explosões a unidades bancárias do interior da Paraíba e do Rio Grande do Norte.

Petronilo Costa Neto foi conduzido à cidade de Brejo do Cruz, onde foi autuado em flagrante.



Foragido da Justiça é preso em João Pessoa/PB

Material apreendido em poder de Cabeça na capital paraibana

Uma equipe de policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) em parceria com o Departamento de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Polícia Civil da Paraíba prendeu em flagrante, nesta terça-feira (12), Fábio Pessoa de Medeiros, vulgo “Cabeça”, 35 anos, na cidade de João Pessoa, capital da Paraíba. Ele estava foragido da Justiça e possuía dois mandados de prisão em aberto. A prisão ocorreu após o trabalho de investigação realizado pela Delegacia de Polícia da cidade de Macaíba.

No momento da prisão, Fábio Pessoa apresentou à equipe policial um documento de identificação falso em nome de “Cláudio Silva de Lima”. Os policiais apreenderam em sua residência 06 celulares, 01 televisão da marca LG de 50 polegadas, 02 mouses, dois tablets e 04 pen drives. Todo o material apreendido havia sido tomado de roubo em uma loja na cidade de Macaíba. Também foram apreendidos uma quantia de R$ 3.648,00 (três mil seiscentos e quarenta e oito reais) em dinheiro e aproximadamente 50 gramas de maconha.

Fábio Pessoa foi autuado em flagrante por receptação de mercadoria roubada, uso de documento de identificação falso e posse de entorpecente. Ele foi preso e encaminhado ao Sistema Prisional onde ficará à disposição da Justiça.



PM acusado de matar advogada parelhense deixou a prisão pelo menos 7 vezes em 46 dias

Gleyson deixou a prisão várias vezes; Caso está sendo apurado
Gleyson deixou a prisão várias vezes; Caso está sendo apurado

Do G1/RN – Em um mês e meio, mais precisamente entre os dias 15 de julho e 30 de agosto deste ano, o soldado da Polícia Militar Gleyson Alex de Araújo Galvão – que cumpre prisão preventiva em um quartel na Zona Norte de Natal pela morte da ex-namorada, a advogada Vanessa Ricarda de Medeiros – esteve 7 vezes em um condomínio de apartamentos que fica na Zona Oeste da cidade. É o que mostra o controle da portaria do residencial. Lá, em uma dessas visitas, o policial acabou sendo fotografado e filmado tomando banho de piscina (veja o vídeo acima).

Foi por causa dessas imagens, publicadas na semana passada pelo G1, que o comando da PM mandou abrir uma sindicância para apurar se o soldado saiu ilegalmente do quartel. Agora, ao tomar conhecimento dos dias e horários nos quais a presença do soldado foi registrada pela portaria do residencial, o coronel Zacarias Mendonça, comandante do policiamento metropolitano, disse que vai solicitar os registros ao síndico do condomínio e anexá-los ao processo.
O G1 tentou falar com os advogados do soldado, mas não conseguiu contato.

De acordo com a lista, Gleyson esteve no condomínio duas vezes em um único dia. Isso aconteceu em 16 de julho, quando ele entrou à tarde e à noite. Já no dia 30 de agosto, a entrada aconteceu na madrugada.

Veja os dias e horários:

15 de julho (13h39)
16 de julho (14h50
16 de julho (19h20)
4 de agosto (15h15)
20 de agosto (13h45)
21 de agosto (20h36)
30 de agosto (01h25)



Brasileiro é detido na Tailândia com 1,3 kg de cocaína no estômago

Exame de Raio-X mostrou droga no estômago do brasileiro

Do G1 – As autoridades da Tailândia detiveram um cidadão brasileiro no principal aeroporto de Bangcoc enquanto tentava entrar no país com 1,3 kg de cocaína no estômago, informou nesta segunda-feira (11) a polícia.

A detenção aconteceu na quarta-feira (6) passada, quando os oficiais identificaram o traficante graças a uma delação, enquanto ele pegava sua bagagem e após chegar em um voo que saiu de São Paulo e fez escala na Etiópia, disse o oficial Utit Chantasri, do escritório antidrogas.

A polícia submeteu o suspeito, Paulo Henrique Pires do Nascimento, de 27 anos, a um teste de raios X, no qual identificou dentro do corpo do brasileiro uma centena de pequenos pacotes.

Após a análise, as autoridades confirmaram que a carga era cocaína, avaliada em cerca de 6,5 milhões de bats (R$ 605,5 mil).

Durante o interrogatório, o rapaz admitiu a acusação e confessou que devia entregar a droga no dia seguinte a um contato em um hotel da capital.

No estabelecimento, a brigada antinarcóticos prendeu outro brasileiro, Elsonias Coleta da Silva, de 35 anos, acusado de ser cúmplice. A polícia informou que o homem nega as acusações e não colabora com a investigação.

Brasileiros foram presos na Taulância acusados de tráfico de drogas – (Fotos: Reprodução/Narcotics Suppression Bureau)


Polícia prende em Janduís, dupla suspeita de participar de explosão de agência bancária

Eugênio Gurgel e Francisco Viera de Melo foram presos em Janduís – (Foto: Divulgação/PM)

Policiais civis da Delegacia de Patu, com apoio do Grupo Tático Operacional (GTO) de Alexandria e Patu, prenderam, nesta sexta-feira (08), Francisco Vieira de Melo, conhecido como “Macarrão”, de 54 anos, e Eugênio Gurgel Neto Filho, mais conhecido como “Neto Filho”, de 47 anos, suspeitos de integrarem um grupo criminoso que explodia agências bancárias.

Segundo investigações, os dois homens participaram, com apoio logístico, da explosão da agência do banco Bradesco, localizada no município de Brejo da Cruz, na Paraíba.

A polícia apreendeu quatro munições calibre 9mm, uma munição calibre 7.62, e dinheiro fracionado, com Francisco e Eugênio. Eles foram presos e autuados pelos crimes de associação criminosa e posse ilegal de arma de fogo, sendo encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.



Ex-ministro Geddel Vieira Lima é preso após apreensão de R$ 51 milhões

Polícia Federal conduz ex-ministro Geddel Vieira Lima preso na manhã de hoje – (Foto: TV Globo)

G1 – O ex-ministro Geddel Vieira Lima, do PMDB, foi preso preventivamente (sem prazo) na manhã desta sexta-feira (8) em Salvador, dias após R$ 51 milhões serem apreendidos em um imóvel atribuído a ele.

A prisão foi determinada pelo juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara, em Brasília, em uma nova fase da Operação Cui Bono, que investiga fraudes na Caixa Econômica Federal. Além de Geddel, a PF cumpre mandado de prisão preventiva contra Gustavo Ferraz, ligado ao ex-ministro, e três mandados de busca e apreensão.

Geddel deixou o prédio pouco depois das 7h, no banco de trás de uma viatura da PF, e chegou ao aeroporto Luiz Eduardo Magalhães cerca de meia hora depois. Ele será levado para Brasília (veja no vídeo acima o momento em que Geddel deixa o prédio).

O ex-ministro já tinha sido preso preventivamente na operação, em julho, mas recebeu autorização do desembargador Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, para cumprir prisão domiciliar. Embora a decisão judicial determine que ele seja monitorado por tornozeleira eletrônica, isso não vinha acontecendo pois o governo da Bahia não tem o equipamento.

Sete agentes e dois carros da PF entraram no condomínio de Geddel às 6h. Segundo a TV Bahia (afiliada da Rede Globo), um vendedor ambulante, que estava na região, foi levado para dentro do condomínio, possivelmente para servir de testemunha.

Segundo o MPF, a nova fase da operação busca apreender provas de crimes como corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa, e que as medidas são necessárias para evitar a destruição de provas.

G1 tentou contato com a defesa de Geddel, mas não obteve resposta até a última atualização desta reportagem.



Prefeita é presa por envolvimento em morte de jornalista

Agência Brasil – A prefeita de Santa Luzia (Região Metropolitana de Belo Horizonte), Roseli Ferreira Pimentel (PSB), foi presa nesta quinta-feira (7) por suspeita de envolvimento na morte de um jornalista em agosto do ano passado. O mandado de prisão foi assinado pelo juiz Alexandre Victor de Carvalho, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

De acordo com a decisão, ela teria participado do homicídio de Maurício Campos Rosa, que era dono do jornal local O Grito. Também foram presos três homens suspeitos do crime.

Roseli foi encontrada pela Polícia Civil em sua própria casa e foi levada a uma delegacia em Belo Horizonte. Antes de ser encaminhada para uma unidade prisional, ela deverá ser submetida a exames no Instituto Médico Legal (IML).

Reeleita em 2016 para um segundo mandato, Roseli teve seu mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) por irregularidades na sua campanha. Ela foi afastada em 7 de junho. No entanto, recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e conseguiu uma liminar, retornando ao cargo 15 dias depois.



Delegado diz que Nego de Laura era quem detonava os explosivos nas agências atacadas

Nego de Laura era o explosivista da quadrilha, ou seja, preparava e detonava as dinamites nas agências atacadas

O delegado da Polícia Civil da Regional de Patu/RN, está dando andamento ao inquérito que apura as ações de uma quadrilha especializada em roubo de bancos que atua nos estados do RN e Paraíba. Depois da investida a uma agência bancária em Brejo do Cruz/PB, o bando fugiu em direção a região Oeste do Rio Grande do Norte. No domingo, no início da tarde, eles se confrontaram com policiais militares e 4 deles morreram enquanto os demais fugiram. Na segunda, um novo confronto deixou mais membro do grupo morto. Pelo menos 3 foram presos. Um deles, é, Francisco Jales da Silva, o “Nego de Laura”, que estava escondido em uma casa em Janduís.

O delegado Sandro Regis, disse ao Blog Sidney Silva, que ele (Nego de Laura) tinha uma função muito específica na quadrilha. “O seu trabalho era o de explosivista, ou seja, a pessoa que preparava e detonava os explosivos, as dinamites. O Nego de Laura, faz o trabalho e sai do local, da agência. No domingo, quando a quadrilha estava em fuga, ele não os acompanhou até a fazenda Grossos aonde houve o confronto. De acordo com informações que a Polícia obteve, ele seguiu para Janduis e lá tentou se homiziar na casa de conhecidos, mas, estes lhe negaram o pedido“, disse.

Também foram detidos, o taxista mossoroense, Diego Edicleilton Marcelino de Castro e e Kleilton Alves da Silva, que estava foragido do Presidio Mario Negócio, em Mossoró, onde cumpria pena por Latrocínio.

O taxista foi preso durante na BR 226, próximo ao Sítio Boa Vista, no município de Campo Grande. Ele estava dando fuga a Kleiton Alves.

Diego Diego Edicleilton Marcelino (de camisa azul) e Kleilton Alves (de camisa amarela) foram presos


Denarc de Natal em apoio à Polícia Civil do Rio de Janeiro prendem “matador de policial” na Serra de São Bento

Carlos André da Conceição, também conhecido por Mãozinha, 35 anos

Policiais civis da Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc) em apoio a 41ª Delegacia de Polícia do estado do Rio de Janeiro juntamente a Polícia Militar da cidade de Serra de São Bento prenderam, nesta terça-feira (05), Carlos André da Conceição, vulgo “mãozinha”, 35 anos. Ele foi preso, na cidade de Serra de São Bento, em cumprimento a dois mandados de prisão.

Mãozinha é suspeito de ter participação direta da morte de dois policiais, um policial civil e um policial militar, e é investigado pelo homicídio de outros 05 policiais. O crime mais recente ocorreu no dia 11 de agosto deste ano, após a data mãozinha empreendeu fuga do estado do Rio de Janeiro para o estado do Rio Grande do Norte, mais precisamente para a cidade de Serra de São Bento onde a sua esposa possui familiares. Ele estava sendo procurado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro e tinha uma recompensa de R$ 50.000 reais.

O policial civil Bruno Guimarães Buhler, conhecido como Bruno Xingu, foi a vítima de mãozinha no crime ocorrido no dia 11 de agosto, véspera do dia dos pais. Ele foi atingido durante um confronto em uma operação da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) na comunidade do Jacarezinho do estado do Rio de Janeiro. As investigações apontam que Mãozinha era um dos líderes do tráfico de drogas na região, ele atuava embalando drogas para a venda.

Desde a última quinta-feira as equipes policiais estavam em diligências procurando Mãozinha, culminando em sua prisão nesta terça-feira sendo dado o cumprimento dos dois mandados de prisão em aberto contra o seu nome. Ele foi conduzido ao estado do Rio Janeiro onde será encaminhado ao Sistema Prisional para ficar à disposição da Justiça.

Confira entrevista com “Mãozinha” e saiba mais sobre a prisão:



Tráfico de Drogas: Polícia prende principal investigado na Operação Pano de Prato

Joanes foi preso em Brasília

Na tarde desta sexta-feira (25), policiais civis do Distrito Federal detiveram, Joenes Araújo de Medeiros, por força de mandado de prisão preventiva expedido pela comarca de Jardim de Piranhas/RN.

De acordo com a Polícia, Joenes é investigado na operação Pano de Prato, sendo um dos principais fornecedores de drogas identificados nas investigações.

A prisão ocorreu após trabalho investigativo integrado entre as Policias Civis do Distrito Federal e do Rio Grande do Norte.

Com esta prisão, a operação Pano Prato culminou em diligências que já atingem três estados da federação, sendo a Paraíba, o Rio Grande do Norte e o Distrito Federal, demonstrando o viés interestadual do tráfico de drogas.



Polícia Civil de Santana dos Matos prende homem por tentar matar cunhado

Policiais civis de Santana do Matos, com o apoio da Polícia Militar, prenderam, nesta quinta-feira (24), Antônio Batista da Silva, 50 anos, condenado por tentativa de homicídio em desfavor de seu cunhado, ocorrido no ano de 2006.

No crime, a vítima estava deitada em uma rede, quando foi agredida à marretadas em sua cabeça por Antônio. Ele foi preso e encaminhado ao sistema prisional.



DHPP prende suspeito de assassinar homem no bairro Nova Descoberta

Thiago Rodrigues Silva foi preso acusado de homicídio

Uma equipe de polícia civil da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), com o apoio da 5ª Delegacia de Polícia, prendeu, nesta terça-feira (22), Thiago Rodrigues Silva, vulgo “Chuck”, 21 anos, suspeito do homicídio contra Kleyber Chagas da Silva, ocorrido no bairro Nova Descoberta, no dia 27 de fevereiro de 2016.

No crime, Kleyber estava com a sua companheira, quando Thiago teria feito uma pergunta à vítima, e após a sua resposta, ele, que estava acompanhado de um outro indivíduo, realizou disparos de arma de fogo. Thiago foi preso em cumprimento de mandado de prisão temporária, sendo encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

A Polícia Civil solicita apoio da população, através do disque denúncia de número 181, para a localização do homem que estava com Thiago no momento do homicídio.



Polícia Civil de São Gonçalo do Amarante prende suspeito por homicídio

Josivan de Araújo Rocha foi preso em São Gonçalo do Amarante

Policiais civis da Delegacia de São Gonçalo do Amarante prenderam, nesta terça-feria (22), Josivan de Araújo Rocha, vulgo “Danda”, suspeito de matar Iran Rogério da Apresentação, e de tentar matar Francimary da Cruz Vieira, em dezembro de 2016, no município de São Gonçalo do Amarante. Segundo investigações, no dia do crime, o suspeito estava em um automóvel com as vítimas e as surpreendeu com disparos de arma de fogo.

A motivação para o crime seria uma antiga discussão de trânsito entre Josivan e Iran. Josivan foi preso e autuado pelo crime de homicídio, sendo encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.



Polícia Civil de Marcelino Vieira e de Alexandria prende homem com arma de fogo

Polícia Civil de Marcelino Vieira e de Alexandria prende homem com arma de fogo

Policiais civis da Delegacias de Marcelino Vieira, e da Delegacia de Alexandria prenderam em cumprimento a um mandado de busca e apreensão, Jefferson Batista Dantas Medeiros, o qual estava em posse de uma de fogo, nesta sexta-feira (18).

Durante a ação, foi apreendida uma espingarda calibre 28, e munições. Jefferson foi preso e autuado pelo crime de posse ilegal de arma de fogo.