Polícia Civil prende homem por tráfico de drogas em Mossoró

Sérgio Wagner foi preso em Mossoró

Policiais civis da Delegacia Especializada em Narcóticos (DENARC) de Mossoró prenderam em flagrante, nesta terça-feira (11), Sérgio Wagner Rocha da Cunha, de 40 anos. Com Sérgio, foram apreendidos maconha, balança de precisão, um aparelho celular e rolo de papel filme, usado para embalar drogas. A prisão ocorreu durante diligências no bairro Ilha de Santa Luzia, em Mossoró.

Segundo o Titular da DENARC, Delegado Teixeira Júnior, o homem já responde dois processos por tráficos de drogas e tem possui um mandado de prisão expedido pela 17ª Vara Criminal da Comarca de Natal.



Polícia Militar prende foragido no Bairro Walfredo Gurgel

Samuel tinha mandado de prisão em aberto

Uma guarnição de Rádio Patrulha do 6º BPM de Caicó, deteve na tarde desta terça-feira, (11), Samuel de Souza Reis, de 24 anos. Ele estava em atitude suspeita nas imediações da casa de shows Muralhas, no Bairro Walfredo Gurgel, quando foi avistado em atitude suspeita pelos policiais.

Durante a abordagens foi comprovado que Samuel tinha mando de prisão em aberto. Ele foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil.

O tenente-coronel Walmery Costa, comandante do 6º BPM, disse que os policiais agiram para cumprir o que determina a Lei. “Se tem mandado de prisão em aberto, está foragido, nós temos ciência disso, vamos cumprir o novo dever de polícia. Foi isso que aconteceu neste casa. O Samuel tinha mandado e era, portando, foragido. Nossa equipe o deteve e o conduziu para a Delegacia. Agora, vai voltar para o Sistema Prisional“, disse.



Policiais do COTAR prendem potiguar acusado de dar apoio a assaltantes de carro forte

Carlos Cesar Vieira Torres foi preso pela Polícia

Policiais do Cotar da Polícia Militar do Ceará, prenderam o potiguar, Carlos César Vieira Torres, suspeito de ter dado apoio à quadrilha que tentou assaltar um carro forte entre as cidades de Flores e Quixeré, na última sexta-feira, dia 23 de novembro. Na ocasião, seis assaltantes morreram e quatro fugiram.

O homem foi localizado no Assentamento Vila Real na região entre Baraúna e a Maísa. Com ele foram encontradas drogas e munições. Não houve reação.

A polícia do Rio Grande do Norte, informou Carlos Cesar, é suspeito de crimes de pistolagens e já havia sido preso pela PF no passado portando fuzis.

Continue lendo



Operação policial cumpre mandados de busca e prisão no Seridó

A Polícia Civil deflagrou hoje a operação PECADO ORIGINAL em diversas cidades da região do Seridó do Estado.
Ao todo estão sendo cumpridos trinta mandados de busca e apreensão e quarenta e dois mandados de prisão preventiva e temporária, nas cidades de Jardim de Piranhas, Serra Negra do Norte, Caicó, Jucurutu e Jardim do Seridó. Também foram cumpridos mandados na cidade de Itajá/RN e Campina Grande, no Estado da Paraíba.

O objetivo da operação é prender criminosos membros de uma facção que atua no Estado e que praticavam crimes como tráfico de drogas, roubo e até homicídios, tendo sido identificada uma grande conexão principalmente entre as cidades de Caicó e Jardim de Piranhas.

O nome da operação é uma referência ao apelido de facção do líder do grupo criminoso e a forma como ele aliciava pessoas a enveredarem pelo caminho do mal e espalharem o terror pela região.

O trabalho está sendo coordenado pelos Delegados Leonardo Germano e Ricardo Brito, em conjunto com o Major Aderlan, além do serviço de inteligência da 3°DRP, contando com o apoio de equipes de delegacias de todo o Estado e também da Polícia Militar, especialmente das equipes da 5°CIPM de Jardim de Piranhas que durante toda a investigação prestaram valoroso auxílio à Polícia Civil.



PF prende em Natal ‘por acaso’ cearense procurado pela Justiça

Polícia Federal prendeu cearense em Natal

A Polícia Federal prendeu nesta sexta-feira, (08), em um condomínio da Zona Sul de Natal, um cearense, de 61 anos, técnico em refrigeração, suspeito de falsificação e uso de documento público.

A ação se deu em cumprimento de um mandado de prisão preventiva expedido pelo Juízo da 2ª Vara da Comarca de Aracati/CE e aconteceu meio que ‘sem querer’. Na verdade, a PF diligenciava buscando cumprir um outro mandado judicial que fora expedido pela Justiça Federal/RN, mas ao chegar no endereço descobriu que o homem havia se mudado.

De posse de um novo indicativo, os policiais localizaram um outro apartamento no mesmo condomínio, onde foram recebidos pelo atual morador, mas esse alegou desconhecer a pessoa procurada. Diante do fato, foi-lhe solicitado um documento de identificação e, após consulta, constava em seu nome, o mandado de prisão da Justiça Estadual do Ceará, em aberto.

Conduzido para a sede da PF, o preso está sob custódia, à disposição da Justiça, e aguarda transferência para o vizinho estado.



Polícia Civil prende em Parelhas suspeito de ter assassinado o ator e bailarino Zezo Silva

Luan Cley da Silva Santos estava escondido em Parelhas

Na manhã desta sexta-feira (09), policiais civis da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Delegacia Municipal de Parelhas prenderam Luan Cley da Silva Santos. Ele é suspeito de ter matado o ator e bailarino José Raimundo da Silva, conhecido como “Zezo Silva”, na manhã do dia 05 de outubro deste ano. O investigado foi preso quando estava escondido na cidade de Parelhas.

A investigação do homicídio de “Zezo” foi conduzida pela Delegacia da Zona Leste da DHPP. O bailarino foi morto dentro de sua residência, localizada no bairro Cidade Alta, em Natal. Ele foi morto com golpes de arma branca.



A partir desta terça, eleitores só poderão ser presos em flagrante

A partir de amanhã (23), cinco dias antes do segundo turno das eleições 2018, nenhum eleitor poderá ser preso ou detido. A exceção ocorre apenas em casos de flagrante delito e ainda se houver sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou desrespeito a salvo-conduto. A determinação está prevista no artigo 236 do Código Eleitoral.

terça-feira também é o prazo final para que os representantes dos partidos políticos e coligações, a Ordem dos Advogados do Brasil e o Ministério Público peçam verificação das assinaturas digitais do Sistema de Transporte de Arquivos da Urna Eletrônica, do Subsistema de Instalação e Segurança e da Solução JE-Connect, instalados nos equipamentos da Justiça Eleitoral que serão utilizados no segundo turno.

Continue lendo



Delegado Delmotiê Falcão é preso em Natal

Delmontiê Falcão é preso em Natal

Policiais Civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) e da Delegacia Especializada em Defesa do Patrimônio (DEDEP) –  deflagraram  a operação “Hostes”, com o objetivo de desarticular uma milícia armada. Segundo as investigações, Delmontiê Falcão era o líder do grupo. Durante a operação foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão, contra o delegado aposentado.

As investigações foram iniciadas a partir de uma denúncia, onde um agente de polícia foi vítima da suposta milícia, sendo agredido e ameaçado de morte pelo delegado e seus comparsas dentro de uma delegacia de Polícia no Vale do Açu. A partir de então, ouvindo testemunhas e apurando provas, a Polícia observou fortes indícios de que Delmontiê Falcão tinha ligação com grupos de pistolagem no interior do Rio Grande do Norte e que, inclusive, atuava na tentativa de atrapalhar investigações contra o grupo.

Durante as buscas foram apreendidas várias armas, munições e uma moto roubada que estava na residência do delegado, que foi preso preventivamente.

A Polícia Civil ainda busca identificar outras pessoas que teriam ligação aos crimes atribuídos a Delmontiê Falcão.

*Tribuna do Norte



Marconi Perillo é preso pela PF na operação que apura pagamento de R$ 12 milhões em propina pela Odebrecht

G1 – O ex-governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB) foi preso nesta quarta-feira (10) enquanto prestava depoimento à Polícia Federal em operação que investiga pagamento de propinas em campanhas eleitorais, em Goiânia. O advogado dele, Antônio Carlos Almeida, conhecido como Kakay, confirmou a informação ao G1 e declarou estar “perplexo”.

O ex-governador tinha depoimento marcado para as 15h, mas teria chegado duas horas mais cedo e entrado pelos fundos para evitar os jornalistas. Segundo a defesa de Perillo, ele “recebeu o decreto de prisão quando estava iniciando o seu depoimento […] e optou por manter o depoimento por ser o principal interessado no esclarecimento dos fatos”.

Continue lendo



Natal: Advogado é preso agredir a esposa e jogar o filho de 10 meses no chão

Um advogado foi preso em flagrante na tarde desta quarta-feira (3), em Natal, após agredir a mulher e jogar o filho de 10 meses de idade no chão, segundo a Polícia Militar. Os atos de violência teriam acontecido durante uma briga conjugal.

O homem chegou a fugir para a casa dos pais dele, levando o bebê, mas foi encontrado pela polícia. A criança foi recuperada e, com sangramento no nariz, foi levada ao hospital, onde passa por exames.

Segundo a PM, a mulher fez um chamado relatando que o marido havia agredido ela e o bebê e depois teria fugido levando o filho do casal em um táxi. A família mora em Candelária, na Zona Sul de Natal.

*Veja a notícia do G1/RN completa aqui



ELEIÇÕES: Candidatos à cargos no governo só podem ser presos em flagrante

É oficial: a partir de agora, os candidatos à cargos no governo não podem ser presos. A única exceção é se forem pegos em flagrante. Isso, porque, a lei eleitoral proíbe prisões dos políticos nos 15 dias que antecedem o primeiro turno da eleição, que será no dia 7 de outubro.

A lei de imunidade eleitoral, como é chamada, garante ao candidato o “pleno exercício da democracia”. Uma prisão poderia permitir que ele fosse afastado da disputa eleitoral.

De acordo com o advogado eleitoral e ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral, o TSE, José Eduardo Alckmin, essa é uma forma de garantir a normalidade das eleições.

Se o candidato for pego em flagrante, e for preso, ele ainda continuará disputando a corrida eleitoral, uma vez que a Lei da Ficha Limpa proíbe apenas candidaturas de pessoas condenadas em segunda instância pelo tribunal.

Se houver segundo turno, a lei vale, a partir do dia 13 de outubro, apenas para aqueles que forem concorrer no dia 28.

Além da imunidade para o candidato, a lei vale também para os eleitores. Porém, apenas cinco dias antes da eleição, e dura até 48 horas depois. Nenhum eleitor pode ser preso entre dois e nove de outubro deste ano, a menos que tenha seja pego em flagrante cometendo algum crime.



Grupo é preso suspeito ajudar na fuga de mais de 90 detentos de presídio na PB

Material apreendido pela Polícia

Ao todo, 10 pessoas foram presas, na tarde desta segunda-feira (10), em João Pessoa, suspeitas de integrarem um grupo que teria ajudado na fuga de mais de 90 detentos do presídio de segurança máxima PB1, na capital paraibana, na madrugada desta segunda-feira, segundo informações da Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social (Seds).

De acordo com a Seds, os suspeitos estavam hospedados em um flat, localizado na orla de Manaíra. Com o grupo, foram apreendidas seis armas de fogo, entre essas, um fuzil.

Até as 17h, 50 detentos haviam sido recapturados, conforme a Seds. A Secretaria de Estado da Comunicação informou que “todos os danos causados àquela unidade prisional já foram sanados, com conserto de dois portões e a substituição dos cadeados violados durante a ação criminosa”.

*Do G1/PB



Carro usado por trio preso em Caicó, era roubado e um dos detidos era foragido

Droga apreendida com Mancuzinho

A Polícia Civil de Caicó confirmou que um dos presos na ação policial da manhã deste sábado, (25), é foragido da Justiça, estando com mandado de prisão expedido pela 17ª Vara Criminal de Natal. Trata-se de YURI SANTANA SOARES DA SILVA, o qual chegou a usar uma certidão de seu irmão, Henrique Santana da Silva, tentando se passar por ele, contudo, os policiais logo conseguiram confirmar a verdadeira identidade do preso, que agora responderá por mais esse crime.

YURI foi preso juntamente com os caicoenses, DALISON LIMA QUEIROZ, conhecido como MANCUSINHO, e MARCOS VINICIUS DOS SANTOS, conhecido como JOGADOR. Os três estavam em um veículo roubado e foram interceptados trazendo drogas para serem vendidas na cidade de Caicó/RN. Eles foram em um bloqueio formado por equipes da Polícia Civil e Militar.

O delegado Ricardo Brito, responsável pelo caso, disse que os policiais civis de plantão na 3ª DRP, receberam uma denúncia anônima de que Mancusinho viajava para Caicó com drogas para serem vendidas na festa da vaquejada do Sabugi e que estava em companhia de outras pessoas que poderiam ser foragidas da Justiça. Um cerco policial foi tentado na cidade de Currais Novos/RN, mas, não logrou êxito. Policiais de Caicó montaram uma barreira para tentar abordar o veículo. A poucos quilômetros da entrada da cidade, uma equipe do GTO iniciou a perseguição aos suspeitos que não obedeceram à ordem de parada e quase “atropelaram” a equipe de policiais civis que fazia o primeiro bloqueio, só sendo parados próximo à rotatória do Bairro Itans, quando outras viaturas da Polícia Militar fecharam a rodovia impedindo a passagem.

Na tentativa de se livrarem do flagrante, os criminosos jogaram a droga às margens da rodovia, pouco antes de serem abordados, mas, o material ilícito foi encontrado pelos policiais civis da 3ª DRP, sendo constatado que se tratava de 1,3kg de cocaína e 50g de maconha. Ao serem conduzidos à delegacia, foi constatado ainda que o veículo utilizado por eles era clonado e havia sido roubado no dia 28/07, na cidade de Natal/RN.

Os três indivíduos presos foram autuados em flagrante e conduzidos ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.

O delegado enalteceu o trabalho de parceria realizado entre às polícias Civil e Militar e o apoio da população. “Mais uma vez, a união entre as forças policiais culminou com as prisões de criminosos e com a apreensão de drogas ilícitas. O apoio da população, através de denúncias, é fundamental para trazer de volta a paz que a sociedade tanto precisa”, disse.

Mancuzinho e comparsas presos em Caicó


Deicor prende estelionatária que possui mais de 50 processos criminais

Material apreendido com estelionatária

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) prenderam, no final da tarde desta quinta-feira (05), Adriana Maria de Oliveira Furtado Machado, 51 anos de idade. A mulher que é de Joinville, Santa Catarina, foi presa em flagrante após ter efetuado compras com cartões de terceiros, em Natal. A equipe de investigação da Deicor revelou que Adriana Maria é considerada uma das maiores estelionatárias do país, respondendo a mais de 50 processos pela prática do crime de estelionato nos Estados de São Paulo e Santa Catarina. Em uma agência bancária do sul do país, ela conseguiu dar um prejuízo de R$ 1 milhão e 51 mil. A atuação dela também já estava acontecendo no Nordeste.

Continue lendo



Condenado por estupro de criança é preso no Ceará após denúncia recebida pelo MPRN

Uma informação anônima encaminhada ao Disque Denúncia 127 do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) resultou na prisão de um homem condenado por estupro de criança em Fortaleza, capital do Ceará. Davi Bezerra, também conhecido como Davi do Leite, foi preso na terça-feira (26), quando se apresentava como cantor gospel em um evento promovido por uma igreja evangélica. Ele é condenado a 11 anos de prisão em regime fechado por ter cometido o crime em junho de 2011. Davi estava foragido da Justiça potiguar.

A prisão contou com a colaboração do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Ceará. Na época do delito, a vítima tinha apenas 7 anos de idade. O crime aconteceu na cidade de Macaíba, na Grande Natal.

Davi Bezerra foi condenado em 28 de novembro de 2013, tendo a sentença transitado em julgado em 9 de dezembro de 2014. Desde então, encontrava-se foragido. As denúncias recebidas pelo MPRN informavam que o condenado levava uma vida normal, apresentando-se como cantor gospel em inúmeras igrejas.

127

O Disque Denúncia 127 é um canal direto do MPRN para denúncias de crimes em geral. O cidadão pode ligar gratuitamente para o número. A identidade da fonte será preservada.

Além do telefone, as denúncias também podem ser encaminhadas por Whatsapp para o número (84) 98863-4585 ou e-mail para disque.denuncia@mprn.mp.br. Os cidadãos podem encaminhar informações em geral que possam levar à prisão de criminosos, denunciar atos de corrupção e crimes de qualquer natureza. No Whatsapp, são aceitos textos, fotos, áudios e vídeos que possam comprovar as informações oferecidas.