Operação apreende armas e prende 4 em Natal

Material apreendido em Natal pela Polícia
Material apreendido em Natal pela Polícia

A Secretaria Estadual de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) deflagrou na tarde desse domingo (16) mais uma operação de combate à criminalidade através do Comando de Policiamento Metropolitano da Polícia Militar, na comunidade do Mosquito, na zona oeste de Natal.

Buscando desarticular possíveis quadrilhas que estariam atuando na região, policiais do Batalhão de Choque (BPChoque), Batalhão de Operações Especiais (Bope) e Rondas Ostensivas Com Apoio de Motocicletas (Rocam), abordaram diversos suspeitos após receber informações que estaria havendo uma reunião de infratores no local, e conseguiram apreender uma espingarda, uma pistola e um revólver, além de pedras de crack.

Quatro homens foram apreendidos em conflito com a lei. Eudson Berg Oliveira dos Santos, Liedson Tavares dos Santos, vulgo “anjo da morte”, Joaci Daniel de Sena, vulgo “nego de neci”, e Claudecio Lopes da Silva, vulgo “baleado”. Este último estava foragido da Justiça. Todos os detidos são membros de uma facção criminosa e foram autuados na Delegacia de Policia Civil por associação criminosa, tráfico de drogas, e porte ilegal de armas.

Vídeo: Polícia realiza Operação “Santa Semana” em Pipa e Tibau de Sul

Dinheiro e droga apreendida pela Polícia Civil

A Delegacia de Polícia Civil de Pipa em conjunto com o destacamento da Polícia Militar em Tibau do Sul deflagraram nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (12), a Operação Santa Semana na praia da Pipa e em Tibau com o intuito de prender pessoas envolvidas com a prática do crime de tráfico de drogas na região. Estiveram envolvidos na ação 80 policiais civis e militares que cumpriram 14 mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão contra um criminoso que já estava cumprindo pena em presídio. Quatro pessoas foram presas em flagrante.

Na Operação foram apreendidos R$ 1.275,00, duas armas de fogo e um tablete de maconha. A Polícia cumpriu um mandado de prisão contra Jonatan Oliveira da Conceição, que já cumpre pena por crime anterior. Foram presos em flagrante um homem conhecido por Raul Tavares Siqueira, 24 anos, com cocaína e autuado por tráfico de drogas; Jailson de Albuquerque Cavalcante, 36 anos, foi preso com uma pistola 380 com a numeração raspada e autuado pela prática do crime de posse de arma de fogo de uso restrito e uma mulher, Maria das Dores Barbosa, 39 anos, foi presa com um tablete de maconha e autuada pelo crime de tráfico de drogas. Além das prisões, a Polícia Civil autuou Herick Lucena Tinoco de Brito, 22 anos, pelo crime de posse ilegal de arma de fogo. Herick estava com um revólver calibre 38 e pequenas porções de droga (maconha e skank). Ele teve direito a pagar fiança e foi liberado.

Participaram da coordenação da Operação, o delegado de Pipa, Luciano Augusto; o comandante do Pelotão da Polícia Militar em Pipa, tenente Daniel e o comandante do destacamento da Polícia Militar em Tibau, cabo Barros. Também atuaram na Operação Santa Semana, policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), da Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc) e das delegacias de João Câmara, Touros, Patu, São Bento do Norte, Santa Cruz, Goiaininha, Pedro Velho e da 10a Delegacia Regional de Polícia Civil de João Câmara. Policiais militares de Canguaretama, Nova Cruz e do Batalhão de Choque também trabalharam na Operação.

Defur prende dupla suspeita de roubos em Mossoró

Policiais civis da Delegacia de Furtos e Roubos (Defur) de Mossoró, com o apoio da Divisão de Polícia do Oeste (DIVPOE) e a Polícia Militar, prenderam, na noite desta quarta-feira (08) e manhã desta quinta (09), os foragidos da Justiça Fransuylles da Costa Oliveira e João Carlos de Almeida Bezerra, suspeito de envolvimento em roubos em bairros da cidade de Mossoró. As prisões foram realizadas através de investigações ocorridas acerca de três meses contra a dupla, que foi presa através de cumprimento de mandados de prisão expedidos pela 3ª Vara Criminal.

Segundo o delegado da Defur, André Albuquerque, as equipes de investigadores já identificaram todos os envolvidos nessas ações criminosas e estão em diligências para prender os demais autores.  Na operação, iniciada nesta quarta-feira (09), os policiais recuperaram vários objetos subtraídos de vítimas durante os roubos, os quais estão na sede da Defur a espera dos legítimos donos. João Carlos e Fransuylles foram autuados pelos crimes de roubo e associação criminosa e conduzidos a Cadeia Pública Municipal, onde ficarão a disposição da Justiça.

38ª fase da Lava Jato prende dois operadores financeiros nesta manhã

Do G1 – Segundo o Bom Dia RJ, os dois operadores financeiros são Jorge Luz e Bruno Luz. Os dois já foram presos. Eles são investigados pelos crimes de corrupção, fraude em licitações, evasão de divisas, lavagem de dinheiro dentre outros.

O delator Nestor Cerveró afirmou que o presidente do Senado, Renan Calheiros, do PMDB, recebeu propina de dinheiro desviado da Petrobras através de um operador.

O Jorge Luz era um operador dos muitos que atuam na Petrobras. Eu conheci o Jorge Luz, inclusive nós trabalhamos, também faz parte de uma propina que eu recebi, que faz parte da minha colaboração na Argentina. E foi o operador que pagou os US$ 6 milhões, da comissão. Da propina da sonda Petrobras 10.000, foi o Jorge Luz encarregado de pagar ao senador Renan Calheiros…”, disse Cerveró.

A assessoria de Renan Calheiros disse que ele nega as afirmações, que já prestou as declarações necessárias e está à disposição para novos esclarecimentos.

Operação da Polícia Civil em Mãe Luíza prende integrantes da facção “Sindicato do RN”

Pablo Roberto e Francisco Silas foram presos na Operação – (Fotos: Assessoria de Comunicação/Degepol RN)

Uma operação policial conduzida pela Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (Defur), com apoio do Batalhão de Operações Policiais (BOPE) e do helicóptero Potiguar 1, conseguiu prender dois homens, apreender armas, munições, celulares e drogas no bairro de Mãe Luiza, na manhã desta quinta-feira (09). Pablo Roberto de Araújo Santos, conhecido como “Rabujo”, 26 anos e Francisco Silas de Oliveira França, 26 anos foram presos em flagrante quando estavam na residência de Pablo.

Os dois, que são integrantes do Sindicato do RN, são suspeitos de terem participado dos últimos ataques criminosos ocorridos em Natal, durante o mês de janeiro. Nós descobrimos a casa onde Rabujo estava e nesta manhã, as equipes deslocaram-se até a residência do mesmo. No local, nós encontramos Rabujo com Silas. Ambos estavam com um revólver calibre 38 com munições; uma pistola calibre 380 com munições; crack, maconha e cocaína; um instrumento para analisar a veracidade de ouro que era subtraído das vítimas. Nós indiciamos os dois por tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte compartilhado ilegal de arma de fogo”, detalhou a delegada Danielle Filgueira, titular da Defur. A investigação feita pela Delegacia Especializada descobriu que a dupla estava planejando viajar para Recife com o intuito de praticar roubos durante o desfile do Galo da Madrugada.

Material apreendido na Operação em Mãe Luíza

De acordo com a delegada, Pablo Roberto de Araújo, que também possuía um mandado de prisão em aberto, é suspeito de ter matado duas vítimas no Distrito Federal. Ele também teria assassinado um homem no dia 27 de janeiro, em Mãe Luiza. “No momento da entrada dos policiais na casa de Pablo, os suspeitos dispararam e ele acabou sendo atingido de raspão na perna”, relatou a delegada Danielle Filgueira.

*Fonte: Assessoria de Comunicação/Degepol/RN

DHPP prende oito suspeitos de ter cometido assassinato

Policiais da Divisão de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) cumpriram oito mandados de prisão temporária, na manhã desta quarta-feira (25), contra os suspeitos de um homicídio ocorrido em setembro de 2016, no bairro do Planalto.

Eles são suspeitos de ter assassinado Lúcio Vieira da Silva, 38 anos, no dia 18 de setembro de 2016. Após discussão num bar do bairro, a vítima pediu a presença da polícia no local e esse fato desagradou o grupo suspeito pelo crime. Eles invadiram a casa de Lúcio, onde também estava a família da vítima, e após o arrastaram pelo pescoço com um fio, o espancaram até a morte.

Os suspeitos são Adelcio Ferreira da Silva, vulgo Lego, 21 anos; Felipe da Silva Catarino, conhecido como Bala e Steve, 24 anos, ambos já estavam presos pelo crime de roubo. Além deles foram presos Jadson Ventura Costa, vulgo Careca, 30 anos; Jailton Ventura Costa, 29 anos; Franciedson Batista dos Santos, vulgo França, 23 anos; Vinícios Lopes da Silva, 26 anos; Fabio Silva de Assis, vulgo Fabinho, 41 anos; e Katiane Marcolino da Silva, conhecida como Ana.

Os suspeitos vão responder pelo crime de homicídio e foram encaminhados ao sistema prisional onde estão a disposição da Justiça.