Governo nomeia e convoca 540 profissionais de saúde

Profissionais atuam no enfrentamento à pandemia

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte nomeou, no último sábado (1°), 223 candidatos aprovados no concurso público Edital n° 001/2018 para cargo efetivo da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e convocou 317 profissionais de saúde aprovados provenientes dos editais de Recrutamento para Contratação Temporária, totalizando mais 540 profissionais de saúde.

O objetivo da nomeação e convocação é fortalecer a estrutura da saúde pública do Rio Grande do Norte, especialmente, para combater a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

Os profissionais nomeados do concurso público Edital n°001/2018 – SEARH/SESAP para compor o quadro da Sesap são decorrentes de vacâncias (aposentadorias e falecimento de servidores) e substituições de candidatos nomeados anteriormente que não tomaram posse. Foram nomeados os profissionais dos seguintes cargos: Assistente Social (10), Enfermeiro (13), Técnico em Enfermagem (41), Engenheiro Biomédico (1), Engenheiro de Segurança do Trabalho (1), Farmacêutico (3), Farmacêutico Bioquímico (2), Fisioterapeuta (6), Fonoaudiólogo (2), Nutricionista (7), Médico Pediatra (1), Médico Ginecologista e Obstetra (3), Médico Psiquiatra (4), Médico do Trabalho (6), Psicólogo (6), Terapeuta Ocupacional (1), TAS/Administrador (6), TAS/Contador (8) e Assistente Técnico em Saúde (102).

Já os candidatos convocados por meio da Contratação Temporária irão atuar nas oito Regiões de Saúde em todo Rio Grande do Norte em atendimento ao Plano Emergencial Hospitalar para enfrentamento ao Covid-19. Entre os convocados estão enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, farmacêuticos, farmacêuticos bioquímicos ou biomédicos, técnicos em radiologia, técnicos em laboratório, copeiros, maqueiros, cozinheiros, auxiliares de cozinha e higienista hospitalar.

Veja aqui todos os detalhes do chamamento AQUI


Indenização para profissional da saúde afetado por covid-19 é aprovada

Benefício vale para quem atuou diretamente no combate à pandemia – (Foto: Rovena Rosa/ABr)

Agência Brasil – A Câmara dos Deputados concluiu nesta terça-feira (14) a análise do projeto que prevê o pagamento de compensação financeira de R$ 50 mil aos profissionais de saúde por morte ou incapacidade permanentemente para o trabalho após serem contaminados pela covid-19 ao atuarem diretamente no combate à pandemia. A indenização será paga pela União. A matéria segue para sanção presidencial.

O texto do Projeto de Lei 1.826 estabelece que, no caso de morte, o valor será dividido igualmente entre os dependentes e o cônjuge ou companheiro. Além desse valor, serão pagos R$ 10 mil a cada ano que faltar para o dependente menor de 21 anos atingir essa idade. A indenização será estendida aos 24 anos, caso o dependente esteja cursando ensino superior na data do óbito. Para dependentes com deficiência, a indenização será de R$ 50 mil, independentemente da idade.

Continue lendo

Até agora, 12 profissionais de saúde do Hospital Regional do Seridó testaram positivo para Covid-19

Outros 120 profissionais testaram negativo para a doença

O Boletim Epidemiológico Detalhado divulgado na tarde desta terça-feira (23), trouxe informações sobre as notificações e quantidade de profissionais de saúde que trabalham na referida unidade que testaram positivo ou negativo para Covid-19 e que ainda aguardam resultado.

Até agora, foram notificados 137 profissionais, sendo 12 positivados, 120 negativados e 5 aguardam resultados dos exames da doença.

Gráficos mostram informações do profissionais de saúde que trabalham no Hospital Regional do Seridó

Casos de Covid crescem 35% entre profissionais de saúde e chega a 1.057

Mais de mil profissionais de saúde do RN já se infectaram com o Covid-19 – (Foto: Ravena-Rosa/ABR)

Os casos de infecção pelo novo coronavírus aumentaram entre os profissionais de Saúde no Rio Grande do Norte. Entre os dias 16 e 23 de maio, o número de trabalhadores da área com testes positivos para o novo coronavírus saltou de 781 para 1.057 – crescimento de 35,33%. Conforme Boletim Epidemiológico nº 70 da Secretaria de Estado da Saúde Pública do Estado do Rio Grande do Norte (Sesap/RN), o índice de óbitos na categoria é de 4%, ou seja, até o dia 23 de maio, pelo menos 7 profissionais de saúde no Estado perderam a guerra para a doença.

O mais recente deles e que ainda não entrou nas estatísticas da Sesap/RN é o médico João Batista Medeiros Costa, de 65 anos, que atuava no Hospital Dr. José Pedro Bezerra (Santa Catarina), em Natal, como clínico geral. A morte foi confirmada pela Cooperativa Médica do Rio Grande do Norte (Coopmed/RN), da qual o médico fazia parte. Conforme nota emitida pela entidade, João Batista Medeiros Costa morreu no domingo, dia 24, após 13 internado. O teste positivo para a Covid-19 foi recebido um dia antes do óbito.

*Leia a notícia completa da Tribuna do Norte, aqui