PSC define Coronel Azevedo como pré-candidato a prefeito de Natal

Deputado Coronel Azevedo é escolhido pelo PSC como pré-candidato a prefeito de Natal

O deputado estadual Coronel Azevedo foi confirmado pelo Partido Social Cristão (PSC) como o pré-candidato para disputar a Prefeitura de Natal nas eleições deste ano. O nome para vice-prefeito é o policial civil Erick Guerra, conhecido como “Erick, o Caçador”.
 
A definição aconteceu durante convenção do diretório de Natal da legenda, que também apresentou sua nominata de pré-candidatos para concorrer às vagas na Câmara Municipal. Na majoritária, o slogan da campanha é “Coragem para “lutar”.

Pré-candidato a prefeito de Natal, Coronel Azevedo disse que entrar na disputa tem um plano de gestão para a capital do RN. Ele citou problemas que acometem a cidade, principalmente na saúde e na educação. “Vem sendo muito carnaval e pouca transformação positiva”, disse.
 
Ele ressaltou ser “uma opção para tirar a cidade da mesmice, que avance e se desenvolva”. “Nosso projeto para Natal é focado no principal problema da capital: a falta de segurança”, explicou.

O pré-candidato defende a implantação de escolas no modelo cívico-militar, que tem sido aplicado pelo Governo Federal, em todas as zonas da capital. “Esse modelo ajuda a tirar muitos jovens da criminalidade e impede o avanço dos criminosos em famílias mais carentes”, frisou.

Coronel Azevedo criticou a atual gestão do município “É um gestor incapaz. Qual foi pelo menos um dos problemas de Natal que o prefeito tenha resolvido”, questionou.

Para o presidente do diretório Natal do PSC, José Pegado, a convenção marcou o momento em que o partido teve a oportunidade de apresentar seus nomes para a disputa da Prefeitura de Natal e do Legislativo municipal.

*Notícia de responsabilidade da assessoria do pré-candidato


Roberto Germano é confirmado como vice de Artur Maynard

Roberto Germano é confirmado como vice de Artur Maynard

O ex-prefeito de Caicó, Roberto Germano, atualmente filiado ao PSC foi anunciado (e aceitou ser) o candidato a vice-prefeito de Artur Maynard (PSB).

O anúncio foi feito na noite desta sexta-feira (11), durante a convenção partidária do PSB realizada no auditório da Câmara Municipal de Vereadores.

No evento pessebista, o nome de Artur foi confirmado pelos convencionais como candidato a prefeito. Além dele, também foi homologada a nominata de candidato a vereadores.


PSC realiza encontro e anuncia apoio a Artur Maynard em Caicó

Membros do partido estiveram reunidos em Caicó

No último sábado (22), o PSC diretório de Caicó realizou um encontro com os pré-candidatos a vereadores da sigla, com a participação do presidente estadual do partido, deputado estadual Coronel Azevedo.

O encontro foi muito proveitoso, discutimos os rumos do partido em Caicó, como também as estratégias para a campanha. Na oportunidade, o partido ratificou o apoio a pré-candidatura de Artur Maynard do PSB”, disse o presidente da sigla, Pastor Gutemberg.

Hoje o PSC conta com dois vereadores, que são eles: o Pastor Erinaldo Lino e Andinho Duarte. Para eles, o partido tomou a decisão correta em apoiar Artur Maynard. O ex-prefeito Roberto Germano também está filiado ao partido.

Segundo os edis, Artur hoje representa não só o novo, mas também a esperança de que o município de Caicó possa voltar a crescer com uma política forte voltada para a educação, saúde e desenvolvimento.

Notícia editada e enviada ao Blog pela assessoria do pré-candidato Arthur Maynard


Coronel Azevedo poderá se filiar ao PSC

O Coronel Azevedo, deixando o PSL, poderá se filiar ao PSC – Partido Social Cristão. Pelo menos é o que comentam pessoas próximas do parlamentar. Mas, ele também recebeu convites de outras legendas partidárias e não descarta nenhuma possibilidade.

Sobre a motivação para deixar o partido do Presidente da República, Jair Bolsonáro, teria sido a insatisfação com o tratamento dado a ele pelos dirigentes da legenda no Rio Grande do Norte. Pelo que pudemos apurar, mesmo Azevedo tendo um mandato parlamentar, não era consultado em absolutamente nada. Era deixado à margem das discussões e etc.