Please enter banners and links.


Internos do Ceduc de Caicó rasgaram e queimaram colchões na unidade

Colchões foram rasgados e queimados no Ceduc de Caicó

Pelo menos três internos do Ceduc de Caicó, que já são maiores de idade e que estavam cumprindo medida sócio-educativa na unidade, praticaram há cerca de 15 dias, o que foi classificado pelo interventor judicial da Fundação Estadual da Criança e do Adolescente – Fundac, Ricardo Cabral, como “bagunça”. Eles rasgaram e queimaram os colchões.

Nesta quarta-feira (06), o blog ligou para Cabral e o indagou sobre um motim na unidade de Caicó, mas, ele tratou de retrucar dizendo que o que houve foi uma “bagunça”. E continuou afirmando que, imediatamente, os três jovens foram conduzidos para a Delegacia de Polícia aonde foram autuados por crimes de dano ao patrimônio público.

Do trio, dois pagaram fiança e retornaram para o Ceduc enquanto um deles (que é suspeito de ter participação na morte do empresário caicoense Sevi) seguiu para um Centro de Detenção Provisória – CDP e os alojamentos estão com colchões novos.



Polícia Civil investiga queima de ônibus em Cerro Corá

Polícia Civil abre inquérito para investigar queima de ônibus em Cerro Corá

A Delegacia de Polícia Civil de Currais Novos abriu um inquérito policial para investigar e descobrir quem são os autores que queimaram quatro veículos escolares da cidade, sendo três ônibus e um microônibus pertencentes ao município de Cerro Corá, na noite deste domingo (19). Os ônibus eram utilizados para transportar os moradores para as comunidades da cidade, além de estudantes às escolas do município e também ao IFRN de Currais Novos.

Nossa equipe veio até a cidade, na manhã desta segunda-feira (20), para realizar a colheita dos depoimentos. Já começamos a oitiva de testemunhas e de alguns adolescentes que estavam próximos ao local do crime. Esperamos descobrir em breve, os autores do fato. Por enquanto, não podemos atrelar o crime a uma motivação política”, afirmou o delegado de Currais Novos, Paulo Ferreira.