Please enter banners and links.


Jucurutu terá racionamento no abastecimento de água

Abastecimento de água de Jucurutu sofre alteração

A população da cidade de Jucurutu, na região Seridó do Estado, deve se programar para o racionamento no abastecimento de água que será implantado esta semana. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) que, partir desta quinta-feira (8), toda semana o abastecimento será suspenso às 17 horas da quinta-feira, só retornando às 5h da manhã da segunda-feira seguinte.

Segundo a gerente da Regional Seridó, Rosy Gurgel, a medida se mostrou necessária para que a população possa ter o abastecimento assegurado por mais tempo, dadas as condições de reserva dos mananciais de onde é retirada a água para a distribuição aos usuários. No caso de Jucurutu, o abastecimento é feito a partir da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves.



Gerente da Caern confirma que racionamento de água deverá ser intensificado em Caicó

A gerente regional da Caern, Rosi Gurgel, foi entrevistada nesta quarta-feira (26) e falou sobre o futuro uso da adutora emergencial da adutora que trará água da Barragem Engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves para Caicó.

Ela disse ainda que tem água no Rio Piranhas e essa água está sendo utilizada para o abastecimento de Caicó, Jardim de Piranhas, São Fernando e Timbaúba dos Batistas.

Quando a água do Rio Piranhas não puder mais ser usada por causa da sua falta, a adutora emergencial passará a ser utilizada. A população de Caicó usará a água pelo período de 15 dias e os municípios da Serra de Santana, pelo menos período.

Assista:



Racionamento muda o sistema de abastecimento de cidades do Sertão paraibano

Açude de Coremas na Paraíba já está em situação crítica

O sistema de racionamento nas cidades abastecidas pelo complexo Coremas/Mãe D’água, no Sertão da Paraíba, mudou a partir deste sábado (4).

De acordo com informações da Cagepa, a partir deste dia, o racionamento acontece das 5h (horário local) do sábado até as 5h (horário local) da segunda-feira. A medida afeta as cidades de Cajazeirinhas, Pombal, Vista Serrana, Paulista, Catolé do Rocha, Brejo do Cruz, Belém do Brejo do Cruz e São Bento.

O registro da Aesa das chuvas no mês de janeiro dá conta de que em Coremas choveu 24,3 milímetros e também choveu em todas as cidades afetadas pelo racionamento. Segundo relatório desta terça-feira, a Aesa considera que 74 dos reservatórios do estado estão em situação crítica, com menos de 5% de seus volumes, como o caso de Coremas e Mãe D’Água. O órgão monitora 127 reservatórios na Paraíba.

De acordo com os dados da Aesa, o açude de Coremas tem capacidade para armazenar 591.646.222 metros cúbicos de água, mas estava com apenas 14.301.706 metros cúbicos na sexta-feira (3), o que representa 2,4% da capacidade. Já o açude Mãe D’água, tem capacidade para 567.999.136 de metros cúbicos de água, mas está com apenas 25.721.406 metros cúbicos, o que representa 4,5%.