Radialista é preso em nova fase da ‘Calvário’ suspeito de extorsão de investigados

O radialista Fabiano Gomes foi preso na manhã desta terça-feira (10) na oitava fase da Operação Calvário, em João Pessoa. Ele é suspeito de atrapalhar as investigações solicitando dinheiro aos investigados para não divulgar informações sigilosas. Outros nove mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em João Pessoa e Bananeiras, na Paraíba. Um auditor também é investigado.

Radialista Fabiano Gomes foi preso novamente

A defesa do radialista Fabiano Gomes ainda não teve acesso a decisão do desembargador Ricardo Vital, mas acompanha a busca e apreensão e a prisão temporária. No entanto, informou estar surpresa com ação, pois, segundo a defesa, “Fabiano até então não era investigado, citado ou sequer foi ouvido antes pelo Gaeco na Operação Calvário, a quem sempre se colocou e novamente se coloca à disposição para todo e qualquer esclarecimento“.

A 8ª fase da Operação Calvário e investiga a lavagem de dinheiro de recursos desviados de organizações sociais da área da saúde, por meio de jogos de apostas autorizados pela Loteria do Estado da Paraíba (Lotep).

De acordo com as investigações, parte dos recursos teriam sido desviados com a participação de um auditor do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB). Ele teria recebido uma valor para atrapalhar a fiscalização nas organizações sociais.

Além disso, também com o objetivo de impedir a investigação da Operação Calvário, o radialista Fabiano Gomes estaria utilizando canais da imprensa para constranger os investigados ou potenciais investigados. Ele teria solicitado a eles uma quantia em dinheiro para não revelar nenhum conteúdo sigiloso sobre eles.

Ao todo, 55 policiais federais e cinco auditores da Controladoria Geral da União participaram do cumprimento dos mandados, que aconteceram nas residências dos investigados e no Tribunal de Contas do Estado da Paraíba.

As ordens foram expedidas pelo Desembargador Ricardo Vital de Almeida, do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba.

*Fonte: G1/PB


Tribunal do Júri condenou dois réus que tentaram matar radialista e esposa em 2014

O Fórum Municipal Amaro Cavalcante, sediou na última quarta-feira (24), julgamento popular de dois dos três réus do processo de tentativa de homicídio, ocorrido na BR 427, no dia 09 de abril de 2014, contra às pessoas de Roberto Valdivino de Oliveira (radialista) e sua companheira Ingrid Vanessa Dantas Rodrigues. O fato se deu nas imediações do giradouro que dá acesso à cidade de Serra Negra do Norte, de onde voltavam em direção a Caicó.

Os réus Francisco Pereira da Silva e Paulo Márcio Rodrigues de Araújo, foram condenados pelo conselho de sentença reunido na sessão. A pena aplicada a Francisco Pereira, foi de 07 anos, 05 meses e 10 dias de reclusão em regime semiaberto enquanto Paulo Márcio foi condenado a pena de 12 anos, 01 mês e 13 dias de reclusão e 1o dias-multa em regime fechado. O terceiro réu no processo está foragido.


Liraldo Dantas, líder de audiência na década de 80 em Caicó

Liraldo Dantas morreu em casa na cidade de Serra Negra do Norte

O radialista Liraldo Dantas, tinha 68 anos, e vinha passando por problemas de saúde. Seu último trabalho como comunicador foi na Rádio Princesa da Serra FM, em Serra Negra do Norte. Lá, era onde ele morava atualmente.

Liraldo Dantas foi campeão de audiência nos anos 80 na Rádio Seridó AM e integrou outras emissoras de rádio no Seridó, entre elas, Rádio Currais Novos, Rádio Ouro Branco, Rádio Serrana FM de Lagoa Nova, Rádio Caicó AM e Rádio Cabugi do Seridó.

Liraldo também se destacou como locutor de vaquejadas e vocalista de grupos musicais na região de Currais Novos.

Na época em que comandou o Programa Liraldo Dantas na Rádio Seridó AM, Liraldo criou o CLUBE DO LIRALDO, programa de auditório realizado no antigo cine Rio Branco, na Av. Cel. Martiniano, com apresentações musicais e vários quadros de interação com a comunidade.

Certa vez, Liraldo recebeu um convite de um amigo para atuar em emissora de rádio em Minas Gerais, mas não aceitou o convite e resolveu ficar no Seridó.

“Liraldo Dantas foi um exemplo de comunicador no rádio e cumpriu a sua missão aqui na terra. O seu trabalho na comunicação radiofônica jamais será esquecido. Ele levou alegria, entretenimento, informação e emoção a milhares de pessoas e era querido pelos seus ouvintes”, destacou o radialista e produtor Paulo Júnior.


Publicitária e radialista, Sandra Sibele morreu esta madrugada de câncer

Publicitária e radialista, Sandra Sibele morreu esta madrugada de câncer

Do Blog Paraiba Society – A Radialista e Publicitária Sandra Sibele, faleceu na noite desta terça-feira (21) no Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa (PB), onde estava internada a cerca de um mês em tratamento contra um câncer.

A informação foi repassada pela filha da publicitária Andressa Carla, em seu perfil do Facebook. Sandra lutava contra a doença há cinco anos, mas recentemente seu quadro de saúde agravou – se e ela foi internada no Laureano.

Sandra era bastante conhecida na cidade de Patos. Ela atuou como radialista na Radio ITATIUNGA e em vários outros veículos de comunicação de local , por último estava comandando o Programa Acontece TV, que era levado ao ar pela TV Tambaú.

O Corpo da Publicitária deve ser sepultado aqui em Patos, a família ainda não informou detalhes do sepultamento da publicitária.

Do Blog:  Caicoense, Sandra começou sua trajetória na comunicação através da Rádio Rural 95 FM de Caicó.

*Fonte: Blog de Marcos Dantas