Migração para FM é considerada positiva por quase totalidade de emissoras

Pesquisa mostra índice de satisfação das emissoras que já migraram

Uma pesquisa encomendada pela ABERT sobre a satisfação das rádios no processo de migração de AM para FM, no Brasil, aponta que 95% das emissoras consideram positiva a mudança.

O grau de satisfação com a faixa FM chega a 81%: 33% das rádios disseram que estão satisfeitas e 48% se dizem muito satisfeitas.

54% das emissoras entrevistadas relataram algum tipo de dificuldade durante a migração e a burocracia no processo foi apontada como a principal causa.

Das 100 emissoras ouvidas, 57% relataram que houve aumento da receita após o funcionamento na nova faixa.  De acordo com a pesquisa ABERT/DataCenso, o aumento médio da receita foi de 51%.

Continue lendo



Assinado decreto que abre prazo para rádio AM solicitar migração para FM

Novo prazo para rádios pedirem migração é de 180 dias

Atendendo pleito da ABERT, o presidente da República em exercício Rodrigo Maia assinou, nesta quinta-feira (25), o decreto que abrirá o prazo de 180 dias para as rádios que ainda operam na faixa AM solicitarem a migração para FM.

O decreto presidencial deverá ser publicado nos próximos dias no Diário Oficial da União. A partir da publicação, quando terá início o prazo legal, as rádios AM de caráter local, regional ou nacional que tiverem interesse na mudança, deverão solicitar ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) a adaptação da outorga para FM.

Das 1.781 rádios AM no Brasil, 1.332  solicitaram a mudança, sendo que 619 já assinaram o aditivo contratual. O novo decreto permitirá, assim, que até 449 emissoras AM possam solicitar a migração. Assim como foi feito na primeira etapa, a ABERT estará à disposição para orientar as emissoras que tiverem interesse na migração sobre as fases do processo.



Governo vai reabrir prazo para emissoras de rádio AM pedirem migração para FM

O governo federal vai reabrir o prazo para que os proprietários de rádios que ainda operam na faixa AM solicitem a migração para a FM. Segundo o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab, nos próximos dias o governo publicará um decreto dando prazo de 180 dias para que os interessados façam a solicitação. “Todos terão a oportunidade de fazer a migração a partir de agora”, disse o ministro no programa Por Dentro do Governo, da TV NBR, emissora da EBC.

Das 1.781 rádios AM no Brasil, 1,5 mil solicitaram a mudança. Na primeira etapa, cerca de 960 emissoras poderão operar na faixa atual de FM, de 88 megahertz (MHz) a 108 MHz. As demais candidatas terão que esperar a conclusão do processo de digitalização da televisão, que vai liberar espaço para a modificação.

Continue lendo



Músicas sertanejas foram as mais ouvidas nas rádios brasileiras em 2017

Um levantamento inédito produzido pela Kantar Ibope Media, em parceria com a Crowley, aprofundou o estudo sobre o consumo de música nas rádios brasileiras.

Segundo a pesquisa, o Rádio executou músicas mais de 127 bilhões de vezes, entre janeiro e julho de 2017. Trinta e dois por cento das faixas consumidas pelos ouvintes, no período da análise, foi de Sertanejo; seguido pelo Pop, com 25%, e pelo pagode, com 9%.

A música nacional mais ouvida foi Loka. Nas vozes de Simone e Simária e com a participação de Anitta, o hit tocou mais de 1 bilhão e 300 mil vezes. Já a música internacional mais ouvida foi a Shape of you, de Ed Sheeran.

Um dado interessante, apontado pelo levantamento, foi que as músicas sertanejas, interpretadas por mulheres, foram ouvidas mais de 6 bilhões de vezes, consolidando a participação feminina no gênero musical.

No top 5 dos principais artistas ouvidos nas rádios estão: Jorge e Mateus, em primeiro lugar, Marilia Mendonça, Henrique e Juliano, Luan Santana e Simone e Simária. De acordo com a pesquisa, 64% dos ouvintes de rádio consideram a música como parte importante da vida.



Rádios paraibanas assinam contrato para funcionar em FM

Cinco emissoras da Paraíba assinaram os termos aditivos de adaptação das outorgas para a migração do AM para o FM, nesta sexta-feira (30), em João Pessoa (PB).

O mutirão de assinaturas do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) tem o objetivo de acelerar o processo de migração em todo o país.

O evento contou com a presença do ministro Gilberto Kassab, do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, e de autoridades locais, além de representantes de 12 emissoras paraibanas que já assinaram o termo aditivo para o FM.

Em discurso, o diretor de Rádio da ABERT, André Cintra, ressaltou que a migração da faixa AM para o FM revigora a força do rádio. “Agora, com mais qualidade de áudio, a emissora terá mais competitividade no mercado publicitário e, certamente terá um alcance maior já que poderá estar inserida em dispositivos móveis”, comemorou.