Polícia procura casal suspeito de participação na morte de policial catarinense em Natal

Weverton e Raíssa estão foragidos desde o dia do crime

Aura Mazda (Tribuna do Norte) – O grupo de pessoas suspeitas da participação no assassinato da policial militar catarinense  Caroline Pletsch, no último 26 de março, faz parte de uma mesma família. A Polícia Civil busca informações sobre o casal Weverton Lenário Gomes da Silva, 34 anos, e Raíssa Torres Lima de Souza, 20 anos, suspeitos de serem mentores do crime e que estão foragidos desde então. A mulher é irmã do adolescente Yure Torres Lima de Souza, 18 anos, morto em confronto com a polícia em 2 de abril e suspeito de ser um dos homens que atirou na policial e no marido dela, o sargento Marcos Paulo da Cruz.

Continue lendo