No primeiro carnaval Multicultural, Caicó resgata a magia nos bailes dos Antigos Carnavais

Caicó resgata os antigos carnavais

Ah! Antigamente é que era bom”! Quando alguém faz essa afirmação é imediatamente chamado de saudosista, desatualizado e tantos outros adjetivos. É claro que não pretendemos voltar a brincar com, bisnagas, de smoking ou corso com chauffeur nas principais avenidas de nossa cidade, mas, o que se via era a participação do povo, em todos os níveis, naquilo que os mais experientes chamam de “verdadeiro carnaval”. Eram a época em que as famílias participavam, de fato, do carnaval. Nos clubes havia matinê para a criançada, fantasiados ou não, sempre com muito bom humor, sorridentes, expressando felicidade.

Em Caicó, o carnaval se caracterizou por ser um evento elitista, realizado apenas em clubes exclusivos da elite caicoense, até que em 1930, surgiu o Caicó Esporte Clube, mais conhecido de “Sede dos Morenos”, nesse clube os excluídos da sociedade poderiam brincar o carnaval. Com esta ideia, em meados dos anos 1960, grupos de amigos começaram a se reunir em agremiações, conhecidas hoje como blocos, onde possuíam sua própria programação; que consistia em banhos em açudes e balneários e de um desfile em automóveis pelas avenidas da cidade, sempre fantasiados, fazendo batucada e cantando marchinhas.

Resgatando este velho e bom tempo, o palco dos Antigos Carnavais, traz um repertório que retrata a festa momesca de outrora, levando os foliões, de ontem e de hoje, a uma agradável viagem no tempo, através dos renomados artistas da terra Solange Silva, Kanelinha, Jonas Linhares, Orlando, Karla Katiane e Mell Foster e a renomada Dodora Cardoso. A festa começa a partir das 22h e estende-se até meia noite, no palco montado no Complexo Turístico Ilha de Santana.