Revogada decisão que suspendeu execução de músicas no São João de Campina Grande

Desembargadora Maria das Graças Guedes julgou procedente o agravo impetrado pela Procuradoria do Município

A desembargadora Maria das Graças Morais Guedes, do Tribunal de Justiça da Paraíba, determinou a revogação da decisão judicial que suspendeu a execução de obras musicais lítero-musicais e fonogramas durante o São João de Campina Grande – edição 2018, até que houvesse regularização junto ao Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD), ou seja, o evento está liberado para acontecer. Ao atribuir o efeito suspensivo para impedir a eficácia da decisão de primeira instância, na tarde desta terça-feira (5), a relatora considerou as lesões macroeconômicas que poderiam advir do ato judicial.

O Agravo de Instrumento foi feito pelo Município de Campina Grande contra a decisão da juíza da 2ª Vara da Fazenda Pública, em Ação ajuizada pelo ECAD contra o Município e a Aliança Comunicação e Cultura Ltda.

Continue lendo