Tristeza e comoção marcam adeus ao Sargento F. Silva

Policiais do BOPE conduziram o caixão com o corpo do policial

Foi em um clima de dor, tristeza e comoção que o corpo do sargento Francisco Edmilson da Silva, de 53 anos foi sepultado na noite de sábado (19), no cemitério Morada da Paz, na cidade de Extremoz. O policial do BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais), foi morto na noite anterior após uma tentativa de assalto no bairro Potengi, zona Norte de Natal.

O velório de F. Silva, como era mais conhecido, aconteceu na sede do Batalhão, apenas a família e amigos tiveram acesso ao local. Integrantes de um grupo de corredores de rua criado pelo sargento prestaram algumas homenagens, inclusive acompanhando o cortejo correndo, atividade que F. Silva fazia diariamente.

O caixão com o corpo de F. Silva foi conduzido em um carro do Corpo de Bombeiros seguido de várias viaturas e pessoas que admiravam o policial militar considerado pelo comandante geral da instituição um profissional exemplar e comprometido com missão legítima da Polícia Militar que é servir e proteger.

Por questão de segurança os familiares do sargento preferiram não falar com a imprensa, mas agradeceram o apoio de todos os órgãos de segurança e de comunicação no tocante ao apelo por justiça. A Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa assumirá o caso através do núcleo de investigação em favor de agentes da segurança pública.

Portal BO