Morre aos 87 anos o senador José Maranhão, vítima da Covid-19

Senador estava acometido de Covid-19

Faleceu na noite desta segunda-feira (8), aos 87 anos, o senador paraibano José Maranhão (MDB). Ele estava internado há 71 dias após ser acometido pela Covid-19, doença causada pelo novo Coronavírus.

Maranhão estava no Hospital Vila Star, em São Paulo, onde lutou bravamente pela vida. Ele foi internado primeiramente em João Pessoa, no Hospital da Unimed, em 29 de novembro do ano passado.

O senador deixa a esposa, a desembargadora Fátima Bezerra, e três filhos, Maria Letícia, Leônidas e Letícia.

WSCOM


ENTREVISTA: Senador Stinvenson Valentin fala de emendas e cobra fiscalização pelo povo

O Senador Stivenson Valentin (Podemos), concedeu entrevista ao radialista Sidney Silva, no programa Cidade Alerta, da Rádio Rural FM 102,7, e falou sobre diversos assuntos, entre eles, sobre seu posicionamento em relação ao momento que passa o Brasil, em relação as instituições, como o STF e o Congresso Nacional.

O senador ainda falou sobre emendas que ele conseguiu viabilizar para vários municípios da região Seridó e criticou a forma que é feita a prestação de contas do uso dos recursos por parte dos gestores.

Acompanhe a entrevista:


Senador caicoense tem mandato cassado por fraude

Senador disse que vai recorrer da decisão – (Foto: Geraldo Magela)

O senador José Medeiros (Podemos-MT), que era suplente de Pedro Taques (PSDB), teve o mandato cassado por unanimidade pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) na noite dessa terça-feira (31). O tribunal entendeu que houve fraude na ata da convenção partidária, e a posição dos suplentes de Taques foi invertida.

O escolhido para ser o primeiro suplente havia sido o empresário Paulo Fiúza (PV). Medeiros deveria ser o segundo, mas, em 2015, acabou assumindo a vaga no Senado após a renúncia de Taques. O senador eleito deixou o posto para assumir o governo de Mato Grosso.

Continue lendo


Senador Randolfe Rodrigues protocola pedido de impeachment de Temer

Senador Randolfe Rodrigues protocola pedido de impeachment de Temer

ABr – O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) protocolou hoje (18), na presidência da Câmara dos Deputados, pedido de impeachment do presidente Michel Temer. Ao justificar o pedido, Randolfe citou reportagem do jornal O Globo que fala sobre o suposto envolvimento do presidente em um esquema de pagamento de mesada ao ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha e ao doleiro Lúcio Funaro para que estes ficassem em silêncio.

A denúncia foi feita pelo dono do grupo JBS, Joesley Batista, em delação realizada no âmbito do processo da Lava Jato e divulgada ontem (17) no início da noite pelo O Globo. Segundo a reportagem, as informações estão registradas em áudio, que teria sido gravado pelo empresário durante encontro com Temer.

O pedido de impeachment feito por Randolfe é o terceiro registrado na Câmara desde a divulgação das denúncias. Ontem (17), o deputado Alessandro Molon (RJ), também da Rede, e o deputado JHC (PSB-AL) também protocolaram pedidos de impeachment do presidente Temer. Randolfe disse que seu pedido não prejudica os que foram feitos anteriormente, nem “futuros pedidos”.

Randolfe adiantou que deve se reunir na próxima semana com juristas para elaborar novo pedido de impedimento ao presidente. O senador, contudo, defende que Temer renuncie ao mandato. “Na verdade, seria melhor que o senhor Presidente da República poupasse a nação de mais um processo traumático [de impeachment] e renunciasse ao cargo.”