Please enter banners and links.


TJRN sequestra 1ª parcela de R$ 13 mi da conta do Estado para pagamento de precatórios

O Tribunal de Justiça determinou o sequestro de R$ 52 milhões das contas do Estado do Rio Grande do Norte para o pagamento de precatórios, em quatro parcelas de R$ 13 milhões no final de cada mês, de setembro até dezembro. O valor total refere-se ao que o Estado deixou de repassar em 2016 ao TJRN para a quitação desse débito junto aos credores (servidores da ativa e aposentados, professores e empresas, por exemplo). Nesta quarta-feira (4), a primeira parcela de R$ 13 milhões será depositada na Conta Judicial para pagamentos de Precatórios do Tribunal.

A determinação foi feita pela Presidência do TJ potiguar em 31 de agosto, com isso o Tribunal de Justiça deu ainda um mês para que o Estado se preparasse para cumprir com a obrigação de transferir a primeira parcela. Em 29 de setembro, como o Estado não liberou nenhuma quantia para o pagamento de seus débitos, o dinheiro foi sequestrado das contas do Estado.

O juiz coordenador da Divisão de Precatórios do TJRN, João Afonso Morais Pordeus, observa que este processo foi iniciado em maio de 2016, quando o Estado deixou de repassar os valores mensais para o pagamento dessas dívidas oriundas de decisões judiciais. O Estado ingressou na Justiça e obteve a concessão de um mandado de segurança para que repassasse os valores de forma anual, o que não cumpriu ao final de dezembro de 2016.

Continue lendo



Adolescente é sequestrada por dois homens e uma mulher no final de semana em Caicó

Adolescente é sequestrada no final de semana em Caicó – (FOTO: Cardoso Silva)

Uma adolescente de 15, foi sequestrada na manhã do último sábado (25), em Caicó. A jovem, no sábado pela manhã, saiu de casa para ir a um evento na Ilha de Sant’Ana e não retornou. A família procurou a polícia no domingo (26).

De acordo com o que está sendo apurado pela Polícia Civil, ela foi encontrada na noite de domingo nas proximidades da Clínica Santa Clara, desorientada.

A adolescente disse à Polícia Civil que nas proximidades da Escola Monsenhor Walfredo Gurgel, uma mulher em um carro de cor escura (provavelmente, uma caminhonete) pediu informações sobre um endereço e neste momento, um homem lhe agarrou por trás colocando um pano em sua boca. Ela foi colocada no carro e levada.

A jovem ainda relatou que eram dois homens e uma mulher. No lugar aonde ficou, um quarto, estava com às mãos amarradas e pôde perceber que na parte externa, tinha capim e cavalos. Provavelmente, era um sítio. A tal mulher, teria dito que era pra ela (a jovem) aprender a não se aproximar de outra jovem.

Durante o sábado e o domingo, os sequestradores fizeram ligações com o número inibido para o telefone da mãe da jovem. Em uma das ligações, um homem teria falado.

Depois de ser encontrada, a adolescente foi encaminhada para o Hospital Regional aonde foi atendida e medicada.