Serra do Lima amanhece “apenas com sinais de fumaça”, diz Bombeiros

De Fato – A força-tarefa do Corpo de Bombeiros montada para combater o incêndio na Serra do Lima, em Patu conseguiu debelar mais focos de incêndio durante a madrugada desta sexta-feira. O trabalho se concentrou na abertura de estradas e mapeamento aéreo da área no intuito de chegar mais próximo dos focos mais difíceis.

Segundo a assessoria de comunicação do órgão, a Serra amanheceu apenas com sinais de fumaça, resultado do combate intenso de ontem. ‘Os tocos de algumas árvores ainda estão esfriando, e fazendo fumaça. Montamos equipes para monitorar e neutralizar todas as ameaças’, disse o comandante do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte, Coronel Monteiro Júnior”.

Segundo o Governo do RN, mais de 200 pessoas estão envolvidas na força-tarefa, entre bombeiros e voluntários. Na tarde da última quinta-feira, 19, a governadora Fátima Bezerra “autorizou o incremento de mais diárias operacionais para garantir o reforço no local até o total controle do incêndio.”

O combate ao fogo iniciou-se na Serra do Lima na última segunda-feira (16), por volta das 15h, com equipes do Corpo de Bombeiros das cidades de Pau dos Ferros e Caicó. Mais de 40 militares da capital e de Mossoró foram enviados para somar na força-tarefa junto aos voluntários.

Ainda não se sabe o que causou o incêndio e ainda não é possível dimensionar a área atingida. Até o momento, no entanto, não há relato de vítimas nem de danos em edificações.


60 horas depois, mata continua queimando na Serra do Lima

Novos focos de incêndio na Serra do Lima na noite de quarta (18) – Vídeo do Blog do Ismael Sousa

Mesmo com o trabalho do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, órgãos da Prefeitura de Patu e populares, os focos de incêndio na Serra do Lima, ainda foram vistos na noite desta quarta-feira (18).

O vento, a baixa umidade e a mata seca, favorecem o avanço do fogo na serra.

As equipes de combate ao incêndio que começou na segunda-feira (16), usam bolsas costais contendo água e equipamentos de mão para combater as chamas.

A área queimada é extensa e uma das preocupações era que o santuário do Lima fosse atingindo.