Educação de Jardim de Piranhas discute parceria com Fiern/Sesi

Secretária de Educação de Jardim de Piranhas discutiu parceria com o Sesi

A secretária de Educação de Jardim de Piranhas, Alia Eine de Queiroz Damásio, esteve nesta quinta-feira, 30, em Natal, para uma reunião com a gerente executiva de Educação do Sesi, Ana Karenine, para tratar sobre a renovação da parceria entre a Prefeitura e o sistema Fiern/Sesi.

No encontro, a secretária apresentou opções de projetos desenvolvidos pelo Sistema em parceria com o município, apontando seus resultados positivos. Além disso, destacou a implantação da Biblioteca Indústria do Conhecimento que ampliará o trabalho com crianças, jovens e adultos.

Prefeitura e o sistema Fiern têm sido parceiros desde o início da gestão Elídio Queiroz, com a realização de diversas ações sociais significativas, como a realização de cursos de capacitação de mão de obra. Junto à educação, as ações seguem no sentido de assegurar maior interação e construção de conhecimento.



Engenheiro da Fiern visita obra da Biblioteca do Conhecimento em Jardim de Piranhas

Engenheiro da Fiern visita obra da Biblioteca do Conhecimento em Jardim de Piranhas

O prefeito Elídio Queiroz e a secretária de Educação, Ália de Queiroz Damásio, acompanharam nesta quinta-feira, (09), a visita técnica do engenheiro civil, Mainá Medeiros, do Sesi/Fiern, ao canteiro de obras da Biblioteca Indústria do Conhecimento. O projeto começou a ser concretizado há cerca de duas semanas e tem previsão de terminar nos próximos 150 dias.

Segundo Mainá, este empreendimento chega a Jardim de Piranhas com certa antecedência devido a representatividade política e econômica que o município tem no Seridó. Jardim é a 30ª cidade do RN, que tem 167 municípios, a receber o projeto, considerado um dos mais modernos centros de convivência digital do Brasil.

As bibliotecas Sesi Indústria do Conhecimento são equipadas com livros, CDs, DVDs, gibis, jornais e revistas, além de computadores conectados à internet, para uso gratuito da população. Seu objetivo é promover a inclusão digital e facilitar o acesso à informação e à leitura. Cada centro multimídia conta com monitores capacitados e com acervo de cerca de mil e quinhentos títulos impressos e de mídia eletrônica.