Conta de luz continua com bandeira tarifária mais cara em setembro

Energia mais cara para os brasileiros

A bandeira tarifária da energia elétrica acionada para este mês de setembro vai ser vermelha patamar 2, e os brasileiros deverão pagar R$ 5 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos.

De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica, a Aneel, a bandeira continua nesse patamar em razão das condições hidrológicas ainda desfavoráveis e pela redução no nível de armazenamento dos principais reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN). Afirmação que o especialista em energia Renato Queiroz contesta.

“O que é importante dizer para todos é que vai continuar, a conta de luz mais alta. Ah, o armazenamento da energia dos reservatórios não são suficientes, esta é a explicação. Não chover, a culpa é da chuva. Não! Mas por quê? Todo ano isso. Por quê? Se as usinas estão poucas, se as usinas não estão conseguindo armazenar, então tem que botar mais usinas, poderia ter uma questão dessa.”

Continue lendo



Governo vai liberar pagamento do PIS para trabalhadores nascidos em Setembro

Nesta quinta-feira (14), o Ministério do Trabalho vai liberar o pagamento do abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2016 para os trabalhadores nascidos mês de setembro. Segundo dados do próprio ministério, mais de 24 milhões de pessoas terão direito ao saque. Os trabalhadores da iniciativa privada poderão retirar o dinheiro em qualquer agência da Caixa Econômica Federal ou em casas lotéricas. Também a partir dessa data serão pagos o servidores públicos com final da inscrição 2.

Terá direito ao abono quem trabalhou formalmente por pelo menos um mês no ano passado com média de remuneração de até dois salários mínimos. O trabalhador também tem que estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais.

O valor do benefício vai depender do tempo trabalhado em 2016. Quem trabalhou durante todo o ano, terá direito a um salário mínimo, no valor de 937 reais. Quem trabalhou por um mês, por exemplo, vai receber 1/12 do valor. O abono vai ficar disponível para saque até junho do ano que vem, mas a orientação é que os interessados sigam o calendário de saques programados.

Para mais informações, basta ligar no Ministério do Trabalho, no 158, na Caixa Econômica Federal, no 0800 726 02 07, ou no Banco do Brasil, no 0800 729 00 01. Todas as ligações são gratuitas e devem ser feitas de telefone fixo.