TV Kurtição emite nota dizendo que não faz mais parte do projeto Som Solidário

TV Kurtição explica motivos da saída do projeto

A TV Kurtição anunciou nesta terça-feira (05), através de nota que não participar mais do projeto Som Solidário. A ideia era realizar lives de cantores de Caicó e região para angariar recursos financeiros e cestas básicas para ajudar instituições músicos que estejam passando por dificuldade diante da pandemia do coronavírus.

O empresário Alexandre Melo, que é o proprietário da TV, disse que os anos de estrada de seu empreendimento lhe deram um knowhow que foi conquistado com compromisso diante dos projetos postos em prática. “Temos 20 anos de mercado com credibilidade e trabalhamos com transparência total. Não é toa que chegamos até aqui sendo reconhecidos“, disse.

A ideia do Som Solidário foi primeiro apresentada a TV Kurtição, inclusive, os responsáveis estivem na Rádio Rural FM, fazendo a divulgação.

Recentemente, a TV Kurtição realizou live com o cantor Naldinho Cunha que conseguiu arrecadar mais de 2 toneladas de alimentos. “Nossas lives são, exclusivamente, para ajudar a quem precisa“, comentou Alexandre Melo.


Projeto vai beneficiar com cestas básicas, os músicos da região Seridó

Primeira edição do projeto “Som Solidário” acontecerá nos próximos dias

Acontecerá nos próximos dias a primeira edição do festival “Som Solidário” com apresentações de artistas caicoenses e da região Seridó na internet. Os shows serão transmitidos pelo Site Kurtição através do YouTube e pelo canal 175 da Brisanet.

Ao todo mais de 10 artistas se dividirão em várias apresentações. O festival “Som Solidário” já conta com a presença confirmada de artistas como Naldinho Cunha, Rodolfo Lopes, Evan, Solange Silva, Hugo e Heitor, Arthur Fonseca, Darrijane Lopes, Max, Dj Kevinho, Bené, Danyllo Morais, Guilherme e Pedrinho entre outros.

O objetivo do projeto “Som Solidário” é valorizar os músicos, e demais profissionais envolvidos com entretenimento durante o período de isolamento social devido a pandemia do Covid-19.