UERN deve parar de renovar contratos de trabalho por tempo determinado de professores

O reitor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) deve se abster de renovar os contratos de trabalho por tempo determinado dos professores do curso de Comunicação Social da instituição. É isso que recomenda o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) para o caso dos professores que tiveram seus contratos temporários de dois anos vencidos. A recomendação da 7ª Promotoria de Justiça de Mossoró foi publicada na edição de sexta-feira (10) do Diário Oficial do Estado (DOE).

Além de parar de renovar esses contratos, o reitor deve regularizar todas as situações de sucessivas prorrogações/convocações/nomeações ilegais para contratação temporária de professor do curso de Comunicação Social. Para preencher possíveis vagas em aberto, a UERN deve convocar e nomear dos candidatos aprovados em concurso realizado no ano passado.

Continue lendo




Hospital do Seridó e UERN incentivam o aleitamento materno

Hospital do Seridó e UERN incentivam o aleitamento materno

Professoras e estudantes do curso de Enfermagem da UERN Caicó estiveram desenvolvendo no Hospital do Seridó uma séria de ações, cujo objetivo conscientizar as mães no tocante aos benefícios da amamentação exclusiva.

Conversas, demonstração e até uma peça teatral foram realizadas nas enfermarias da maternidade para ilustrar o quão importante é o leite materno para a saúde da mãe e da criança.

Aproveitamos o espaço para agradecer aos alunos e suas professoras pela ação e parabenizar pelo envolvimento no cuidado ao próximo, sempre com humanização na assistência”, disse o diretor do Hospital do Seridó, Gedson Santos.





Câmara de Caicó se soma à luta pela manutenção da UERN

Audiência pública na Câmara de Vereadores tratou sobre conquistas e lutas da UERN em Caicó

A Câmara de Vereadores de Caicó discutiu na tarde desta segunda-feira (16), a situação da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN). Proposta pelos Vereadores José Rangel e Lobão Filho, a audiência reuniu diversas pessoas que se somam a luta pela manutenção deste instrumento de inclusão e acesso de milhares de jovens ao ensino superior.

De acordo com Rangel, o debate foi muito proveitoso e a Casa pode dar o seu apoio a UERN na sua independência financeira.

A reunião contou com a participação do diretor do campus da UERN – Álvaro Inácio, que explanou a situação vivenciada na Universidade e o desejo pela Autonomia Financeira. Álvaro ainda aproveitou para agradecer ao empenho dos vereadores que se somam a luta pela defesa da Universidade.

Para o presidente da Câmara de Vereadores de Caicó, Odair Diniz a audiência foi de suma importância da instituição que mais realiza ações no Rio Grande do Norte. “A UERN é a responsável pela formação de milhares de profissionais de várias áreas, principalmente da educação básica, que forneceu ao longo dos anos, e continua fornecendo, os profissionais das redes municipais do interior do Estado, dos profissionais do Estado”, disse.

Participaram ainda da audiência pública padre Francisco Costa ( representado a Diocese de Caicó); Sandra Kelly ( diretora do Ceres/Caicó); Alexandro Diógenes( diretor do IFRN); Lúcia Clemente (secretária de educação do município); Galileu Galilei ( membro da UERN Caicó), além de outros participantes.




Filho de assentados cola grau em Medicina na UERN

Adriana Morais (Agência UERN) – “Eu não acreditava que chegaria a esse momento”, declara o estudante de Medicina da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Caio da Fonseca Silva, 28, sobre a sua colação de grau, que ocorrerá nesta quarta-feira, 6. A expressão remete a sua difícil trajetória até conquistar o tão desejado diploma de graduado.

Caio da Fonseca Silva cola grau no curso de medicina da Uern nesta quarta-feira

Filho de assentados, Caio da Fonseca Silva viu na educação uma alternativa para transformar a sua vida e de sua família. “Trabalhávamos com meu pai na agricultura, no Projeto de Assentamento Quixaba. Meu irmão (que é formado em Direito, também pela UERN) foi o primeiro da família a se ater para os estudos. Inspirado nele, também decidi trilhar por esse caminho”, relata.

As dificuldades em seguir com os estudos foram muitas, antes mesmo de ingressar na faculdade. Por muitas vezes, ele percorreu de bicicleta 22 quilômetros do assentamento Quixaba até a escola onde cursava o Ensino Médio para não perder aula. “Foi então, que decidi vir para Mossoró. Vim morar na Casa do Estado de Mossoró, onde fiquei por cinco anos”, afirma o discente.

Quando concluiu o Ensino Médio, Caio da Fonseca não prestou vestibular de imediato. “Infelizmente, o ensino público deixa muito a desejar e para se tornar competitivo para o curso que eu desejava, tive que estudar por alguns anos para ter base para passar. Estudava em média 16 horas por dia”, lembra Caio. Segundo ele, como estudava bastante, conseguiu uma boa base em disciplinas como química e física, e passou a dar aulas de monitoria em cursinhos da cidade, e em troca, os proprietários dos cursinhos permitiam que ele assistisse aulas em disciplinas que tinha mais dificuldades, como português e redação. “Isso me ajudou muito”, diz.

Em 2010, passou em Medicina. Os seis anos de graduação foram tão difíceis ou mais do que o período do Ensino Médio. “Foi difícil, foi muito sofrido. Minha família tinha a maior boa vontade, me incentivava, mas infelizmente, não tinham como me ajudar na questão financeira. Por mais que a UERN seja uma instituição pública, se manter no curso requer muitos gastos, com livros, material, xerox”, declara. Ele lembra que muitos professores da Faculdade de Ciências e Saúde o ajudaram, inclusive financeiramente.

Como minha família é do assentamento Quixaba, tinha que conseguir moradia aqui em Mossoró. A ideia era ir para a Residência Universitária, mas mesmo na residência ficava pesado para arcar com alimentação e o transporte para ir à Faculdade. Então, uma pessoa da faculdade e pessoas de fora me ajudaram a pagar aluguel em uma residência perto do curso e assim consegui levar. Sinceramente, em algumas situações eu achava que não ir conseguir”, relata o estudante.

Hoje, prestes a receber o diploma em Medicina, Caio da Fonseca Silva relembra com emoção toda sua trajetória. “Ainda não caiu a ficha, acho que só vou acreditar quando tiver o diploma em mãos. Não existem palavras para descrever a felicidade que eu tenho, principalmente em ver a felicidade dos meus pais em ver mais um filho formado”, diz o graduando. As suas metas agora são trabalhar para estruturar a vida sua e de sua família, e até o final do próximo ano prestar residência para neurocirurgia.

Para ele, a UERN foi um divisor de águas em sua vida. “Sempre sonhei em estudar na UERN, sempre me via estudando aqui, na FACS. A Faculdade de Medicina me tornou uma outra pessoa. Vivi muitas coisas aqui, e hoje sou uma pessoa mais humana, muito melhor. Devo muito do que eu sou aos meus professores e ao corpo de servidores da instituição. Vou levar a UERN comigo para onde for”, finaliza.



Presidente do STF suspende decisão do TJRN que obrigava o governo pagar em dia

Decisão foi da Ministra Carmem Lúcia, presidente do STF

A ministra Ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu liminarmente a decisão do Tribunal de Justiça do RN que obrigava o Governo do Estado a pagar os salários dos servidores estaduais até o último dia de cada mês.

A diretoria da Associação dos Docentes da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (ADUERN) reagiu com uma moção de repúdio. No documento, ressaltou que o atraso salarial fere o princípio constitucional, ofende a dignidade da pessoa humana e causa enormes prejuízo ao funcionalismo público.



Polícia Civil prende mais dois suspeitos pelo latrocínio de servidor da UERN em Mossoró

Uma investigação da 2a. equipe de plantão da Delegacia de Mossoró resultou na prisão, nesta sexta-feira (16), de mais dois suspeitos pelo latrocínio de Hiroito Gonçalves Falcão, que era servidor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). Foram presos Jefferson Batista Sousa Morais, 19 anos, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva e Ivonete Tintino da Silva em cumprimento a um mandado de prisão temporária. No dia 04 de junho a polícia prendeu outro suspeito, Pedro Henrique da Silva, 20 anos, em cumprimento a um mandado de prisão temporária.

O crime foi efetuado, no dia 03 de junho, na cidade de Mossoró. Dois bandidos teriam invadido uma casa no bairro Abolição II, onde Hiroito morava com parentes e com uma mulher idosa que estava enferma. Além dos moradores estava na residência Ivonete Tintino, técnica de enfermagem que estava cuidando da idosa, e que é namorada de Pedro Henrique.

De acordo com o delegado Evandro Aráujo, os criminosos entraram na casa e colocaram Hiroito e a enfermeira no quarto da idosa. Depois foram em busca das outras vítimas que estavam na casa, porém Hiroito decidiu sair do quarto e intervir segurando a arma de um dos bandidos com a mão, o criminoso conseguiu atirar e atingiu o queixo da vítima. Após o crime, a dupla fugiu na motocicleta de Pedro Henrique.



Ceres/UFRN sediará I Encontro de Pesquisas e Práticas Pedagógicas em Educação Infatil

Ceres vai sediar evento de pesquisa pedagógica infantil

O Departamento de Educação do Centro de Ensino Superior do Seridó/ CERES-Campus de Caicó, o Núcleo de Educação para a Infância (NEI/Cap/CE) e a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN-Campus de Caicó),  realizarão no período de 12 a 14.06.2017, nas dependências do CERES-Campus de Caicó, o I Encontro de Pesquisas e Práticas Pedagógicas de Educação Infantil – EPPPEI – RN, tendo como tema central  “Políticas e práticas pedagógicas na Educação Infantil: saberes, perspectivas e desafios atuais”. O evento pretende inaugurar um espaço regional para atualização e discussão das temáticas relacionadas à Educação Infantil, contribuindo para o pensar as políticas públicas, pesquisas e práticas das escolas no âmbito dos diferentes municípios do RN.

Terá uma carga horária de 20h, envolvendo as seguintes atividades: conferências, mesas redondas, diálogos pedagógicos, comunicações orais, oficinas, momentos culturais e lançamentos de livros. As inscrições devem ser realizadas até 30.05, pelo site do evento. VAGAS LIMITADAS.

Público alvo: graduandos(as), professores(as) e pesquisadores(as) das universidades envolvidas,  gestores(as), técnicos(as) e professores(as) das redes de ensino públicas e privadas do RN, e demais profissionais interessados(as) na temática.

Maiores informações https://epppeirn.wixsite.com/epppei2017

Atendimento via WhatsApp: +55 84 9 8104 2567

Segunda à sexta-feira – Das 8h às 17h



Vídeo: Professor apresenta projeto de AUTONOMIA FINANCEIRA para a Uern

O professor da Uern, Galileu Galilei, esteve neste sábado (11), participando do programa Mesa Redonda com o Deputado Vivaldo Costa, na Rádio Caicó. Com ele estevam, o diretor do Campus da UERN, Álvaro Lima, o odontólogo e professor, Glécio Filho.

Ele falou sobre projeto de autonomia econômica que está sendo elaborado para a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte. Inclusive, entregou uma cópia do projeto para o deputado Vivaldo Costa, que se comprometeu e envidar esforços para torná-lo realidade.

Em 2016, ventilou-se a possibilidade de a Uern ser federalizada ou privatizada por causa da crise financeira por que passa o Governo, mas, nada foi à frente e os professores e alunos encampam a luta contra a ideia desde então.

Assista a um trecho da entrevista do professor Galileu falando sobre o projeto de autonomia financeira para a Uern.




Inscrições no Sisu começam nesta terça (24); UERN tem apenas 86 vagas para Caicó

Começam nesta terça-feira (24) e se estendem até o dia 27 de janeiro, as inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para os estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016 e obtiveram nota na redação que não seja zero.

O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação por meio do qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a candidatos participantes do Enem.

As inscrições podem ser feitas no site: http://sisu.mec.gov.br/inicial

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte – UERN, campus de Caicó, está oferecendo apenas 86 vagas em três cursos, sendo: 26 para Enfermagem (com ingresso no 2º semestre), 40 para Filosofia (com ingresso no 1º semestre) e 20 para Odontologia (para ingresso no 2º semestre).

Vagas para a UERN

No site do SiSu também é possível ver as vagas para o INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE – IFRN, em Caicó.

Ao todo são 40 vagas, sendo 20 para o curso de DESIGN DE MODA (com ingresso no 1º semestre) e 20 vagas para o curso de FÍSICA (com ingresso no 1º semestre).

Vagas para o IFRN

Por fim o Blog Sidney Silva mostra as vagas para a Universidade Federal do Rio Grande do Norte para o campus de Caicó.

Ao todo, a UFRN oferece 475 vagas para 11 vagas.

Vagas para a UFRN